Reavivados por Sua Palavra


GÁLATAS 1 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
7 de julho de 2018, 0:30
Filed under: Sem categoria


“Mas, ainda que nós ou mesmo um anjo vindo do céu vos pregue evangelho que vá além do que vos temos pregado, seja anátema” (v.8).


A epístola de Paulo “às igrejas da Galácia” (v.2) já inicia expondo o perigo que estavam enfrentando: o falso cristianismo. A graça e a paz, “da parte de Deus” (v.3), e o sacrifício e ressurreição de Cristo, ganharam destaque nas palavras de saudação a fim de relembrar aos gálatas o real motivo de sua fé. De forma insistente, alguns dentre eles se levantaram para pregar um “outro evangelho” (v.6). E por duas vezes, Paulo deixou bem claro que a conduta destes falsos mestres e seus ensinamentos em nada correspondiam com o verdadeiro testemunho de Jesus. Eles estavam assumindo uma maldição ao apresentar um evangelho que ia além do que haviam recebido.

Paulo foi instruído, desde a infância, na escola dos fariseus, e bem sabia quais eram os resultados de tal educação. Como perseguidor, tinha sido “extremamente zeloso” (v.14) quanto às tradições judaicas e orgulhava-se de sua etnia. O seu foco estava em defender as tradições de seus pais a qualquer custo. Até que Jesus o encontrou e lhe revelou a Sua graça. Mediante a instrução divina, o ministério apostólico de Paulo não teve influências humanas, mas partindo de um lugar para outro, pregava o que lhe havia sido anunciado pelo próprio Jesus. Como “servo de Cristo” (v.10), seu único objetivo era fazer a vontade de Deus.

A aparência de santidade e o zelo por tradições humanas, como uma imposição, foram severamente reprovadas por Paulo, visto estarem deturpando a beleza do puro “evangelho de Cristo” (v.7). Havia uma clara separação entre cristãos judeus e cristãos gentios, dividindo a igreja através de uma doutrina de justificação por obras. As questões que envolviam o judaísmo ainda eram exigidas com rigor, e a obediência à lei de Deus, que deveria ser o resultado da salvação, era elevada acima da cruz de Cristo.

Quando homens que se julgam da parte de Deus apresentam doutrinas que vão além do Assim diz o Senhor, estão pregando maldição. A obediência, as tradições benéficas e uma vida de santidade devem ser o resultado da fé e não um fim em si mesmas. Precisamos ter muito cuidado e ter sempre em mente de que Aquele que nos “chamou pela Sua graça” (v.15), deseja “revelar Seu Filho” em nós (v.16). O nosso padrão não pode e não deve ser humano, mas divino. Cristo deve ser o nosso único exemplo. O testemunho de uma vida transformada deve apontar para o Único que merece todo o crédito. Percebam qual foi o resultado da vida de Paulo: “E glorificavam a Deus a meu respeito” (v.24).

Homem nenhum, nem “mesmo um anjo vindo do céu” (v.8), tem o direito de “perverter o evangelho de Cristo” (v.7) ou de mudar uma vírgula que seja do que está escrito. Se Aquele que “Se entregou à Si mesmo pelos nossos pecados, para nos desarraigar deste mundo perverso”, fez tudo “segundo a vontade de nosso Deus e Pai” (v.4), quem somos nós para agir de modo contrário à Sua Palavra? Quando perseguidor, Paulo obedecia a fim de obter a salvação e “o favor dos homens” (v.10), mas após a sua conversão, obedecer tornou-se o resultado natural da salvação que já havia obtido em Cristo Jesus. Que prossigamos em conhecer a Jesus através de Sua Palavra e que nada, nem ninguém, nos desvie do salvífico evangelho de Sua graça. Que assim como Paulo, sejamos testemunhas de Jesus para a glória de Deus Pai.

Feliz sábado, testemunhas de Cristo Jesus!

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus #Gálatas1 #RPSP


Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: