Reavivados por Sua Palavra


Miqueias 4 by Jeferson Quimelli
30 de setembro de 2014, 0:00
Filed under: esperança, profecias, restauração | Tags: ,

Comentário devocional:

Logo após o início da Primeira Guerra Mundial, HG Wells publicou um livro, “A guerra que vai acabar com todas as guerras”. Esta frase se tornou uma das expressões mais comuns da época. Infelizmente, não somente aquela não foi a última guerra, mas parece que hoje vivemos em uma época de guerras sem fim. Muitos se reúnem para fazer guerra contra outros grupos de pessoas por motivos teológicos, políticos e mesmo financeiros.

Jesus disse: “Vocês ouvirão falar de guerras e rumores de guerras, mas não tenham medo. É necessário que tais coisas aconteçam, mas ainda não é o fim.”(Mat. 24:6 NVI).

Ao longo de toda a história humana houve guerras. Mas Miquéias apresenta uma profecia extraordinária acerca de um tempo em que não haverá mais guerras. “Ele será juiz entre muitos povos e decidirá questões entre grandes nações distantes. Os povos transformarão as suas espadas em arados e as suas lanças em foices. Nunca mais as nações farão guerra, nem se prepararão novamente para batalhas.”(Miquéias 4:3, NTLH).

Que promessa maravilhosa! Oremos para que este dia chegue logo. Maranata!. “Vem, Senhor Jesus!” (Apoc 22:20 NVI).

Gordon Bietz
Presidente da Southern Adventist University

Texto original: http://revivedbyhisword.org/en/bible/mic/4/

Traduzido por JAQ/JDS

Texto bíblico: Miqueias 4 

Comentário em áudio  



Miqueias 3 by Jeferson Quimelli
29 de setembro de 2014, 0:00
Filed under: correção, influência, integridade, restauração, verdade | Tags: , ,

Comentário devocional:

Existe nos Estados Unidos uma proteção legal para os funcionários públicos que descobrem e denunciam uma atividade ilegal no órgão em que trabalham. É chamada de “Lei de Proteção ao Denunciante de 1989”. Funcionários e candidatos a funcionários não podem ser discriminados por revelar uma atividade ilegal. A finalidade dessa proteção é evitar retaliação por parte daqueles em posição de autoridade contra o denunciante que relatou a má conduta.

Miquéias não tinha uma lei assim a lhe proteger dos líderes e outros profetas de Israel, porém não teve medo de fazer o que devia fazer: denunciar as injustiças. Neste capítulo, ele tem algumas mensagens muito diretas para as pessoas no poder: “Escutem, líderes e autoridades de Israel! Vocês deviam praticar a justiça e, no entanto, odeiam o bem e amam o mal.”(Miquéias 3:1-2, NTLH).

Em Atos dos Apóstolos, lemos: “Solenes são as responsabilidades impendentes sobre os que são chamados a agir como dirigentes na igreja de Deus na Terra.” (p. 92). É simples: líderes sempre terão outras pessoas olhando para eles, e por causa de sua influência expandida, eles têm mais responsabilidade de viver como exemplos cristãos em todos os aspectos da vida. 

Em certo sentido, todos somos líderes, porque a liderança é influência e todos nós influenciamos a outros. Representamos mal ao Salvador a quem servimos quando não exibimos virtudes cristãs em nossas vidas – usando uma linguagem que humilha as pessoas, perdendo a calma ou não praticando a humildade. 

Que, pela graça de Deus, possamos ser justos em todos os nossos procedimentos. E que nossa vida de pureza possa repreender o erro e inspirar outros a serem semelhantes ao nosso Salvador.
Gordon Bietz
Presidente Southern Adventist University

Texto original: http://revivedbyhisword.org/en/bible/mic/3/

Traduzido por JAQ/JDS

Texto bíblico: Miqueias 3 

Comentário em áudio  



Miqueias 2 by Jeferson Quimelli
28 de setembro de 2014, 0:00
Filed under: esperança, restauração, vitória | Tags: , ,

Comentário devocional:

Embora o primeiro capítulo seja claro acerca do julgamento que está a caminho, Miqueias não deixa seus leitores sem esperança. No segundo capítulo, ele nos assegura que há um remanescente que será recolhido e salvo do inimigo. 

O profeta usa imagens que as pessoas comuns, acostumadas a lidar com a agricultura e o pastoreio, podiam entender. Ele fala, por exemplo, que as pessoas serão reunidas com segurança “como ovelhas num aprisco” (Miqueias 2:12, NVI). 

É uma necessidade humana universal termos um lugar de segurança, um lar, onde sejamos cuidados em nossas necessidades. Jesus diz: “Não se perturbe o coração de vocês” (João 14:1, NVI), pois ele está preparando um lugar para nós, onde estaremos com Ele para sempre. Ao lado dEle teremos segurança e proteção. Esta é a nossa feliz esperança.

A esperança é a certeza de que haverá dias melhores a frente. Paulo diz: “Se é somente para esta vida que temos esperança em Cristo, somos, de todos os homens, os mais dignos de compaixão” (1 Coríntios 15:19, NVI). Mesmo que a sua vida lhe pareça hoje injusta ou fora de equilíbrio, você pode ter a certeza de que um dia você estará bem ao lado do Seu salvador! 

Nossa esperança está no Senhor. Ele trará de volta o equilíbrio, a harmonia e a segurança a Sua criação, por toda a eternidade.

Gordon Bietz
Presidente da Southern Adventist University

 

Texto original: http://revivedbyhisword.org/en/bible/mic/2/

Traduzido por JDS/JAQ

Texto bíblico: Miqueias 2 

Comentário em áudio 



Miquéias 1 by Jeferson Quimelli
27 de setembro de 2014, 0:00
Filed under: arrependimento, integridade, pecado | Tags: ,

Comentário devocional:

Uma vez eu vi um adesivo em um carro que dizia: “Só para constar: Deus está anotando tudo.” O fato de haver um registro de nossas vidas deixa você nervoso? Você gostaria de ver uma lista publicada de todos os sites da internet que você já visitou, uma compilação de todos os pensamentos que você teve, ou a gravação de todas as palavras que você já falou?

Nesta época de “politicamente correto”, é altamente indesejável ser rotulado como alguém que julga os outros. Muitas pessoas na sociedade de hoje parecem ter adotado uma atitude: “Viva e deixe viver”, e nunca julgar o comportamento de outra pessoa, porque “isso não é da sua conta!”

O título de um livro faz a pergunta importante; “O que aconteceu com o pecado?” (Karl Menninger, Hawthorn Books, 1973). Boa pergunta! Já ouvi falar de pastores que lutaram com situações em que membros da igreja estavam praticando abertamente o pecado sem nenhum intenção de mudança ou arrependimento, mas a liderança da igreja não queria sequer considerar em removê-los da qualidade de membros. A atitude generalizada era: “Eu não sou o guarda do meu irmão e o que eles fazem não é da minha conta.” A opinião geral parece ser que, enquanto não causar mal a ninguém, não faça nada a respeito.

No entanto, existem situações em que o pecado deve ser chamado pelo nome, não é mesmo? Como Ellen White diz: ” A maior necessidade do mundo é a de homens — homens que se não comprem nem se vendam; homens que no íntimo da alma sejam verdadeiros e honestos; homens que não temam chamar o pecado pelo seu nome exato; homens, cuja consciência seja tão fiel ao dever como a bússola o é ao pólo; homens que permaneçam firmes pelo que é reto, ainda que caiam os céus.” Educação, p. 57 (1903).

Falar com aqueles que estão desonrando o nome de Deus é a coisa certa para os líderes fazerem. O aviso de Miquéias a respeito do julgamento pode não tê-lo feito muito popular, mas o juízo final é uma mensagem clara da Bíblia e precisamos viver nossas vidas com o pensamento de que um dia teremos que prestar contas de todos os nossos atos e intenções.

Gordon Bietz
Presidente da Southern Adventist University

Texto original: http://revivedbyhisword.org/en/bible/mic/1/

Traduzido por JAQ/JDS

Texto bíblico: Miqueias 1

Comentário em áudio 



Amanhã começaremos ler Miquéias! by Jeferson Quimelli
26 de setembro de 2014, 2:00
Filed under: arrependimento, caráter de Deus, pecado | Tags: ,



Jonas 4 by Jeferson Quimelli

Comentário devocional:

Não é interessante o fato do grande evangelista Jonas desejar o mal das pessoas que ele havia chamado ao arrependimento? Ele não somente se retirou para as colinas, mas ele  ficou argumentando com Deus de que Ele deveria ser mais implacável. Jonas realmente ficou muito indignado por causa das misericórdias do Senhor! É interessante notar no verso 2 que a causa da fuga de Jonas em direção a Társis não tinha sido o medo da crueldade dos ninivitas, mas o medo de que Deus se compadecesse deles e não os destruísse!

Jonas estava muito irritado. Ele tinha suas próprias ideias preconcebidas de como Deus deveria agir! Em seguida, ele quis morrer porque as coisas não estavam acontecendo de acordo com o seu plano pessoal.

Quantos de nós agem desta mesma maneira? “Deus, eu preferiria morrer do que submeter-me à Tua vontade!” E note: nós não estamos falando de um homem em seu leito de morte e cheio de dor;  estamos olhando para a vida de um irritadiço e insensível profeta, que estava emburrado porque Deus não destruiu os ninivitas como ele queria! Ele queria moldar Deus à sua própria imagem e semelhança!

Mas vejamos o lado bom. Através de todos os quatro capítulos, Jonas continua a falar com Deus. O profeta discute com Deus, fica irritado com Deus, e o livro termina com Deus ainda falando com ele – apesar da raiva, maldade e falta de compaixão de Jonas para com as cento e vinte mil pessoas na cidade.

Que grande lição para você e para mim: mantenhamos sempre abertas as linhas de comunicação com Deus e Ele as manterá abertas conosco! Quando você ficar desapontado ou com raiva de Deus, Ele prefere que você fale isso para Ele e não que fique calado. Cortar a comunicação é a ferramenta número um da estratégia do Diabo.

O desfecho do livro de Jonas pode parecer estranho a menos que o olhemos do ponto de vista do incrível amor, da graça e longanimidade de Deus para com Suas criaturas.

Que Deus amoroso é este a quem servimos! Devemos acordar todas as manhãs e agradecê-Lo por Sua graça para conosco.

Mantenha sempre a comunicação e os louvores fluindo em direção a Deus. Afinal, Ele tem planos de salvar muitas pessoas através de sua vida de dedicação e serviço ao próximo.

Jim Ayer
Rádio Mundial Adventista

 

Texto original: http://revivedbyhisword.org/en/bible/jon/4/

Traduzido por JAQ/JDS

Texto bíblico: Jonas 4 

Comentário em áudio



Jonas 3 by Jeferson Quimelli

Comentário devocional:

Eu amo o modo como o capítulo três começa: “A palavra do Senhor veio a Jonas pela segunda vez” (NVI). Estou muito feliz por servirmos ao Deus da segunda chance! A Bíblia está cheia de segundas chances. Olhe para a nação de Israel: vez após vez vemos nosso Pai Celeste tentando ensinar Seus filhos rebeldes. 

Você pode ser tentado a se perguntar se isso acontecia só nos tempos bíblicos. Será que nos tempos modernos Deus ainda oferece uma segunda chance? Posso dizer-lhe, sem dúvida, que sim. Eu sou um exemplo perfeito de alguém que encontrou a Deus e, em seguida, foi seduzido pelo brilho e ouro do mundo. Mas, graças a Deus, Ele tomou a iniciativa de falar comigo uma segunda vez, e pela graça de Deus, na segunda vez Ele me cativou e permaneço firme até hoje!

Mas a graça de Deus não é só para aqueles que uma vez caminharam a Seu lado e, em seguida, fugiram; é para todas as pessoas, em todos os lugares! E no dia em que Jonas entrou em Nínive com sua pregação foi a “segunda chance” para os ninivitas. Que grande evangelista Jonas deve ter sido: toda cidade de mais de cem mil pessoas responderam à sua mensagem de arrependimento e salvação!

Isto me faz lembrar o que o famoso pregador John Wesley disse certa vez: “Dê-me cem homens que não temam nada, a não ser o pecado e que não desejem nada a não ser Deus, e não me importo se eles são clérigos ou leigos: eles, sozinhos, irão abalar as portas do inferno e estabelecer o reino dos céus sobre a terra.”

Quando Jonas pregou pelo poder do Espírito Santo, ele balançou as portas do inferno e as pessoas foram levadas a adorar o Deus do céu. 

O que Deus pode fazer com uma pessoa que está totalmente empenhada em servi-Lo? A resposta é: tudo o que Ele quer fazer; afinal, Ele é Deus! Mas algo que deve ser levado em consideração: O seu destino, como o de Jonas, depende só de você. Deus tem um plano para toda a sua vida, mas Ele não fará nada a não ser que você permita a Ele 100% do controle. A escolha é sua. Deus não somente morreu no Calvário para te salvar: Ele morreu para que você possa ter a opção de servi-Lo – a escolha que Adão e Eva jogaram fora no Éden.

Se você der a Deus acesso total a sua vida, hoje, para que Ele o guie e o conduza, você vai se surpreender com a transformação que irá ocorrer em você e com as vidas que você vai tocar e mudar para a eternidade!

Jim Ayer
Rádio Mundial Adventista





Texto original: http://revivedbyhisword.org/en/bible/jon/3/

Traduzido por JAQ/JDS

Texto bíblico: Jonas 3 

Comentário em áudio  



Jonas 2 by Jeferson Quimelli

Comentário devocional:

Não existe nada como estar sentado no pegajoso estômago de uma criatura do mar para nos levar a pensarmos a respeito da vontade de Deus para nós. Ali, no ventre do peixe, Jonas se voltou para o Senhor e se submeteu à Sua vontade. 

Quando eu olho para Jonas, fico triste em perceber que tenho a tendência de ser igual a ele. Acontece o mesmo com você? Pense bem: Deus tem planos para a nossa prosperidade. E no topo destes planos está o nosso treinamento real para nos assentarmos com Deus no Seu trono e governar o universo – para sempre. Mas para governar como Deus governa, devemos nos tornar co-obreiros com Ele para a salvação de outros. Que plano maravilhoso! 

Às vezes, entretanto, pode parecer que aquilo que Deus está planejando para nossa vida não é muito convidativo ou que o nosso potencial para atender ao Seu chamado com amor e graça é insuficiente. Mas Deus só pede que nos concentremos nEle e não nas coisas externas.

Nos nove versos deste capítulo descobrimos a progressão do processo de pensamento de um homem em busca da salvação. Jonas rapidamente descobriu que sua vida estava em ruínas e que se voltar para Deus era a única opção viável. Quando Jonas finalmente dirigiu seus pensamentos para a morada de Deus – o Santuário, ele começou a ver a salvação do Senhor (v. 9) e clamou a Ele. Deus então respondeu dando ordens ao Seu “taxi marítimo”, que prontamente trouxe Jonas a terra seca e sem a menor cerimônia o depositou na praia.  

O grito sincero por salvação é sempre respondido pelo Senhor. Quando Pedro afundava sob as altas ondas, seu grito desesperado: “Senhor, me ajude!”, fez com o Rei respondesse imediatamente. Logo em seguida, os braços de Jesus estavam firmando Pedro em sua caminhada sobre a água como se ambos estivessem dentro do barco!

Considere também a vida de outra pessoa que, por suas próprias ações, havia se colocado em uma posição trágica – o endemoniado gadareno. Ele tinha ido tão longe na escorregadia encosta do pecado que nenhum grito de ajuda podia ser ouvido desta criatura patética. Mas até mesmo o grito vindo do coração de alguém que parecia condenado à destruição eterna obteve o auxílio de Jesus Cristo. Nosso Senhor atravessou o mar para chegar a este homem desafortunado e livrá-lo da ruína certa.

Não importa quem você é, um profeta fugitivo, um homem afundando sob as ondas por causa do orgulho, um endemoninhado lunático, ou qualquer outra pessoa em necessidade, Deus irá atender ao seu chamado por salvação. Então, este é o momento de O ouvir e segui-Lo. “E os teus ouvidos ouvirão uma palavra atrás de ti, dizendo: “Quando te desviares para a direita e quando te desviares para a esquerda, os teus ouvidos ouvirão atrás de ti uma palavra, dizendo: Este é o caminho, andai por ele” (Isaías 30:21, ARA).

 Lembre-se, Deus deseja fazê-lo crescer espiritualmente e talvez para isso precise discipliná-lo com amor. Confie na direção dEle em sua vida porque o resultado será a sua salvação. 

Jim Ayer

Rádio Mundial Adventista

 

Texto original: http://revivedbyhisword.org/en/bible/jon/2/

Traduzido por JAQ/JDS

Texto bíblico: Jonas 2 

Comentário em áudio  



Jonas 1 by Jeferson Quimelli

Comentário devocional:

Ao contrário de outros profetas, o foco do livro de Jonas é sobre ele mesmo e sua relação pessoal com Deus. Ao longo dos quatro capítulos, a interação entre Deus e Jonas é próxima e pessoal. Eu fico até com um pouco de inveja de Jonas por causa da conversa audível que ocorre entre eles. Afinal, você não gostaria de ouvir a voz de Deus falando diretamente com você? 

Mas pode ser que Ele esteja falando conosco e estejamos escolhendo fechar os nossos ouvidos, com a desculpa: “Eu não ouvi o que você disse, Senhor!” 

Jonas foi incapaz de oferecer qualquer desculpa quando Deus lhe disse para ir e pregar na cidade de Nínive. A voz e a ordem de Deus foram muito claras. Você ouve a voz de Deus falando com você, dizendo: “Este é o caminho: siga-o”? (Isaías 30:21 NVI). Ou, você ignora a Sua voz para que possa ter uma desculpa e assim negar te-Lo ouvido? Se você não ouve a voz de Deus falando com você, você tem um problema no cerne de seu cristianismo. Por quê? O nosso Deus é o mesmo ontem, hoje e eternamente. Ele falou ao Seu povo no Antigo Testamento; falou-lhes, no Novo Testamento; e fala ao Seu povo hoje.

Como eu sei? Deixe-me perguntar: você é uma de Suas ovelhas? Se você for, então estas palavras de Jesus valem para você: “As minhas ovelhas ouvem a minha voz; e eu as conheço, e elas me seguem” (João 10:27 NVI).

Descobrimos também em Hebreus 3:7-8 que Paulo esperava que seus leitores ouvissem a voz de Deus: “Assim, como diz o Espírito Santo: ‘Hoje, se vocês ouvirem a Sua voz, não endureçam o coração’ ” (NVI). E novamente em Apocalipse 3:20 Jesus chama por nós: “Eis que estou à porta e bato. Se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, entrarei e cearei com ele e ele comigo” (NVI). Podemos ignorar a voz de Deus por algum tempo. E como Jonas, podemos ter que ter nossa própria experiência “no fundo do mar” para que possamos aprender a ouvir e seguir a voz de Deus.

Em algum ponto no tempo todas as pessoas ouvem a voz de Deus. Contudo, somente aqueles que se tornaram habituadas a ouvir aquela suave voz regularmente, atendendo às suas instruções, serão erguidos do pó na ressurreição. João falou a respeito deste momento em seu evangelho: “Não fiquem admirados com isto, pois está chegando a hora em que todos os que estiverem nos túmulos ouvirão a Sua voz e sairão; os que fizeram o bem ressuscitarão para a vida, e os que fizeram o mal ressuscitarão para serem condenados” (João 5:28-29, NVI).

É evidente que até mesmo profetas de Deus não são imunes ao declínio espiritual e a deixarem de ouvir a voz de Deus nas “pequenas” coisas de cada dia. Isto, eventualmente, pode levar a desastrosas consequências como aconteceu com Jonas. 

Seguir instruções não era um dos melhores talentos de Jonas; ele aprendeu da maneira mais difícil que é muito melhor dar atenção à voz de Deus e seguir Suas ordens. Espero que você esteja aprendendo a ouvir a voz de Deus e a obedecer prontamente aquilo que Ele lhe pedir para fazer.

Jim Ayer
Rádio Mundial Adventista

 

Texto original: http://revivedbyhisword.org/en/bible/jon/1/

Traduzido por JAQ/JDS

Texto bíblico: Jonas 1

Comentário em áudio



Amanhã começaremos a ler Jonas! by Jeferson Quimelli
22 de setembro de 2014, 15:00
Filed under: crescimento espiritual, Estudo devocional da Bíblia, evangelismo | Tags: ,

Não perca os comentários sobre Jonas. Eles estão ótimos!




%d blogueiros gostam disto: