Reavivados por Sua Palavra


2 Reis 2 by jquimelli
21 de maio de 2016, 7:00
Filed under: Sem categoria

Comentário devocional:

Este capítulo nos conta que Elias subiu ao céu num carro rodeado por um grupo de anjos de fogo. Quando Eliseu viu isto, ele caiu de joelhos e rasgou suas roupas, o que significa seu reconhecimento de que “todos nós somos como o imundo, e todas as nossas justiças, como trapo da imundícia” (Isaías 64:6).

Depois que a visão do carro e anjos havia desaparecido, Eliseu pegou o manto caído de seu antecessor e, ao fazer isso, ele recebeu por herança o ministério do espírito e poder de Elias, como havia pedido. Isto era um símbolo do pecador se vestindo com o manto da justiça de Cristo.

Qual era a condição para que Eliseu recebesse a porção dobrada do espírito de Elias como ele havia pedido? Ele tinha que ver Elias subir (v. 10). Eliseu viu Elias ascender ao céu e foi-lhe dada uma porção dobrada do espírito de Elias. Os apóstolos viram Jesus subir ao céu e logo depois eles foram ungidos com o poder do Espírito Santo, representado por línguas de fogo.

Caro Senhor,
ajuda-nos a manter nossos olhos fixos em Ti e que a principal oração de nossas almas seja: “que uma *porção dobrada do Seu Espírito caia sobre nós.”

Doug Batchelor
Orador e diretor do programa de TV “Amazing Facts”

* NT: Conforme se pode ver nos Comentários Selecionados, a expressão “porção dobrada” significa confirmação da herança do primogênito. No caso de Eliseu, em sentido espiritual, foi o reconhecimento do ministério do profeta como herdeiro do ministério profético de Elias.

Também disponível em: http://www.revivalandreformation.org/bhp/pt/biblia/2ki/2 e https://www.facebook.com/ReavivadosPorSuaPalavra
Texto original: http://www.revivalandreformation.org/bhp/en/bible/2ki/2 e http://revivedbyhisword.org/en/bible/2ki/2/
Tradução anterior: https://reavivadosporsuapalavra.org/2013/02/25/
Tradução: Jeferson Quimelli /Gisele Quimell/Jobson Santos/Cindy Tutsch
Texto bíblico: II Reis 2
Comentário em áudio Pr Valdeci
Leituras da semana programa Crede em Seus Profetas: http://www.revivalandreformation.org/bhp/pt/sop/pp/26 e https://credeemseusprofetas.org/



2 Reis 2 – Comentário Pr Heber Toth Armí by jquimelli
21 de maio de 2016, 6:59
Filed under: Sem categoria

2 REIS 2 – Tem pedidos impróprios que Deus atende, como quando Israel pediu um rei como as nações pagãs. Porém, tem também pedidos impróprios que Deus não atende; Elias nunca foi atendido em seu pedido registrado em I Reis 19:4.

Em vez de atender ao pedido de morte, Deus lhe deu vida livre de morte. Não podemos entender a Deus em tudo o que Ele faz ou deixa de fazer; contudo, certamente Ele nos entende melhor que nós mesmos nos entendemos, e atende naquilo que é melhor que o nosso melhor.

Um dos pedidos mais impactantes da Bíblia está neste capítulo. Eliseu solicita a porção dobrada do poder do Espirito Santo que agiu no ministério profético de Elias. Ele foi prontamente atendido.

Tem pedidos que Deus…

• …Tem prazer em atender;
• …Altera a resposta conforme Sua onisciência;
• …Indispõe-Se em atender; entretanto, Ele atende para mostrar as consequências dos desejos perversos.

Com oração, observe com atenção que, neste capítulo,

• …Elias foi levado vivo ao Céu deixando Eliseu sucessor de Seu ministério profético (vs. 1-17);
• …Eliseu purificou miraculosamente águas imprestáveis em água potável (vs. 19-22);
• …Eliseu amaldiçoou aos jovens zombadores, desrespeitosos e irreverentes (vs. 23-25).

Deus não gosta de zombadores e insubordinados – estes atrapalham o avanço de Sua obra e interferem na vida de Seus servos. Consequentemente, Ele afasta instrumentos de Satanás para deixar livre o caminho para Seus instrumentos aturarem.

O que faz a diferença na liderança do povo de Deus não é a capacidade de administrar; nem são habilidades, cursos e estratégias de marketing; nem planos e programas bem elaborados; nem mesmo qualidades que a sociedade exige para o sucesso; mas, aquele que humildemente reconhece sua necessidade de auxílio e suplica mais e mais do Espírito Santo.

• É melhor ter um líder cheio do Espírito Santo do que um administrador cheio de diplomas e recursos financeiros e/ou tecnológicos.

• É melhor ser um servo fiel reconhecendo suas incapacidades, do que ser alguém que gloria-se em suas qualidades.

• É melhor ser incompetente mas dependente do Espírito Santo, do que competente, habilidoso e experto e vazio do Espírito Santo.

A Bíblia registra 7 milagres de Elias, e 14 de Eliseu: O dobro! Deus quer usar pessoas que estejam dispostas a viver para Seu reino.

Dependeremos do Espírito Santo? – Heber Toth Armí.



2Reis 2 – Comentário Rosana Barros by jquimelli
21 de maio de 2016, 6:11
Filed under: Sem categoria

#rpSp #2Reis2 – “Indo eles andando e falando, eis que um carro de fogo, com cavalos de fogo, os separou um do outro; e Elias subiu ao céu num redemoinho” (v. 11).

Uau! Para mim, esta é uma das histórias mais lindas da Bíblia, em termos de fé, amizade, compromisso, lealdade e recompensa. Podemos identificar tudo isso e muito mais no capítulo de hoje. Pela primeira vez, a Bíblia faz menção ao nome do sucessor de Elias, o profeta Eliseu. E pela primeira vez a Bíblia destaca a sucessão de um profeta de Deus. Até aqui temos visto apenas a linha de sucessão dos tronos de Israel e de Judá. Mas, o profeta Elias não foi qualquer profeta, mas foi O profeta que ganhou evidência não só nos livros das histórias dos reis de Israel, mas também foi citado por profetas menores, também no Novo Testamento e seu nome recebeu destaque para o cumprimento de profecias nos últimos dias.
No último livro do Antigo Testamento, eis que está escrito: “Eis que vos enviarei o profeta Elias, antes que venha o grande e terrível Dia do SENHOR” (Malaquias 4:5).
Antes da volta de Cristo, Deus vai fazer Elias descer do Céu? Não, amados. Mas a missão de Elias de levar os corações cativos a se voltarem à adoração ao verdadeiro Deus vai se cumprir no último sinal antes do fim através da igreja militante: “E será pregado este evangelho do Reino por todo o mundo, para testemunho a TODAS as nações. Então, virá o fim” (Mateus 24:14).
Assim como a ressurreição de Moisés representa todo aquele que será ressuscitado naquele Dia, a trasladação de Elias ao Céu simboliza todo aquele que será trasladado em vida na gloriosa volta de Cristo: “num momento, num abrir e fechar de olhos, ao ressoar da última trombeta. A trombeta soará, os mortos ressuscitarão incorruptíveis, e nós seremos transformados” (1 Coríntios 15:52).
Eliseu foi o único a acompanhar tudo de perto. Não se apartou de Elias um único instante. De seu mestre recebeu orientações preciosas. A companhia de Elias lhe era aprazível e lhe fazia sentir-se mais próximo de Deus. Não há bênção maior nesta terra do que pessoas que nos façam sentir que Deus está perto de nós. Elias nos deixou uma grande e importante lição que Jesus transformou em um mandato: “Ide, portanto, fazei discípulos” (Mateus 28:19). A amizade entre Elias e Eliseu fez de Eliseu um fiel discípulo e a responsabilidade que sobre ele cairia o levou a fazer um ousado pedido: “Peço-te que me toque por herança porção dobrada do teu espírito” (v. 9).
Eliseu não estava com isso pedindo para ser melhor do que o seu mestre, mas sim estava com humildade reconhecendo que só teria condições de assumir o ministério se fosse altamente capacitado para isso. A sua postura diante dos discípulos insensatos mostrou a sua discrição diante dos assuntos do Alto. A atitude daqueles homens representam pessoas que não sabem guardar discrição, e, em tom de “inocentes comentários” saem divulgando o que não lhes cabe. Já a atitude de Eliseu, que por duas vezes responde: “Também eu o sei; calai-vos” (v. 3 e 5), representa todo aquele que não dá oportunidades para que seus irmãos sejam motivos de fofocas, ainda que insistam.
A lealdade de Eliseu para com Elias foi a chave que lhe abriu as portas da sucessão profética.
Nenhum daqueles discípulos estavam prontos para receber tal incumbência. Mas a fidelidade de Eliseu o fez contemplar e por um momento ficar deslumbrado com um resquício da glória divina (v. 12).
O privilégio que Eliseu teve de contemplar, muito em breve, os filhos do Reino também terão. O privilégio que Elias teve de subir para a eternidade, muito em breve também terão os que estão se preparando para isso.
Mas para todos os zombadores, que insistem em escarnecer e maldizer os filhos do Reino, lhes sobrevirá repentina destruição, assim como foi com os rapazinhos mortos por zombarem de Eliseu (v. 23-24).
Meus irmãos, não fiquemos insistindo em falar e em fazer o que não nos é conveniente. Sempre que vier à nossa língua a vontade de comentar acerca do que não nos diz respeito, lembremos do conselho de Eliseu: “Calai-vos”!
E quando quisermos insistir em ir aonde Deus não nos mandou, lembremos da admoestação de Eliseu: “Não vos disse que não fôsseis?” (v. 18 )
O SENHOR tem planos surpreendentes na vida de todo aquele que, como Elias e como Eliseu, se entrega em Seu serviço.
Que nossa vida seja usada por Deus como guia para o nosso próximo e que estabeleçamos laços de amizade íntima com pessoas que nos edificam para o Reino dos Céus.
Seja um vaso nas mãos do Oleiro (Leiam Isaías 64:8) e tudo o que fizermos, faremos em nome do SENHOR (v. 21 e 24). E ainda que diante de nós se levantem muitas águas, Deus nos fará passar em seco (v. 8 ) ou as tornará saúde para nossa alma (v. 21).

Bom dia e um lindo sábado, fiéis servos do SENHOR, futuros cidadãos do Reino!

*Leiam #2Reis 2
Rosana Garcia Barros



2 Reis 2 – Comentários selecionados by jquimelli
21 de maio de 2016, 0:50
Filed under: Sem categoria

3 os discípulos dos profetas. Nos dias de Elias e Eliseu, existiam várias “Escolas de Profetas”. […] Aqui Elias está fazendo sua visita de despedida a três escolas: Gilgal, Betel e Jericó. Bíblia Shedd.

9 que me toque por herança porção dobrada do teu espírito. “Faze de mim o principal herdeiro”, NVI. Eliseu não estava expressando o desejo de ter um ministério duas vezes maior que o do Elias. Usava, isso sim, uma linguagem tirada das leis da herança, para expressar seu desejo de continuar o ministério de Elias. A lei da herança atribuía uma porção dupla das posses do pai ao filho primogênito (v. Dt. 21.17). Bíblia de Estudo NVI Vida.

Ao falar de uma “porção dobrada” do espírito de Elias, Eliseu não estava pedindo o dobro do poder de Elias. Ele não estava pedindo mais do que havia sido dado ao idoso profeta, nem uma posição mais elevada ou mais habilidade. A expressão utilizada é a mesma de Deut. 21:17, que denota a porção da propriedade de um pai que devia ser dada ao filho mais velho. Assim, o pedido de Eliseu era apenas que ele fosse tratado como o filho mais velho do profeta que partia … era o reconhecimento de um direito espiritual, a fim de ser considerado filho espiritual, primogênito do idoso profeta, e que, assim, fosse habilitado a continuar o trabalho iniciado por Elias. CBASD – Comentário Bíblico Adventista do Sétimo Dia, vol. 2, p. 938.

18 Estes discípulos acreditavam em milagres, mas nunca em uma viagem diretamente aos céus. Bíblia Shedd.

20 tigela nova. O que seria usado no serviço do Senhor não poderia ser contaminado pelo uso profano (v. Lv 1.3,10; Nm 19.2; Dt 21.3; 1Sm 6.7). Bíblia de Estudo NVI Vida.

sal. Desde tempos antigos o sal tem sido valorizado por suas propriedades preservativas. Figurativamente, simboliza a lealdade do povo à aliança de Deus (Nm 18.19; Jz 9.45.  Andrews Study Bible.

23 calvo! Uma maneira de zombar de uma pessoa. A aparência de Eliseu era diferente dos cabelos de Elias. Tendo em vista que cabelo significava força e vigor, os jovens provavelmente estavam zombando da falta de poder profético de Eliseu. Andrews Study Bible.




%d blogueiros gostam disto: