Reavivados por Sua Palavra


ROMANOS 15 – COMENTÁRIO PR HEBER TOTH ARMÍ by jquimelli
6 de junho de 2018, 0:45
Filed under: Sem categoria

ROMANOS 15 – O amor é a essência do cristianismo, cerne da vida satisfatória. “O princípio do egoísmo trava uma guerra com o princípio do amor. Busca interesseira, autopromoção e exaltação própria opõem-se aos métodos divinos do amor e da liberdade”, explica Timothy R. Jennings.

Como “Deus criou a humanidade para ser o repositório de Sua lei viva do amor”, quando o poder do evangelho erradicar o egoísmo, o amor regerá a conduta do cristão verdadeiramente convertido. “Os seres humanos não possuem naturalmente o verdadeiro amor, que é bem diferente dos nossos desejos naturais egoístas, de nossa herança genética, do egocentrismo e do id. O amor genuíno é o princípio que diz respeito ao interesse da outra pessoa, o princípio do dar – da benevolência, independente de como a pessoa se sinta de fato… O amor não é um sentimento, mas uma ação, a despeito dos sentimentos” (Jennings).

Paulo revela o princípio que rege o comportamento das pessoas que rendem a Cristo sua vida inteira. No capítulo em pauta, temos os seguintes pontos:

• Mesmo que o cristão seja forte, não deve ser intolerante com fracos e frágeis na fé (vs. 1-3). Nestes versos “Paulo apresenta a chave para deixar o egoísmo” e “dá a razão mais importante que pode existir para um cristão… Cristo levou sobre si o peso do pecado cometido por Seus inimigos. Agradou somente aos outros, a todos. Podemos nós, os cristãos, pensar em seguir conduta diferente? Não, certamente” (Mario Veloso).

• A esperança também faz parte da experiência de vida cristã, assim como o amor. “A pessoa que faz o que agrada aos outros é alguém que olha para o futuro com esperança. Uma esperança que comove e dirige todas as suas emoções”. Nos versos 4-6 encontramos “a fórmula que produz as emoções necessárias para a integração e a reciprocidade cristãs: Paciência, consolação, esperança. Quando brotam do coração, as ações externas serão todas simpáticas e favoráveis ao próximo” diz Veloso.

• A conversão a Cristo faz do cristão um reflexo do amoroso caráter divino, vive motivado pela esperança e planeja sempre com altruísmo (vs. 7-33).

O Espírito Santo ama (v. 30); portanto, todo aquele que estiver cheio desse Espírito terá o espírito do amor regendo todas as suas atitudes sem deixar dos absolutos princípios bíblicos.

Reavivemo-nos! – Heber Toth Armí.


Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: