Reavivados por Sua Palavra


ISAÍAS 38 – ACESSE AQUI O POST DESEJADO by Jeferson Quimelli
28 de setembro de 2020, 5:00
Filed under: Sem categoria

TEXTO BÍBLICO ISAÍAS 38 – Primeiro leia a Bíblia

ISAÍAS 38 – COMENTÁRIO BLOG MUNDIAL (Associação Geral)

ISAÍAS 38 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS

COM. TEXTO ROSANA GARCIA BARROS

COM. TEXTO – PR HEBER TOTH ARMÍ

COM. VÍDEO PR ADOLFO SUÁREZ (link externo)

COM. VÍDEO PR EVANDRO FÁVERO (link externo)

VÍDEO PR WEVERTON CASTRO E EQUIPE (link externo)

VÍDEO PR RONALDO DE OLIVEIRA (link externo)



ISAÍAS 38 by Jobson Santos
28 de setembro de 2020, 0:55
Filed under: Sem categoria

Texto bíblico: https://pesquisa.biblia.com.br/pt-BR/NVI/Is/38

Em resposta à misericórdia de Deus em prolongar sua vida, Ezequias canta uma canção de louvor. Também é uma canção que todos aqueles que Deus resgatou podem cantar hoje. “Meus anos foram cortados, mas Tu me recuperaste e me fizeste viver. Eu estava em grande amargura, mas Tu amaste a minha alma e me livraste do poço do pecado. Lançaste meus pecados para bem longe de Ti, por isso eu Te louvo. Não podemos Te louvar na morte. Aqueles que morrem não podem adorar-Te. São os vivos que Te adoram. Querido Deus, obrigado por me permitir permanecer mais tempo entre os vivos.” (Minha paráfrase dos versículos 10, 16-19.)

Vivemos em um mundo onde o grande conflito é tempestuoso e todos sofremos baixas nessa batalha entre o bem e o mal. Mas Deus não nos abandonou e está disposto a atender a nossas súplicas.

Alguns de nós precisam de cura física, mas todos precisamos de cura espiritual. Não percamos mais nenhum momento, mas nos humilhemos e oremos e coloquemos nossa casa e nosso coração em ordem. Oremos pessoalmente e unidos como igreja, para que Deus prolongue nossos dias e traga outros à Sua verdade.

Melodious Echo Mason
Unidos em Oração (United in Prayer)
Conferência Geral

Texto original: https://www.revivalandreformation.org/?id=963
Tradução: Pr Jobson Santos/Jeferson Quimelli/Gisele Quimelli/Luis Uehara



ISAÍAS 38 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS by Jeferson Quimelli
28 de setembro de 2020, 0:50
Filed under: Sem categoria

457 palavras

3 Com inteireza de coração. Ver com. de 2Rs 20:3. Neste tempo de crise, Ezequias pode ter sentido que a nação precisava de seus serviços e que era completamente correto que apresentasse seu honroso passado como razão porque lhe devia ser permitido viver. CBASD – Comentário Bíblico Adventista do Sétimo Dia, vol. 4, p. 249.

Livrar-te-ei. O livramento seria duplo, ou seja, da morte e das mãos de Senaqueribe. Satanas estava determinado a causar a morte de Ezequias e a queda de Jerusalém. Sem duvida, pensava que se Ezequias estivesse fora do caminho, seus esforços para a reforma cessariam e a queda de Jerusalém poderia acontecer mais rapidamente. CBASD, vol. 4, p. 249.

Como sinal. O sinal antes da cura foi dado para fortalecer sua fé e a de seu povo (ver com. de Is 37:30). CBASD, vol. 4, p. 249.

9 Cântico de Ezequias. Este salmo de Ezequias (v. 9-20) não se encontra no registro de 2 Reis. … O tema do poema e a experiência de um homem que esteve face a face com a morte, orou com sinceridade por sua vida e teve sua oração atendida. CBASD, vol. 4, p. 248.

10 Em pleno vigor de meus dias. Neste tempo, Ezequias tinha, provavelmente, cerca de 40 anos (ver com. de 2Rs 18:2, 13). CBASD, vol. 4, p. 248.

12 A minha habitação foi arrancada e removida. Uma “tenda” nômade que poderia ser rapidamente mudada de um lugar a outro. De acordo com a figura, a habitação de Ezequias seria retirada da terra dos vivos para a dos mortos (ver 2Co 5:1-3; cf. Fp 1:23). CBASD, vol. 4, p. 248.

Tu … me cortaras. Literalmente, “enrolaras”. Ezequias estava tecendo a teia da vida, mas seu modelo seria mudado. Devera parar de tecer antes que o modelo fosse concluído, e tira-lo do tear. Nesta figura, Ezequias expressa sua desilusão e frustração quanto à perspectiva de cessar prematuramente o que lhe parecia uma tarefa pela metade. CBASD, vol. 4, p. 248, 249.

13 Espero com paciência. Literalmente, “eu me compus”, “eu me calei”. No Salmo 131:2,a mesma expressão hebraica e traduzida como “fiz calar e sossegar a minha alma”. Ao encontrar-se com  um inimigo implacável, a enfermidade, diante do qual se sentia indefeso, Ezequias encarou a perspectiva de se conformar com o que lhe parecia inevitável. CBASD, vol. 4, p. 249.

14 Responde Tu por mim. Literalmente, “se meu fiador” … A figura e a de um devedor que se encontra nas mãos do credor exigente. CBASD, vol. 4, p. 249.

16 Por estas disposições Tuas vivem os homens. O ser humano vive pela Palavra de Deus (Dt 8:3; Mt 4:40, seja no corpo ou espiritualmente. Quando Ezequias foi curado fisicamente, também teve restauração espiritual. Ao restaurar a saúde física do rei, o Senhor lhe concedeu muito mais do que ele pedira (ver Is 38:17; Mt 9:2-7).

18 A sepultura não te pode louvar. A morte cessa por completo todo pensamento e atividade (ver com. de Sl 115:17; 146:4; Ec 9:5). CBASD, vol. 4, p. 249.

 

Veja mais comentários sobre 2 Reis 20 aqui.



ISAÍAS 38 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
28 de setembro de 2020, 0:45
Filed under: Sem categoria

“Então, virou Ezequias o rosto para a parede e orou ao Senhor” (v.2).

Após a ameaça de inimigos do povo, Ezequias teve de lidar com uma ameaça pessoal. Uma “enfermidade mortal” (v.1) desenganava a sua vida e o anúncio do profeta confirmou a sua sorte. A morte é uma intrusa neste mundo. O medo e a tristeza que permeiam este assunto provam que a morte não é natural, mas algo que surgiu após o pecado de nossos primeiros pais, “porque o salário do pecado é a morte” (Rm.6:23). Não foi diferente com Ezequias, pois ele não queria morrer. Recusando-se a receber qualquer tentativa de conforto humano, o rei enfermo virou “o rosto para a parede e orou ao Senhor” (v.2). Novamente Ezequias buscou auxílio em Deus.

Como um servo que apresenta ao seu senhor o relatório de um trabalho bem feito, Ezequias trouxe à memória a sua fidelidade e sinceridade diante de Deus. Ele não pediu pela cura ou a exigiu. Não havia orgulho em suas palavras. Era tão somente a súplica sincera de um rei que temia pelo bem-estar do povo frente à crise vivida naqueles dias e pela conservação espiritual da nação. O grande movimento de reavivamento e reforma liderado por Ezequias e sua vida dedicada ao firme propósito de fazer a vontade de Deus, despertou a ira de Satanás, que desejava destrui-lo a qualquer custo.

O choro do rei logo foi substituído por ações de graças ao Deus que ouve as orações e vê as lágrimas de Seus filhos. O acréscimo de quinze anos de vida e um reino de paz encheram o coração de Ezequias de uma profunda gratidão, concluindo o seu cântico com as palavras que os remidos de todos os tempos logo hão de declarar: “O Senhor veio salvar-me” (v.20). Sejam inimigos ou até mesmo uma doença que nos ameacem a vida, há um Deus no Céu que deseja ouvir as nossas orações e que não despreza as nossas lágrimas. Movido de compaixão, Jesus olha para cada enfermo com o mesmo desejo de declarar: “Eu irei curá-lo” (Mt.8:7).

Como o Senhor enviou o profeta Isaías com palavras de ânimo e um tratamento natural com emplasto de “pasta de figos” (v.21), Ele não deixaria a geração mais doente a padecer com tantas enfermidades sem orientação profética. Temos em mãos uma mensagem de ânimo e de cura e o testemunho de Ezequias aponta para esta mensagem. Foi através da mensagem de saúde que minha família foi alcançada pelo evangelho do Reino. Uma mensagem que aponta para Cristo e que nos auxilia a viver na Terra com um corpo que melhor possa adorar ao Criador não deve ser negligenciada ou ignorada.

Como Ezequias, porém, não estamos livres das mazelas do inimigo. A prática dos oito remédios naturais apenas como tentativa de prolongar a vida e não adoecer não é fiel à essência da mensagem de saúde, que é glorificar a Deus, como está escrito: “Agora, pois, glorificai a Deus no vosso corpo” (1Co.6:20). Como fiéis sentinelas, precisamos estar sempre cientes de que há um inimigo ao nosso redor querendo nos destruir. E quanto mais firme a nossa decisão em servir ao Senhor, maior a ira daquele que nos odeia. Mas Deus é fiel e podemos ir a Ele com nossas dores e fraquezas: “Ó Senhor, ando oprimido, responde Tu por mim” (v.14). Pois é Ele mesmo que nos diz: “Vinde a Mim, todos os que estais cansados e sobrecarregados, e Eu vos aliviarei” (Mt.11:28).

Ezequias orou e Deus o curou. O apóstolo Paulo orou três vezes para se ver livre de sua enfermidade, mas tudo o que pôde ouvir foi: “A Minha graça te basta” (2Co.12:9). Deus tem o modo certo de agir na vida de cada um de Seus filhos. Se a sua oração não tem sido respondida da maneira que você deseja; se o seu corpo foi atingido por enfermidade mortal, ouça, agora, pela fé, Jesus a lhe dizer: “Vinde a Mim, porque a Minha graça te basta”. E ainda que não venha a cura nesta Terra, ainda que a sepultura seja o nosso destino iminente, prossigamos olhando firmemente para o nosso Redentor. Pois, muito em breve, a morte não mais existirá e estaremos reunidos a todas as gerações de santos, olhando para o céu e proclamando com arrebatadora alegria: “O Senhor veio salvar-me” (v.20)! Vigiemos e oremos!

Bom dia, salvos pela graça de Cristo!

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus #Isaías38 #RPSP

Comentário em áudio: youtube.com/user/nanayuri100



ISAÍAS 38 – COMENTÁRIO PR HEBER TOTH ARMÍ by Jeferson Quimelli
28 de setembro de 2020, 0:40
Filed under: Sem categoria

ISAÍAS 38 – Libertar, operar milagres e perdoar são especialidades de Deus. Ainda tem mais…

• O futuro é tão conhecido por Deus que Ele sabe até o dia de nossa morte. O profeta Isaías orienta ao rei Ezequias quanto à morte que lhe sobreviria em breve (v. 1).
• A morte não vence a Deus, mas Deus vence a morte. Nada tira Deus do controle, a não ser que rejeitemos o controle de Deus sobre nossa vida. Ezequias sabia disso e, perturbado com o anúncio do profeta, clamou a Deus chorando em alta voz. Ele não pediu mais vida, apenas apresentou sua vida piedosa (vs. 2-3).
• O profeta é servo da mensagem, não dono dela. Isaías poderia passar por falso profeta que, ora diz uma coisa, ora diz outra. Todavia, isso apenas revela humildade em um sincero servo de Deus. Isaías retorna num curto espaço de tempo a Ezequias para dizer-lhe que sua doença mortal seria curada. Além disso, profetiza a libertação de Jerusalém do rei assírio (vs. 4-6).

“No intervalo entre a informação dada no versículo 6 e a do versículo 7, II Reis relata a instrução de Isaías para aplicar ao tumor uma pasta de figos, bem como o pedido de Ezequias por um sinal. Neste capítulo, esses versículos são reservados para o fim [vs. 21-23], mas de qualquer forma, cronologicamente eles localizam-se aqui […]. A maneira pela qual esse milagre se manifesta… está intimamente associada… com os costumes medicinais em voga, fato que não exclui a possibilidade de que Deus tenha usado o poder terapêutico inerente aos figos, de forma que a sua eficácia é usada no contexto do milagre divino” (J. Ridderbos).

O cântico de Ezequias pode-se dividir em duas partes:
• Antes da cura (vs. 1-16): Vê a morte solapando sua vida precocemente, lamenta continuar o prazer de estar com Deus e a companhia dos amigos, sente como se os seus ossos estivessem quebrados; aflito, geme e busca ao Senhor, expõe em oração a amargura de sua alma e suplica por restauração da saúde e vida.
• Depois da cura (vs. 17-20): Louva ao Senhor pelo livramento e perdão, glorifica e adora a Deus pelo que fez.

Deus tem poder para reverter qualquer situação e quaisquer quadros clínicos. Ele merece nosso louvor! Reavivemo-nos! – Heber Toth Armí.




%d blogueiros gostam disto: