Reavivados por Sua Palavra


2 Reis 4 by jquimelli
23 de maio de 2016, 1:00
Filed under: Sem categoria

Comentário devocional:

O Espírito Santo de Deus nunca se esgota. Ele só para de ser derramado na vida de pessoas que estão muito cheias de outras coisas. Se você está cheio de coisas do mundo, não haverá lugar para aquilo que Deus deseja derramar em sua vida.

Eu amo a abundância das bençãos de Jesus. O rei Davi disse sobre Jesus: “unges a minha cabeça com óleo, o meu cálice transborda” (Salmo 23:5). Os discípulos tinham 12 cestos de pão extra após os milagres de Cristo. O Senhor nos abençoa abundantemente, acima de tudo o que possamos imaginar. Há transbordamento, há sobras. Isso é uma boa notícia, não é? Você não ficará sem o Espírito Santo, especialmente se você compartilhar o amor de Deus com outros. Ele vai abrir as janelas do céu e derramar uma bênção tal que você não vai ter espaço suficiente para receber tudo.

Querido Senhor,
no dia de Pentecostes Jesus abriu as janelas do céu e derramou de tal modo o Espírito sobre os Seus discípulos até que suas vidas transbordaram para as ruas de Jerusalém e a igreja do Novo Testamento nasceu. Por favor, faça isso de novo para nós hoje! Amém!

Doug Batchelor
Orador e diretor do programa de TV “Amazing Facts”

Também disponível em: http://www.revivalandreformation.org/bhp/pt/biblia/2ki/4 e https://www.facebook.com/ReavivadosPorSuaPalavra
Texto original: http://www.revivalandreformation.org/bhp/en/bible/2ki/4 e http://revivedbyhisword.org/en/bible/2ki/4/
Tradução anterior: https://reavivadosporsuapalavra.org/2013/02/27/
Tradução: Jeferson Quimelli /Gisele Quimell/Jobson Santos/Cindy Tutsch
Texto bíblico: 2 Reis 4
Comentário em áudio Pr Valdeci
Leituras da semana programa Crede em Seus Profetas: http://www.revivalandreformation.org/bhp/pt/sop/pp/27 e https://credeemseusprofetas.org/



2Reis 4 – Comentário Pr Heber Toth Armí by jquimelli
23 de maio de 2016, 0:50
Filed under: Sem categoria

II REIS 4 – Onisciência é um atributo divino do qual podemos ter completa consciência. Deus é capaz de fazer coisas que alguns só acreditariam vendo; entretanto, a dependência total nEle é evidência da fé que nos dá oportunidade de reviver as experiências das pessoas do passado.

Eliseu pediu porção dobrada do Espírito de Elias porque sua prioridade era espiritual, não material; seu foco era Deus, não Suas necessidades. Assim, ele operou milagres mediante o poder de Deus agindo através dele.

O teólogo Paul R. House divide exegeticamente este capítulo com os seguintes tópicos:

• Eliseu multiplica o azeite (vs. 1-7);
• Eliseu ressuscita a um morto (vs. 8-37);
• Eliseu “cura” um guisado (vs. 38-41);
• Eliseu alimenta a cem pessoas (vs. 42-44).

Estas histórias têm muitas coisas impactantes visando ensinar-nos. É possível que uma delas te impressione mais que outras. Ao ler cada uma delas, a Ketlin, minha esposa, expressou a seguinte aplicação:

“Mesmo passando por dificuldades como a mulher sunamita no momento em que seu filho estava morto, devemos crer e confiar que Deus fará o melhor para nós”.

Essas histórias motivam-nos a confiar em Deus em meio aos problemas e desafios radicais da vida. O mesmo Deus que agiu no passado age ainda hoje. O mesmo Deus que usou Eliseu, precisa de instrumentos para realizar suas investidas aqui neste mundo, onde o diabo provoca grandes estragos.

Qual destas histórias chamou mais tua atenção?

Após você pensar e meditar, te convido a olhar para além de Eliseu, quando o próprio Deus se fez homem para agir neste mundo a fim de restaurar-nos e livrar-nos da morte causada pelo pecado.

Jesus fez mais que simplesmente multiplicar azeites, ressuscitar mortos, “curar” guisados e alimentar pessoas.

JESUS…

• …nasceu como bebê humano sendo eterno e divino (João 1:1-3, 14).
• …alimentou mais de 5.000 pessoas com pão, mas alegou ser o Pão que mitiga verdadeiramente a fome da alma (João 6).
• …morreu e ressuscitou objetivando curar doenças incuráveis do pecado e livrar-nos da morte eterna (João 3:16-18).
• …fez mais milagres que qualquer pessoa visando mostrar que Ele esteve operando cada milagre do Antigo Testamento (João 21:24-25).

Jesus é o maior milagre e fez os maiores milagres! Além de milagres maiores, Ele foi o maior dos milagres que o mundo presenciou! Reavivemo-nos!– Heber Toth Armí.



2 Reis 4 – Comentários selecionados by jquimelli
23 de maio de 2016, 0:50
Filed under: Sem categoria

1 meus dois filhos para serem escravos. A lei mosaica permitia que se vendessem filhos como servos (ou escravos) durante um período limitado de tempo (Êx 21.2, 7; Lv 25.39-46; Dt 15.12-18). Infelizmente, essa disposição legal estava sujeita a abusos constantes (Ne 5.5-8; Jr 34.8-22; Am 2.6; 8.6). Bíblia de Genebra.

4 fecha a porta.O milagre não deveria ser uma sensação pública, mas um testemunho do cuidado de Deus pelo necessitado (Sl 68:5). Andrews Study Bible.

Suném. Uma cidade no vale de Jezreel, cerca de oito quilômetros a norte-noroeste do monte Gilboa, e talvez a 25 quilômetros ou mais do Carmelo, onde Eliseu, naquele tempo, parece ter feito sua casa (v. 25). CBASD – Comentário Bíblico Adventista do Sétimo Dia, vol 2, p. 956- 957.

Abisague, que tomou conta de Davi quando velho, veio daqui (1Rs 1:3).  Andrews Study Bible.

a qual o constrangeu. A Eliseu foi estendida a hospitalidade dessa casa confortável. Homens de Deus têm as mesmas necessidades de alimento e abrigo que os outros e apreciam as bênçãos da comunhão e amizade cristãs. Muitas vezes, a vida de um servo fiel é tornada feliz e agradável mediante a gentil cortesia estendida a eles por aqueles a quem deve servir. CBASD, vol 2, p. 957.

santo homem de Deus. Este é o único lugar da Bíblia onde um profeta é chamado”santo”. Sendo o líder espiritual da nação, Eliseu percorria um determinado circuito visitando companheiros, como o fez Samuel (1Sm 7:15-17). Andrews Study Bible.

10 obra de pedreiro. Era um aposento permanente, e não o tipo de sala de emergência, que comumente era composta de uma tenda estendida sobre o teto ou telhado plano. A mesa com lâmpada nos dá a impressão de que os profetas da época esquadrinhavam sobre ela os Livro de Moisés, como fonte inspiradora para suas mensagens. Bíblia Shedd.

13 Habito no meio do meu povo. Era uma mulher de bens, cercada por familiares, que não precisava da intercessão de terceiros em seu favor. Bíblia Shedd.

14 ela não tem filho. Isto era considerado por toda mulher hebreia um mal evidente e uma censura (ver Gn 30:23; Dt 7:13, 14; 1Sm 1:6, 7; Sl 128:3, 4; Lc 1:25, NTLH). CBASD, vol 2, p. 957.

Grande decepção, pois significava que o nome da família cessaria e suas terras e possessões passariam a outras pessoas. Além disso, o futuro dessa jovem esposa era grandemente ameaçado porque ela se via diante da probabilidade de viver muitos anos como viúva sem provedor nem protetor – os filhos seriam a única fonte de aposentadoria para uma viúva juntar na velhice (v. 8.1-6). Bíblia de Estudo NVI Vida.

19 A minha cabeça! Provavelmente um caso de insolação. A colheita era tarefa árdua, levada a cabo na estação mais quente do ano. CBASD, vol 2, p. 958.

21 o deitou sobre a cama do homem de Deus. Ela se recusou a aceitar a morte de seu filho e ocultou o corpo do menino no dormitório de Eliseu para que o ritual das lamentações não se iniciasse (Gn 50.10; 2Cr 35.25; Jó 2.12-13; Dn 10.2; Mc 5.38; Jo 11.33). Bíblia de Genebra.

23 Por que vais a ele hoje? Não é dia de Festa da Lua Nova nem sábado. Nota-se a atitude semi-religiosa, comum naquela época: a religião do pagão era o aparecer em cerimônias religiosas, alternado por um comportamento semi-religioso até a próxima festa. Para eles, o sacerdote, o profeta e o ministro eram apenas os celebrantes da liturgia. Esse homem não podia compreender que a religião verdadeira traz soluções às situações angustiantes da vida diária; deve-se buscar a Deus em quaisquer circunstâncias (Ec 12.1; Is 53.6; Os 10.12; 2Co 6.2). Bíblia Shedd.

Não faz mal (ARA; NVI: “Não se preocupe”).

26 Tudo bem. A mulher respondeu com a simples saudação tradicional “Shalom”, que quer dizer [desejar] paz, saúde, prosperidade; ela não tinha nada a conversar com quem quer que fosse, até expor suas dúvidas diante do homem de Deus, que lhe haveria de mostrar a solução daquele problema. Bíblia Shedd.

29 não o saúdes. …seu servo está investido de uma missão de misericórdia, que não permite as longas saudações orientais. Bíblia Shedd.

39 trepadeira silvestre. Na Palestina … é encontrada uma trepadeira conhecida como colocíntida, com pequenas folhas de cor verde-claro e frutos semelhantes a melões, cujos efeitos podem ser fatais. A LXX, a Vulgata e a Almeida chamam o que foi tirado da planta de “colocíntida”. CBASD, vol 2, p. 961.

A palavra original descreve uma planta semelhante a um melão, que contém sementes na quais existe uma substância venenosa. Andrews Study Bible.

não as conheciam. O fato de ser profeta não dá todo o conhecimento nem desobriga de exercer cuidado e precaução. CBASD, vol 2, p. 961.



2Reis 4 – Comentário Rosana Barros by jquimelli
23 de maio de 2016, 0:40
Filed under: Sem categoria

#rpRp #2Reis4

“Partiu, pois, dele e fechou a porta sobre si e sobre seus filhos; estes lhe chegavam as vasilhas, e ela as enchia” (v. 5).

As duas primeiras histórias do capítulo de hoje retratam duas diferentes realidades: a primeira de uma viúva pobre com dois filhos e a segunda de uma mulher rica que não tinha filhos. Duas situações: pobreza e riqueza. Dois dilemas: o risco de perder dois filhos e o sonho da maternidade tornando-se em pesadelo de morte.
A pergunta feita por Eliseu à viúva não veio da boca do profeta, mas da boca de Deus: “Que te hei de fazer?” (v. 2).
Ao lerem o Novo Testamento, já perceberam que, em alguns relatos de cura, Jesus faz a mesma pergunta aos enfermos? Por exemplo: Jesus perguntou a dois cegos o que eles queriam que lhes fizesse (Mateus 20:32). Ora, mas não era óbvio que os homens desejavam enxergar novamente? Para que a pergunta? Porque a pergunta requer de nós uma resposta, e a nossa resposta pode ser a afirmação da nossa fé, confiança e dependência total do SENHOR ou de nossa rejeição à provisão divina. O que a viúva chamou de NADA (v. 2), Deus transformou em TUDO o que ela e a sua casa precisavam. Porque o que denominamos NADA, com Deus, passa a ser TUDO!
A ordem foi que ela pegasse emprestado vasilhas com seus vizinhos, com quantos pudesse conseguir. As bênçãos que Deus concede a um lar devem ser bênçãos compartilhadas. As vasilhas dos vizinhos podem representar todos aqueles que o SENHOR coloca em nosso caminho para que sejamos seus abençoadores. Temos em nossas mãos o privilégio e a responsabilidade de enchermos outros lares com o “azeite” do amor de Deus. Mas, para que isto aconteça, antes, precisamos “fechar a porta” sobre nós e nossos filhos e, juntos, enchermos as vasilhas até que transbordem. Não podemos encher a “vasilha” de ninguém se, antes, não estivermos com a nossa cheia. Não dá para apresentarmos Jesus a outras pessoas, se nem mesmo O conhecemos. Atrás da porta de nossa casa deve haver uma família unida em um só propósito: receber do SENHOR o “azeite” do Espírito Santo para que sejamos Seus cooperadores na busca por outras famílias. Quando compreendermos que o compartilhar é muito melhor do que o receber, nós e nossa família viveremos “do resto” (v. 7) felizes e satisfeitos com a provisão do SENHOR. Porque o resto de Deus não é do pior que sobrou, mas do melhor que fartou.
A mulher rica entendeu isto, e decidiu compartilhar de seus bens materiais com o “santo homem de Deus” (v. 9).
E foi por dar sem esperar NADA em troca, que o SENHOR lhe concedeu TUDO que ela sempre sonhou: um filho.
Só que o sonho durou pouco e o filhinho tão esperado e tão amado, morreu. O que mostra que os nossos sonhos neste mundo podem ser frustrados, mas com Deus, ainda que estejamos sofrendo em amargura (v. 27), ainda que o céu pareça ter desabado sobre nós, podemos responder como aquela mulher enlutada: “Tudo bem” (v. 26). A serenidade daquela mulher é espantosa. Primeiro ela diz a seu marido que vai ter com Eliseu e nem o informa da morte do filho. Se prepara como se fosse a passeio. Depois, ao Eliseu mandar Geasi a seu encontro, ela diz que está tudo bem. Como assim tudo bem? Seu único filho havia morrido!
O homem de Deus entrou naquele quarto e “fechou a porta sobre eles ambos e orou ao SENHOR” (v. 33). O quarto que a mulher havia preparado para o profeta virou palco de um grande milagre. Meus amados, quando surgem problemas que ultrapassam as nossas possibilidades, Deus entra em cena para nos mostrar que nEle não existem impossibilidades. Eu não conheço o teu problema, mas o SENHOR conhece e Ele te pergunta hoje: “Que queres que Eu te faça?” É um filho que está nas drogas? Quando você pensar que a porta se fechou, Deus, no tempo certo, fará um milagre e lhe dirá: “Toma o teu filho” (v. 36).
É a dificuldade financeira? Confia no Deus Provedor, “porque assim diz o SENHOR: Comerão, e sobejará” (v. 43).
É algo que você julga não ter solução? Uma verdadeira “morte na panela” (v. 40)? Ele transforma o luto em júbilo (v. 37) e onde havia mal, em banquete e alegria (v. 41). Como a mulher rica apegou-se a Eliseu, diga hoje ao SENHOR:
—”Não Te deixarei” (v. 30). Ainda que debaixo de ameaças (v. 1-7); ainda que não tenha o que sempre sonhei (v. 14); ainda que em luto (v. 26); ainda que não veja saída para o meu problema (v. 40); ainda que pareça que tenho pouco (v. 43), ou mesmo nada (v. 2); NÃO TE DEIXAREI, MEU DEUS! Porque só o SENHOR toma do pouco ou do nada, e transforma em um TUDO abundante(v. 44)!

Bom dia, filhos do Deus da perfeita provisão!

*Leiam #2Reis 4

Rosana Garcia Barros




%d blogueiros gostam disto: