Reavivados por Sua Palavra


1Reis 21 – Comentário Rosana Barros by jquimelli
18 de maio de 2016, 6:42
Filed under: Sem categoria

#rpSp #1Reis21

“Ninguém houve, pois, como Acabe, que se vendeu para fazer o que era mau perante o SENHOR, porque Jezabel, sua mulher, o instigava” (v. 25).

A ganância de Acabe não tinha limites. Suas atitudes revelam um homem fraco e mimado (v. 4).
Novamente, Acabe fica “desgostoso e indignado”. Desta vez, por causa de um pedido que lhe foi negado. A vinha de Nabote provavelmente era o único bem havido de seus pais e representava toda uma vida de trabalho e dedicação. Desfazer-se daquele lugar seria como lançar fora todos os anos de árduo empenho em torná-lo produtivo.
Mas o semblante descaído de Acabe e sua greve de fome chamaram a atenção da malvada rainha. Jezabel sabia como resolver as coisas da pior forma possível. Maligna e de coração implacável, traçou rapidamente um plano para aniquilar a vida de Nabote e apossar-se de sua vinha.
Cartas apregoando um jejum abominável e um julgamento injusto foram distribuídas entre os maiorais do povo.
Logo, o plano maquiavélico de Jezabel foi consumado e Acabe pôde tomar posse da terra regada com sangue inocente.
Mas tamanha injustiça poderia ficar sem consequências? O casal do mal sairia impune de um crime tão vil? De forma alguma! Eles receberiam o pagamento por tão grande pecado: a morte.
Quando Elias é enviado para falar a Acabe em nome de Deus, o rei lhe diz: “Já me achaste, inimigo meu?” (v. 20). Na verdade, Acabe estava diante de um amigo, e dormia ao lado de uma inimiga.
Pois, “o que repreende ao homem achará, depois, mais favor do que aquele que lisonjeia com a língua” (Provérbios 28:23).
O que o homem não faz por cobiça! Para conseguir o almejado terreno, é montado um cenário religioso com jejum e tudo. Conseguem dois homens com testemunhos forjados e matam a Nabote.
Mas “a falsa testemunha não fica impune” (Provérbios 19:5) e o juízo viria sobre os algozes daquele pobre homem. E um irmão do povo foi morto por acusações que não lhe cabiam. “Mas vós mesmos fazeis injustiça e fazeis o dano, e isto aos próprios irmãos! Ou não sabeis que os injustos não herdarão o reino de Deus?” (1 Coríntios 6:8-9).
Acabe tomou posse de uma herança que não lhe pertencia, trocando, mais uma vez, o eterno pelo finito. Trocando o reino de Deus por um pedacinho de terra roubada. Essa troca não tem sido feita por muitos hoje em dia?
E como!
Fartura de bens materiais é rotulada de teologia da prosperidade; e dar mais é sinônimo de enriquecer mais.
A adoração através dos dízimos e das ofertas foi banalizada e distorcida por uma falsa doutrina onde barganhar é adorar.
Cuidado, meus irmãos! Muito cuidado com a aparência de religiosidade, pois assim como Jezabel, existem muitos que “movidos pela AVAREZA, farão comércio de vós, com palavras fictícias” (2 Pedro 2:3).
A resposta de Elias à Acabe revelou a sua situação e revela a situação de muitos atualmente: “…já te vendeste para fazeres o que é mau perante o SENHOR” (v. 20).
Porque se vender por tão pouco diante da eternidade que o SENHOR tem preparada para cada filho Seu? Porque se vender por causa das palavras de homens que não falam de acordo com o ASSIM DIZ O SENHOR?
Aquela terra foi tomada a preço de sangue inocente para resultar em morte aos injustos. Esta Terra foi comprada a custo do sangue inocente de Cristo para resultar em vida eterna para os justos.
Ter mais, ou menos riquezas, não serve de termômetro de bênçãos. Mas uma vida deposta aos pés de Jesus vive na bênção, ainda que dentro de uma choupana ou numa mansão à beira mar.
A avareza, a cobiça, nos leva à areia movediça do desassossego. Deus foi muito sábio ao encerrar os dez mandamentos condenando a cobiça (Êxodo 20:17), porque, de todos os males, a cobiça está intimamente ligada ao pecado contra o próximo. Porque cobiçar nos leva a matar, a adulterar, a roubar e a dizer falso testemunho (Êxodo 20:13-16). Acabe cobiçou, e desencadeou outra série de pecados.
Meus amados, que não sejamos achados em falta como foi com Acabe (v. 20), mas que, com inteireza de coração, nossa vida revele a justiça de Cristo que, muito em breve, nos concederá a Terra eterna que Ele nos comprou por direito!

Bom dia, herdeiros das vinhas celestes!

*Leiam #1Reis 21

Rosana Garcia Barros



I Reis 21 by jquimelli
18 de maio de 2016, 0:59
Filed under: Sem categoria

Comentário devocional:

Quando nossas vontades não estão alinhadas com a do próprio Deus, nossos corações buscam egoisticamente por coisas que não precisamos e coisas que não deveríamos desejar.

Ambos, Jezabel e Acabe, acreditavam que estavam acima das leis de Deus e podiam fazer tudo o que queriam. Contudo, um outro encontro com Elias rapidamente corrigiu este equívoco quando perceberam que Deus está sempre no comando e o pecado sempre traz consigo um preço elevado.

A propósito, dirijamos o nosso pensamento para Elias. Falar contra o pecado não é uma tarefa agradável ou popular! Mas aqueles que temem a Deus mostram o pecado nos que ele realmente é [ou: “chamam o pecado pelo seu nome”].

Que Deus nos conceda a coragem de falar honesta e verdadeiramente sobre o pecado para aqueles cujas vidas estão seduzidas por ele. Fazendo isto, Deus pode trabalhar através de nós para salvar essas pessoas. Quando Acabe soube dos pensamentos de Deus acerca dos seus atos, ele os lamentou e se humilhou diante de Deus. Deus viu isso e respondeu com misericórdia. Mais do que qualquer outro traço de caráter, a humildade parece mover a Deus. O egoísmo e orgulho de Acabe o levaram a um terrível pecado.

Que testemunho você tem passado às pessoas: egoísmo e orgulho ou humildade?

Charissa Fong
Sydney, Austrália

Também disponível em: http://www.revivalandreformation.org/bhp/pt/biblia/1ki/21 e https://www.facebook.com/ReavivadosPorSuaPalavra
Texto original: http://www.revivalandreformation.org/bhp/en/bible/1ki/21 e http://revivedbyhisword.org/en/bible/1ki/21/
Tradução anterior: https://reavivadosporsuapalavra.org/2013/02/22/
Tradução: Jeferson Quimelli /Gisele Quimell/Jobson Santos/Cindy Tutsch
Texto bíblico: I Reis 21
Comentário em áudio Pr Valdeci
Leituras da semana programa Crede em Seus Profetas: http://www.revivalandreformation.org/bhp/pt/sop/pp/26 e https://credeemseusprofetas.org/



I Reis 21 – Comentários selecionados by jquimelli
18 de maio de 2016, 0:50
Filed under: Sem categoria

No capítulo anterior, o rei falhou em executar seu mais amargo inimigo enquanto aqui é indiferente à execução de um israelita inocente. Andrews Study Bible.

rei de Samaria. Todo o Reino do Norte é representado aqui pela sua capital. Biblia de Estudo NVI Vida.

em Jezreel. Capital de inverno do Reino do Norte, onde Acabe tinha um palácio. Andrews Study Bible.

3 A recusa de Nabote em desfazer-se de suas terras baseava-se na convicção de que a terra pertencia ao Senhor, e que o Senhor tinha concedido um arrendamento perpétuo a cada família israelita, e que esse arrendamento devia ser zelosamente preservado como hernça perpétua na terra prometida. Biblia de Estudo NVI Vida.

Governas Tu? O velho apelo ao despotismo oriental, no qual Davi caíra uma vez (2Sm 11.1-27), e que lhe custara várias tragédias na família real e no governo, causando-lhe a perda de toda autoridade moral sobre os filhos e sobre o seu general Joabe. Bíblia Shedd.

Apregoai um jejum. Jezabel está dizendo que um desastre ocorrerá para a cidade a não ser que Nabote seja punido. Andrews Study Bible.

10 Blasfemaste contra Deus. Esta rainha fenícia não tinha respeito algum pela lei de Deus. Sua hipocrisia é revelada quando acusa a Nabote do pecado que ela, mais do que ninguém, cometia continuamente. Bíblia Shedd.

Corrupção do sistema legal de Israel pelo uso de testemunhas falsas (Dt 17:6; 19:15). O modo como se estabeleceu este cenário nos lembra o que foi estabelecido para o julgamento e sentença de Jesus (Mc 14:57). … Os filhos de Nabote também foram apedrejados para que não houvessem herdeiros legítimos (2Rs 9:26). Andrews Study Bible.

13 Todos os que hoje distorcem a lei e os procedimentos legais podem ser mais sofisticados em seus procedimentos, mais ainda são culpados do mesmo pecado. Life Application Study Bible Kingsway.

16 Esta história bíblica quase que sobrepuja a qualquer outra narrativa sobre a maldade humana pela sua quantidade de malícia, de hipocrisia, de traição e de covardia. Vemos, aqui, três tipos de pessoas malignas: 1) Acabe, que era maligno e fraco; 2) Jezabel, que era maligna e forte; 3) os anciãos, que eram malignos e subservientes. A responsabilidade na observância ao mando da consciência e da justiça é maior do que a que se tem por um mandato do rei. Bíblia Shedd.

Acabe sabia, e muito bem, que Jezabel não podia dar-lhe a propriedade de outrem a não ser que usasse de meios torpes, mas não se preocupou em investigar. Embora a ordem direta para que Nabote fosse morto não tivesse partido dele, todavia por seu silêncio ele se tornou cúmplice e associado; e a justiça divina penetra em todas as desculpas assim forjadas. Deus nos considera responsáveis por erros que não impedimos, podendo fazê-lo. Comentário Bíblico Devocional, F. B. Meyer.

19 Mataste e… tomaste a herança. Jezabel não transgrediu apenas o sexto, mas também o terceiro, o nono e o décimo mandamentos (Êx 10; Dt 5). Andrews Study Bible.

cães. Animais considerados impuros em Israel. O cumprimento desta predição se encontra em 22:38. Ter o sangue lambido ou o cadáver comido por cães era um sinal de grande maldição. Andrews Study Bible.

O subsequente arrependimento de Acabe (v. 29) ocasionou o adiamento de certos aspectos dessa profecia até os dias de seu filho Jorão, cujo cadáver foi lançado no campo de Nabote (2Rs 9.25, 26) [ver tb 22.38]. Biblia de Estudo NVI Vida.

20 Já me achaste, inimigo meu? Elias não era inimigo de Acabe, e sim seu amigo. O pior inimigo de Acabe era ele mesmo, e Elias estava tentando salvá-lo de si próprio. A mensagem de Deus, embora condenatória, ainda estava mesclada com misericórdia. Acabe pôde ver o terrível fruto da semente que estava semeando, mas a oportunidade de arrependimento não foi tirada. CBASD – Comentário Bíblico Adventista do Sétimo Dia, vol. 2, p. 920.

Embora o rei não soubesse, Elias era seu melhor amigo, enquanto Jezabel era sua mais terrível inimiga. O pecado deturpa tudo. Comentário Bíblico Devocional, F. B. Meyer.

te vendeste. Acabe, longe de ganhar uma vinha, tinha vendido sua própria alma, seu futuro e sua vida (cf Mc 8.36). Bíblia Shedd.

26 amorreus. Designação geral ao povo que habitava em Canaã antes da conquista israelita. Andrews Study Bible.

segundo tudo o que fizeram os amorreus. Apenas atualmente, por meio dos resultados de pesquisas arqueológicas, é que se compreendem quão abomináveis eram as práticas relacionadas à antiga idolatria. Havia vício e imoralidade nas formas mais vis, crueldade e derramamento de sangue e cultos a demônios com ritos repugnantes e degradantes. Por tudo isso, os amorreus e outros povos de Canaã deviam ser eliminados da face da Terra. Contudo, Acabe tinha se entregado às mesmas práticas. CBASD, vol. 2, p. 921.

27 rasgou suas vestes, cobriu de pano saco o seu corpo. O ato de rasgar vestes e de usar pano de saco eram sinais de profunda lamentação e arrependimento (Gn 37.34; 2Sm 3.31;  2Rs 6.30; Lm 2.10; Jl 1.13). Bíblia de Genebra.

. 27-29 A reação de Acabe continha mais medo do que arrependimento duradouro; talvez o mesmo medo que o tornara um instrumento nas mãos perversas de Jezabel, visto não possuir a hombridade de resistir à sua influência pecaminosa. Talvez um casamento com uma mulher virtuosa tivesse sido a sua salvação. Bíblia Shedd.

29 Acabe se humilha. Acabe não se vestiu de pano de saco apenas para ser visto pelos homens, mas por Deus. Isso teria uma grande influência para o povo se tão somente o rei tivesse se voltado para o Senhor mais cedo em seu reinado. Poderia ter havido um grande reavivamento em todo o país. O arrependimento ocorreu tarde demais e pode ter sido motivado pelo temor. Porém, não importa qual tenha sido sua intenção, Deus ouviu a aflição da consciência, por mais fraca que tenha sido, e não fez ouvidos surdos ao remorso e pesar do rei. Deus observou as vestes e o jejum de Acabe, como o fez, mais tarde, no caso do rei e do povo de Nínive (Jn 3:5-10). CBASD, vol. 2, p. 921.

nos dias de seu filho. O castigo foi adiado, mas não cancelado. Biblia de Estudo NVI Vida.

Não importa quão mau você tenha sido, nunca é tarde para que você se humilhe, retorne a Deus e peça por perdão. Life Application Study Bible Kingsway.



I REIS 21 – Comentário pr Heber Toth Armí by jquimelli
18 de maio de 2016, 0:45
Filed under: Sem categoria

I REIS 21 –

Estudando a Bíblia aprendemos coisas que nunca aprenderíamos na vida. Quem medita e reflete na Palavra Divina viverá acima do padrão humano; o padrão será elevado, divino.

• O pomposo rei Acabe vivia conforme achava melhor, desejando coisas alheias, entristecendo-se quando não podia usufruir de algo que não era dele por direito e nem poderia sê-lo pela lei israelita (vs. 1-7).

Jezabel vivia conforme o que achava melhor, mandava e desmandava; era autoridade em pessoa, infligia a lei para conseguir o que quisesse, não se importava com nada a não ser com seus próprios interesses; a perversidade era sua marca registrada (vs. 8-16).

Nabote foi vítima das injustiças dos agentes da maldade. A acusação falsa contra ele; sua morte por culpa que ele não tinha, revela, primeiramente, quão cruel é o pecado, e, em segundo lugar, quanto sofrimento o justo passa neste mundo injusto nas mãos de pessoas que deveriam prezar pelo bem do povo.

O profeta Elias era o obstáculo usado por Deus diante da corrupção avassaladora reinante entre os principais líderes de seu povo a fim de impedir coisas piores. Sua profecia revela o verdadeiro caráter do pecado e o fim catastrófico que ele causa na vida de pessoas, mesmo poderosas, arrogantes e indiferentes (vs. 17-29).

Deus nunca quis um rei para Israel, muito menos um rei perverso. Pior ainda, um rei casado com uma mulher pagã, mandona, fria e calculista, fora da lei, corrupta ao máximo, idólatra, má, etc.

Deus sabia onde o desejo e o pedido por um rei, como tinha as nações ao redor de Israel, levaria seu povo; contudo, diante do pedido insistente e rebeldia declarada, Deus permitiu para que Seu povo entendesse os motivos pelos quais Ele não planejara que Israel tivesse rei humano.

Deus permite certas coisas para que confiemos mais que o Seu ideal é bem melhor que nossas melhores e mais ousadas ambições. Deus permitiu que Israel tivesse reis como as nações e, além disso, permitiu que Acabe e Jazabel fossem assassinos e ladrões de inocentes.

Deus não causa o pecado, nem é autor da desgraça; nós somos os responsáveis. Por isso, cada um se responsabiliza pelo que faz.

O juízo virá a todo culpado, como foi profetizado por Elias a Acabe! – Heber Toth Armí.




%d blogueiros gostam disto: