Reavivados por Sua Palavra


I JOÃO 5 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
17 de setembro de 2018, 0:30
Filed under: Sem categoria


“Nisto conhecemos que amamos os filhos de Deus: quando amamos a Deus e praticamos os Seus mandamentos” (v.2).


Estamos vivendo no limiar do grande conflito e, como última igreja de Cristo, somos chamados para fazer parte do Seu remanescente: “os que guardam os mandamentos de Deus e têm o testemunho de Jesus” (Ap 14:12). “Porque este é o amor de Deus: que guardemos os Seus mandamentos; ora, os Seus mandamentos não são penosos” (v.3). E “a vitória que vence o mundo” (v.4) é a nossa fé em Jesus, pois Ele mesmo venceu o mundo (Jo 16:33). O batismo de Jesus, representado pela água, e a Sua morte, representada pelo sangue, significam a confirmação da nova aliança entre Deus e Seu povo. Todo aquele que deseja seguir o exemplo do Mestre, e ser batizado seguindo a Sua ordem, encontrará resistência como Ele mesmo encontrou. E a menos que esteja munido da armadura de Deus (Ef 6:10), revelará uma fé frágil que sucumbirá à primeira prova.

Assim como “o Pai, a Palavra”, que é Cristo “e o Espírito Santo” são um (v.7), fomos chamados a sermos um com o Senhor e a termos o Seu testemunho na Terra. Gosto de pensar que “o Espírito, a água e o sangue” (v.8), representam as três atuações de Deus na vida do cristão:

  1. O sangue, quando aceitamos a Cristo como Senhor e Salvador de nossas vidas;
  2. A água, como o batismo, o lavar regenerador de Deus no coração e início da carreira cristã;
  3. O Espírito, que nos guia a toda a verdade, nos convence do pecado, da justiça e do juízo, levando-nos a uma vida de santificação em Cristo Jesus (Jo 16:8-13).

Estes três “são unânimes num só propósito” (v.8), o propósito de preparar um povo para reencontrar o Seu Deus. Todo aquele, pois, que nisto crê, “tem, em si, o testemunho” (v.10). “E o testemunho é este: que Deus nos deu a vida eterna; e esta vida está no Seu Filho” (v.11). Portanto, se temos o Filho, temos a vida; se, porém, não temos o Filho, não temos a vida (v.12). Quando o apóstolo Paulo declarou: “logo, já não sou eu quem vive, mas Cristo vive em mim” (Gl 2:20), ele não declarou ter alcançado o estágio final da perfeição, mas a sua entrega, unida à constante obra do Espírito Santo, inculcavam em sua mente a fé firme na fiel promessa: “E eis que estou convosco todos os dias até à consumação do século” (Mt 28:20). Por isso que ele denominou a batalha espiritual de “bom combate” (2Tm 4:7), porque todo aquele que é nascido de Deus e “não vive pecando”, tem como seu fiel guarda Jesus, o Senhor dos exércitos, “e o Maligno não lhe toca” (v.18).

A oração intercessora, neste grande conflito em que vivemos, terá um papel decisivo no limiar dos últimos dias. Quando um servo ou uma serva de Deus ergue suas súplicas altruístas e empenha-se diariamente a abençoar seus irmãos através de suas orações, sua própria vida recebe um novo fôlego, o Espírito Santo imprime em sua mente o verdadeiro senso de missão e derrama em seu coração o amor de Deus em generosas porções. Não podemos desistir daqueles que Cristo adquiriu com Seu sangue. O “pecado para morte” (v.16) é aquele em que o pecador se recusa a ouvir a voz de Deus e repele o Espírito Santo de sua vida. Aquele que sonda os corações e conhece as intenções nos chama a fazer parte de Seu grande exército, “com toda oração e súplica, orando em todo tempo no Espírito e para isto vigiando com toda perseverança e súplica por todos os santos” (Ef 6:18).

Se “sabemos que somos de Deus e que o mundo inteiro jaz no Maligno” (v.19), tanto mais precisamos nos firmar nas verdades eternas e perseverar em ter uma vida de oração. Certamente, somos alvo das orações de alguém, ou de alguns, assim como podemos ser instrumentos de Deus para conduzir pessoas a Cristo por este ministério tão grandioso. O silêncio do suplicante diante dos homens é transformado pelo Espírito em “gemidos inexprimíveis” (Rm 8:26) diante do trono de Deus. Façamos uso deste recurso tão grandioso em benefícios! Só a eternidade revelará o seu real alcance. Imitemos o sublime Exemplo: “Tendo-Se levantado alta madrugada, saiu, foi para um lugar deserto e ali orava” (Mc 1:35).

Jesus Cristo. Este é o verdadeiro Deus e a vida eterna” (v.20).

Bom dia, exército de oração!

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus #1João5 #RPSP

*Participe deixando um comentário:


2 Comentários so far
Deixe um comentário

Rosana , vc está na minha lista de oração desde que comecei a ler seus comentários! E nesta lista permanecerá ! Deus continue te usando pra nos ajudar!!

Comentário por Tati

A cada dia sou renovada pelo Espírito de Deus, a cada dia preciso desse Amor Divino, pois sou pecadora. Anseio vividamente pelo retorno de Jesus e a extirpação do pecado de uma vez por todas!
As provas diárias são terríveis, ainda mais que minha decisão pelo re-batismo está firme no meu coração. Volto para o aprisco do Senhor depois de 18 anos perdida. Ele nunca desistiu de mim esses anos todos.
As mensagens que recebo todos os dias e esse estudo diário da Palavra tem me fortalecido na fé e quero estender as minhas bênçãos aos que estão por perto de mim, sejam parentes, amigos, funcionários, colegas de trabalho ou até mesmo os irmãos da igreja.
Obrigada Deus! Obrigada irmãos! Que vcs sejam ricamente abençoados por esse trabalho!!!

Comentário por Luciane Cristina Cocuzzi




Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: