Reavivados por Sua Palavra


II CORÍNTIOS 9 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
2 de julho de 2018, 0:30
Filed under: Sem categoria

“Cada um contribua segundo tiver proposto no coração, não com tristeza ou por necessidade; porque Deus ama a quem dá com alegria” (v.7).

A estratégia de Paulo para não causar constrangimento à igreja de Corinto foi a de trazer à recordação atitudes memoráveis que impactaram as demais igrejas. O seu exemplo de zelo serviu de grande estímulo a muitos outros, de forma que a sua fama se espalhou no meio de toda cristandade primitiva. A preocupação de Paulo, no entanto, demonstrou que aquele primeiro zelo havia se tornado em comodidade. E exortando a fim de que não fossem encontrados “desapercebidos” (v.4), e que cumprissem com fidelidade a “dádiva já anunciada” (v.5), pediu que alguns irmãos precedessem a sua ida a Corinto para assegurar que encontraria a igreja já com sua oferta “pronta como expressão de generosidade e não de avareza” (v.5).

Comparando as doações com os frutos de uma colheita, ilustrou os resultados da graça de Deus na vida de quem a recebe. A exata compreensão acerca do que Deus fez, faz e ainda fará por nós, redunda em superabundância “em toda boa obra” (v.8.). A semeadura do Reino de Deus possui propósitos altruístas que nada tem a ver com vantagens terrenas. Perante Deus, a nossa oferta deve ser a mais pura expressão da alegria de quem foi salvo em Cristo Jesus. Não deve ser algo forçado ou exigido, nem tampouco deve ser dada “com tristeza ou por necessidade” (v.7). Não deve ser um valor imposto, mas cada um deve contribuir “segundo tiver proposto no coração” (v.7).

Quando o cristão compreende que Deus lhe concedeu uma dádiva imensurável, sem fazer caso de nossa condição como culpados, de que não há “maior amor do que este: de dar alguém a própria vida em favor dos Seus amigos” (Jo 15:13), a sua alegria em dar torna-se uma constante expressão de gratidão. Porque não se trata apenas de suprir “a necessidade dos santos”, mas de dar “muitas graças a Deus” (v.12) através da nossa vida. Aquele que tudo entregou não espera menos de nossa parte. Todo aquele que olha para o semelhante com compaixão é alvo do amor de Deus (v.8.) e está cumprindo com fidelidade a confissão de sua fé “quanto ao evangelho de Cristo” (v.13).

Tudo o que temos pertence a Deus, mas Ele é tão misericordioso que nos concede o privilégio de participarmos de Sua graça através das ofertas. Que Ele jamais nos encontre desapercebidos. Que não sejamos motivo de vergonha para o Senhor, mas testemunhas dAquele que tudo nos deu. Que a nossa vida seja um testemunho de quem sempre dá “graças a Deus pelo Seu dom inefável!” (v.15).

Bom dia, testemunhas do Doador da vida!

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus #2Coríntios9 #RPSP


Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: