Reavivados por Sua Palavra


I CORÍNTIOS 4 – COMENTÁRIO PR HEBER TOTH ARMÍ by Maria Eduarda
11 de junho de 2018, 0:45
Filed under: Sem categoria

I CORÍNTIOS 4 – Líderes espirituais precisam ser vistos conforme Deus espera.

“Com este capítulo Paulo encerra a seção da carta que trata diretamente das divisões da igreja de Corinto” (William Barclay).

Analise-o:

1. Ninguém é melhor que ninguém. Jesus é o piloto do grande navio/igreja, Seus líderes são remadores. Os pregadores são mordomos dos secretos de Deus, os quais devem administrar com fidelidade e eficiência. É Deus, não os homens, Quem julgará se fizeram ou não bom trabalho (vs. 1-5).

• “Faríamos bem em lembrar duas coisas: A primeira é que, ainda que escapemos de todos os julgamentos humanos ou fechemos os olhos para não tê-los em conta, não podemos escapar ao juízo de Deus; e segunda, o julgamento é algo que corresponde a Deus realizá-lo, portanto, não assumamos tão alta responsabilidade” (Barclay)

2. Às vezes quem faz o que é certo não é desvalorizado pela igreja de Deus. O orgulho humano tende a aceitar pomposos líderes cheios de fama em vez daqueles que são fieis e até sofrem por isso. É preferível estar com quem está disposto a tudo pela verdade do que com aqueles que sacrificam a verdade pelos próprios interesses (vs. 6-13).

• “Uma vez que os crentes imaturos de Corinto estavam apaixonados (assim como muitos cristãos modernos também estão) por ‘personalidades’, isto é, líderes cristãos de grande projeção, Paulo usou a ocasião para colocar em foco a verdadeira natureza e prática de servos santos e piedosos. Ele enfatizou a necessidade de motivações puras e genuína humildade. Servos que honram a Cristo não apenas são identificados como mordomos dos mistérios de Deus, mas também como pais espirituais cuidadosos e comprometidos. O retrato apresentado por Paulo está longe da compreensão típica sobre liderança espiritual. É um retrato que merece a nossa maior atenção e estudo” (John MacArthur).

3. Paulo insta com o amor de um pai aos filhos indisciplinados (vs. 14-21).

• “Neste segmento de sua epístola, Paulo afirma que como servo de Cristo Ele tem que dar contas Àquele que O enviou. Cristo exige dele ser fiel no serviço a Deus e ministrar a Seu povo. Chegará o dia em que Paulo será julgado pelo trabalho que realizou. Porém, não o julgará um tribunal humano, mas por Cristo” (Simon Kistemaker).

Repense teu foco espiritual! – Heber Toth Armí.


Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: