Reavivados por Sua Palavra


ROMANOS 16 by jquimelli
7 de junho de 2018, 1:00
Filed under: Sem categoria

Texto bíblico: http://biblia.com.br/novaversaointernacional/romanos/rm-capitulo-16/

Paulo fala profeticamente daqueles que são transformados pelo Evangelho, quando diz que “o Deus da paz esmagará Satanás debaixo dos pés de vocês” (v. 20 NVI. Essa promessa foi cumprida quando Cristo morreu na cruz e esmagou a cabeça de Satanás antecipando seu fim. Paulo mostra que aqueles que são transformadas pelo poder do evangelho se transformarão uma manifestação da justiça de Deus em Cristo (v. 20). Quando a terra for iluminada globalmente com a glória de Deus (ver Ap 18:1), a cabeça de Satanás (suas mentiras) será repetidamente esmagada, ao Deus demonstrar que pode transformar seres humanos pecadores em justos.

Paulo apresenta suas saudações finais e nos diz que o evangelho que ele tem pregado é uma revelação do mistério (Cl 1:27 e Ap 10:7) que havia sido mantido em segredo desde o início do mundo, mas agora foi manifesto.

O Movimento do Segundo Advento foi despertado (Ap 10) para revelação deste mistério e para a demonstração do poder de Deus neste mundo. Que possamos estar entre aqueles a levar este evangelho eterno do reino a toda nação, tribo, língua e povo! Amém!

Norman McNulty
Neurologista, Lawrenceburg, TN, EUA

Fonte: https://www.revivalandreformation.org/?id=1308
Equipe de tradução: Pr Jobson Santos/Gisele Quimelli/Jeferson Quimelli
Comentários em áudio
Pr. Valdeci  e vídeo: Pr Ronaldo de Oliveira e Pr Adolfo Suarez
Textos da semana do projeto
Crede em Seus Profetas

Ouça online:



ROMANOS 16 – VÍDEO COMENTÁRIO PR ADOLFO SUÁREZ by Maria Eduarda
7 de junho de 2018, 0:55
Filed under: Sem categoria



ROMANOS 16 – COMENTÁRIO PR HEBER TOTH ARMÍ by Maria Eduarda
7 de junho de 2018, 0:45
Filed under: Sem categoria

ROMANOS 16 – Neste capítulo Paulo conclui sua carta aos romanos para ser lida na igreja. Aqui, “ele envia saudações aos amigos na igreja em Roma. O apóstolo terminou o conteúdo instrucional da epístola, e ele está terminando agora em sua forma habitual. Mesmo nessas saudações podemos aprender algo de valor para as nossas almas”, motiva-nos R. C. Sproul.

• Febe era uma serva da igreja, que ministrava e conduzia o culto. As mulheres são importantes nas questões eclesiásticas (vs. 1-2);

• Príscila e Áquila. Geralmente o nome do cônjuge de maior proeminência era escrito primeiro. Neste caso, a esposa tinha maior destaque que o marido na obra missionária. Contudo, a maior lição é que o casal deve trabalhar junto na pregação do evangelho, se necessário dar até a própria vida por esta causa (vs. 3-4);

• Após enviar saudações a vários cooperadores e líderes da igreja primitiva, o apóstolo Paulo pede que a saudação seja uma prática características da igreja cristã. Não se deve ser frio e indiferente diante das pessoas, mas calorosos e afetuosos com todos (vs. 5-16).

• Advertência: Cuidado com os briguentos e hereges na igreja, eles devem ser evitados. Paulo “adverte os cristãos de Roma a notar os desordeiros na igreja. Deve-se tomar cuidado com aqueles que semeiam a discórdia, principalmente aqueles que dividem o corpo de Cristo com falsas doutrinas” (Sproul) (ver vs. 17-18).

• O cristão precisa fazer mais que meramente obedecer, nível em que muitos ficam estagnados; é necessário ser sábio para o bem e simples para o mal (v. 19).

• A esperança deve ter base certa, na Bíblia. O plano da salvação ultrapassa a crença popular de livrar-se do inferno eterno. Ele aponta para a paz universal que virá de esmagar totalmente a Satanás para nunca mais existir o mal em lugar algum do Universo (v. 20; ver Gênesis 3:14-15).

• Em meio a mais saudações, é notório que Tércio é o redator desta carta de Paulo. Às vezes a Bíblia foi ditada por algum ser humano, mas sempre houve a inspiração do Espírito Santo (vs. 21-23).

• Uma bênção doxológica encerra uma das cartas mais necessárias à igreja em todos os tempos (vs. 24-27). Leia-a várias vezes e adore ao Deus que nos deu o evangelho e, reaviva-te!

Ore: “Senhor, salva-me, transforma-me!” – Heber Toth Armí.

Conte aqui o que mais você gostou da carta de Romanos:



ROMANOS 16 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
7 de junho de 2018, 0:30
Filed under: Sem categoria

“Pois a vossa obediência é conhecida por todos; por isso, me alegro a vosso respeito; e quero que sejais sábios para o bem e símplices para o mal” (v.19).


O apóstolo termina a sua carta aos romanos fazendo recomendações e saudações de cunho pessoal. Nome por nome é citado e cada qual com sua peculiar observação. Paulo faz questão de externar o seu apreço através de palavras de motivação e reconhecimento. Expressões como “cooperadores em Cristo Jesus” (v.3), “notáveis entre os apóstolos” (v.7) e “dileto amigo no Senhor” (v.8), mostram o quanto Paulo apreciava bons relacionamentos e o quanto estas pessoas foram importantes em sua vida. De igual forma, ele termina as saudações com um conselho: “Saudai-vos uns aos outros com ósculo santo” (v.16). Ou seja, tenham todos o mesmo sentimento de amor fraterno.

Em contrapartida, ele admoesta seus irmãos a terem muito cuidado com seu círculo de amizades. Paulo apela para que sejam atentos e se afastem daqueles “que provocam divisões e escândalos” (v.17), “porque esses tais não servem a Cristo, nosso Senhor, e sim a seu próprio ventre; e, com suaves palavras e lisonjas, enganam o coração dos incautos” (v.18). Notem que Paulo não se refere a pessoas desagradáveis e anti-sociais, mas que possuem língua adocicada e que gostam de conquistar por meio de elogios, enganando os mais ingênuos. A orientação do Senhor é para, “se possível, quanto depender de [nós]”, que tenhamos paz com todos (Rm 12:18). Contudo, não significa permitir que más companhias nos influenciem para o mal. Como escreveu o sábio Salomão: “Abomináveis para o Senhor são os perversos de coração, mas os que andam em integridade são o Seu prazer” (Pv 11:20).

Deus abomina toda e qualquer tentativa de causar dissensões entre irmãos (Pv 6:16 e 19). Partidarismo, “panelinhas” e confusões são instrumentos de Satanás para o retrocesso da obra de salvação. “Rogo-vos, irmãos, que noteis bem” (v.17) com quem estão se relacionando e se suas amizades estão edificando a sua vida espiritual ou prejudicando o seu relacionamento pessoal com Deus. E mais uma vez, o apóstolo destaca a obediência como um padrão do povo de Deus: “Pois que a vossa obediência é conhecida por todos” (v.19). Isto é, vocês são reconhecidos como servos do Deus vivo, não permitam que más associações denigram a imagem dAquele a quem vocês servem.

Jesus, nosso supremo exemplo, misturava-Se com as multidões. Não rejeitava a ninguém e a ninguém tratava com desprezo. Mas a todos lançava o divino convite do amor. Da mesma forma, temos a responsabilidade, como “cooperadores em Cristo Jesus” (v.3), de lançarmos a boa semente do evangelho no coração de todos. Todavia, como Cristo, devemos ser influenciadores do bem e jamais influenciados para o mal. Mesmo dentre o professo povo de Deus, há o joio que cresce juntamente com o trigo. Deus não nos deu o direito de julgar e nem de definir quem seja joio ou trigo, mas nas palavras de Paulo nos orientou: “sejais sábios para o bem e símplices para o mal” (v.19).

Amados, “a revelação do mistério guardado em silêncio nos tempos eternos, e que, agora, se tornou manifesto e foi dado a conhecer por meio das Escrituras proféticas” (v.25 e 26), nos foi dada como uma dádiva inestimável, a verdade presente “para a obediência por fé, entre todas as nações” (v.26). Percebem? Todos são convidados a experimentar a fé que gera obediência. Não foi algo dado para um povo ou uma nação em particular apenas, mas o privilégio inigualável de participar da vitória juntamente com Cristo, pois que “o Deus da paz, em breve, esmagará debaixo dos [nossos] pés a Satanás” (v.20) e reinaremos com Cristo “pelos séculos dos séculos” (v.27).

Seja você motivo de regozijo entre os irmãos e que o Espírito Santo o conserve sábio para o bem e prudente para se desviar do mal. “A graça de nosso Senhor Jesus Cristo seja com todos [nós]. Amém!” (v.24).

Bom dia, cooperadores em Cristo Jesus!

Rosana Garcia Barros

Deixe o seu comentário:

#PrimeiroDeus #Romanos16 #RPSP



ROMANOS 16 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS by jquimelli
7 de junho de 2018, 0:20
Filed under: Sem categoria

1 Febe. Nada se sabe sobre ela, além do que é dito aqui. Ela pode ter sido a portadora da epístola de Paulo. Comentário Bíblico Adventista do Sétimo Dia, vol. 6, p. 715.

Servindo. Do gr. diakonos, “diaconisa”, a única ocorrência da palavra no NT, no feminino. O uso desse termo sugere que o cargo de “diaconisa” já devia estar estabelecido na igreja cristã primitiva. Pelo menos, Febe era, em algum sentido, uma serva ou ministra da congregação de Cencreia. CBASD, vol. 6, p. 715.

Cencreia. Porto oriental de Corinto, localizado a cerca de sete quilômetros da cidade. CBASD, vol. 6, p. 715.

2 Ajudeis. Do gr. paristemi, literalmente, “estar ao lado”. Tanto esta palavra como aquela traduzida como “questão” (pragma) são termos usados em processos judiciais. É possível que Febe tivesse assuntos jurídicos em Roma, e que os membros da igreja de lá pudessem ser de alguma ajuda para ela. Como alguém que havia “hospedado a muitos”, é evidente que ela não precisa de assistência devido a pobreza. CBASD, vol. 6, p. 715.

5 Na casa deles. Os primeiros cristãos, não tendo igrejas, dependiam, para locais de reunião, da hospitalidade dos irmãos que punham suas casas á disposição. Os crentes de Roma podem ter tido vários desses pontos de encontro. CBASD, vol. 6, p. 716.

16 Ósculo Santo. Modo habitual de saudação no oriente (1 Co 16:20). CBASD, vol. 6, p. 717.

17 Noteis. Paulo interrompe as saudações para advertir os crentes romanos contra falsos mestres que poderiam perturbar sua harmonia e destruir sua fé. O apóstolo havia experimentado os resultados negativos dessas influências na Galácia e em Corinto. CBASD, vol. 6, p. 717.

Afastai-vos deles. Comparar com 2Ts 3:14. CBASD, vol. 6, p. 717.

18 Seu próprio ventre. Seus motivos são vis e seus objetivos são egoístas (Fp 3:17-19). CBASD, vol. 6, p. 717.

19 Sábios. Comparar com o conselho de Jesus para ser “prudentes como as serpentes e símplices como as pombas” (Mt 10:16). CBASD, vol. 6, p. 717.

20 Esmagará. Paulo aguarda com expectativa a vitória final predita em Gênesis 3:15, que não está longe. Esse triunfo sobre as forças do mal é retomado em cada vitória vivida pelos cristãos sobre a tentação e o engano. Paulo pensava na vitória que esperava que os crentes romanos desfrutassem ao “evitar” os falsos mestres que tentariam dividi-los e confundi-los. CBASD, vol. 6, p. 718.

25 Segundo o meu evangelho. O evangelho de Paulo era a mensagem de salvação que lhe fora confiada. CBASD, vol. 6, p. 718.

26 Das Escrituras. Foi por meio destas que o mistério de Deus foi “dado a conhecer a todas as nações”. O plano divino de salvar a humanidade, pela fé em Jesus Cristo, foi previsto no AT e está em plena conformidade com seus ensinamentos. CBASD, vol. 6, p. 718.

27 Ao Deus único. A sabedoria de Deus foi especialmente exibida no plano que então fora revelado e que se tornara objeto desta epístola. CBASD, vol. 6, p. 718.

Compilação: Tatiana W



ROMANOS 16 – VÍDEO COMENTÁRIO PR RONALDO DE OLIVEIRA by Maria Eduarda
7 de junho de 2018, 0:10
Filed under: Sem categoria



%d blogueiros gostam disto: