Reavivados por Sua Palavra


GÁLATAS 1 – COMENTÁRIO PR HEBER TOTH ARMÍ by jquimelli
7 de julho de 2018, 0:45
Filed under: Sem categoria

GÁLATAS 1 – Esta carta possui apenas seis curtos capítulos. Em cada um você tem conteúdo para estudar por meses. A mensagem é profunda, relevante e importante para crentes e descrentes. Infelizmente muita gente não a estuda como deveria.

Observe que, “Paulo escreveu esta carta em resposta a uma crise doutrinária que surgiu no seio da igreja do Novo Testamento e que consistia em um falso ensinamento que Paulo chama ‘um evangelho diferente’ (ver Gálatas 1:7-9). Este evangelho falso era promovido por um grupo de cristãos de origem judaica que talvez tinha sido fariseu antes de sua conversão ao cristianismo. Várias traduções bíblicas se referem a este grupo como ‘a seita dos fariseus’ (Atos 15:5). Outras versões os denominam ‘o partido dos fariseus’. Os estudantes contemporâneos da Bíblia geralmente se referem a eles como ‘judaizantes’” (Marvin Moore).

Após este breve vislumbre introdutório, obtenha uma ideia geral da carta. Note que Timothy George a divide em três partes; tal divisão favorece nossa compreensão dessa pequena, mas poderosa missiva paulina:

1. História: Não existe outro evangelho (1:1-2:21)
2. Teologia: Justificação pela fé (3:1-4:31);
3. Ética: Vida no Espírito (5:1-6:18).

Faça uma leitura atenciosa nos seis capítulos desta carta e em tua Bíblia identifique cada parte; passe tempo refletindo na ligação desses três itens e pense por que Paulo usou tal sequência: História, Teologia e Ética.

Fragmentado, o capítulo em pauta fica assim, baseando-me em Ronald Y. K. Fung:

1. Defesa autobiográfica 1: Contexto (vs. 1-10);

• Saudação: Remetente, receptores e cumprimento (vs. 1-5);
• Condenação do falso evangelho: Crise espiritual, maldição aos pregadores de evangelhos diferentes (vs. 6-9) e a única preocupação do apóstolo (v. 10).

2. Defesa autobiográfica 2: O evangelho e o apostolado independente de Paulo (1:11-2:14):

• Origem divina do evangelho de Paulo;
• Vida de Paulo antes da conversão;
• Seu chamado ao apostolado;
• Sua primeira visita a Jerusalém após sua conversão;
• Paulo na Síria e Cilícia.

Verdadeiros servos de Deus não têm por objetivo agradar a homens, mas agradar a Deus que ama aos homens. Por isso, o cristão deve testemunhar ousadamente de Cristo com amor, ainda que tenha de confrontá-los.

Paulo escreveu o evangelho aos que o haviam ouvido, mas desviaram-se. Avaliemos o evangelho que cremos baseando-nos em Gálatas! Estamos certos?

“Senhor, reaviva-nos no evangelho verdadeiro!” – Heber Toth Armí.


Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: