Reavivados por Sua Palavra


ISAÍAS 37 – ACESSE AQUI O POST DESEJADO by Jeferson Quimelli
27 de setembro de 2020, 1:10
Filed under: Sem categoria

TEXTO BÍBLICO ISAÍAS 37 – Primeiro leia a Bíblia

ISAÍAS 37 – COMENTÁRIO BLOG MUNDIAL (Associação Geral)

ISAÍAS 37 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS

COM. TEXTO ROSANA GARCIA BARROS

COM. TEXTO – PR HEBER TOTH ARMÍ

COM. VÍDEO PR ADOLFO SUÁREZ (link externo)

COM. VÍDEO PR EVANDRO FÁVERO (link externo)

VÍDEO PR VALDECI JÚNIOR (link externo)

VÍDEO PR WEVERTON CASTRO E EQUIPE (link externo)

VÍDEO PR RONALDO DE OLIVEIRA (link externo)

VÍDEO PR MICHELSON BORGES (link externo)



ISAÍAS 37 by Jobson Santos
27 de setembro de 2020, 0:55
Filed under: Sem categoria

Texto bíblico: https://pesquisa.biblia.com.br/pt-BR/NVI/Is/37

“Nós vamos te pegar! Você não vai escapar!”

Quem já passou por este tipo de abuso, relembra vividamente essas palavras de insulto e intimidação, não é mesmo?

As Escrituras continuam a história dos mensageiros do rei assírio. Eles enviaram a seguinte mensagem intimidadora ao rei:

“Não deixe que o Deus no qual você confia o engane quando diz: ‘Jerusalém não será entregue nas mãos do rei da Assíria’. Com certeza você ouviu o que os reis da Assíria têm feito a todas as nações, e como as destruíram por completo. E você acha que se livrará? Acaso os deuses das nações que foram destruídas pelos meus antepassados os livraram? Não! Meus antepassados destruíram todos eles.”

Ezequias leu as cartas, e então levou-as ao Senhor e orou: “Senhor dos Exércitos, Deus de Israel, cujo trono está entre os querubins, só Tu és Deus sobre todos os reinos da terra… É verdade, Senhor, que os reis assírios fizeram de todas essas nações e de seus territórios um deserto. Atiraram os deuses delas no fogo e os destruíram, pois em vez de deuses, não passam de madeira e pedra, moldados por mãos humanas. Agora, Senhor nosso Deus, salva-nos das mãos dele, para que todos os reinos da terra saibam que só Tu, Senhor, és Deus.”

E Deus trouxe a salvação.

Qualquer um pode fazer declarações pomposas. Saiba sempre diferenciar entre a Verdade e as declarações vazias.

Virginia Davidson
Artista – projetista e construtora de vitrais
Igreja Adventista de Spokane, Washington, EUA

Texto original: https://www.revivalandreformation.org/?id=962
Tradução: Pr Jobson Santos/Jeferson Quimelli/Gisele Quimelli/Luis Uehara



ISAÍAS 37 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS by Jeferson Quimelli
27 de setembro de 2020, 0:50
Filed under: Sem categoria

272 palavras

11 A todas as terras. Ver com. de 2Rs 19:11. Os reis assírios eram desalmados e cruéis, orgulhavam-se de sua crueldade. Com o horror de seus feitos sangrentos esperavam aterrorizar o coração dos homens e das nações, a fim de submeter o mundo ao seu controle. CBASD – Comentário Adventista do Sétimo Dia, vol. 4, p. 246.

18 Assolaram todos os países. A Assíria estava no auge de seu poder. CBASD, vol. 4, p. 246.

22 A virgem. Como uma virgem, Sião foi ameaçada por Senaqueribe, que estava determinado a humilhá-la perante o mundo. No entanto, Sião corajosamente se negou a se submeter à Assíria, e Deus a recompensou por sua fidelidade (ver com. de 2Rs 19:22). CBASD, vol. 4, p. 246.

29 O Meu anzol no teu nariz. Ver com. de 2Rs 19:29. Ezequias e o povo de Judá foram assegurados de que Deus lhes daria um sinal, como fazia com frequência (Is 7:11, 14; 38:8), como garantia do cumprimento da predição. A invasão assíria tinha paralisado todas as atividades agrícolas normais, mas assegurou-se ao povo que haveria alimento suficiente. CBASD, vol. 4, p. 247.

33 Levantar tranqueiras. Ver com. de 2Rs 19:32. Os soldados de Senaqueribe já estavam acampados ao redor da cidade, mas não procederiam com as operações usuais de um cerco. CBASD, vol. 4, p. 247.

36 O Anjo do SENHOR. Ver com. de 2Rs 19:35. Em geral, os anjos são enviados para salvar e não para destruir. Nada se sabe do método empregado pelo anjo nesta ocasião, mas qualquer que tenha sido, a visitação foi repentina e arrasou com a força dos sitiadores. Em harmonia com a antiga relutância de registrar informações desfavoráveis nas crônicas nacionais, os registros assírios não mencionam esta catástrofe. Várias explicações lendárias carecem de valor. CBASD, vol. 4, p. 247.

 

Graças à sensibilidade espiritual de Ezequias, em escutar os conselhos de Isaías, o que restava de Israel, o reino de Judá, ao sul, o SENHOR pôde exercer Seu poder ao livrá-los, de forma miraculosa, de Senaqueribe.

Que lição para nós! O SENHOR quer nos livrar de muitos males e, muitas vezes, perdemos a oportunidade de viver experiências que, em muito, fortaleceriam nossa fé e a de nossos familiares e amigos, tendo mais efeito de testemunho do que toda a eloquência do mundo.

Por outro lado, ao esquecer-se de Deus na hora de celebrar seu sucesso com os embaixadores da Babilônia, Ezequias perdeu a grande chance de mudar a história de Babilônia e do reino de Judá. Que advertência para nós!!!

Caso você queira mais informações históricas e lições espirituais das experiências de Ezequias, não deixe de ler os textos do projeto Crede em Seus Profetas:

https://credeemseusprofetas.org/2017/06/16/profetas-e-reis-cap-27-acaz-e-28-ezequias/

https://credeemseusprofetas.org/2017/06/17/blog-da-semana-18062017-sobre-profetas-e-reis-cap-27-28/

https://credeemseusprofetas.org/2017/06/24/profetas-e-reis-cap-29-os-embaixadores-de-babilonia/

https://credeemseusprofetas.org/2017/06/25/blog-da-semana-sobre-profetas-e-reis-cap-29/

 

Veja mais comentários sobre 2 Reis 19 aqui



ISAÍAS 37 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
27 de setembro de 2020, 0:45
Filed under: Sem categoria

“Ó Senhor dos Exércitos, Deus de Israel, que estás entronizado acima dos querubins, Tu somente és o Deus de todos os reinos da Terra; Tu fizeste os céus e a terra” (v.16).

Afligido pela ameaça inimiga, Ezequias “rasgou as suas vestes, cobriu-se de pano de saco e entrou na Casa do Senhor” (v.1). Em profunda angústia, o rei de Judá confiou no cumprimento da promessa divina: “se o Meu povo, que se chama pelo Meu nome, se humilhar, e orar, e Me buscar, e se converter dos seus maus caminhos, então, Eu ouvirei dos céus, perdoarei os seus pecados e sararei a sua terra” (2Cr.7:14). Com o sacrifício do Cordeiro de Deus e rasgado o véu do santuário “de alto a baixo” (Mt.27:51), “temos Advogado junto ao Pai, Jesus Cristo, o Justo” (1Jo.2:1) e acesso, por meio dEle, ao santuário celestial.

Como Ezequias, temos acesso ao santuário e podemos confiar na mesma promessa. Quando o inimigo de Deus lançar em nossa face suas “cartas” de ameaça e acusação, lembremos das palavras de Jesus: “Tu, porém, quando orares, entra no teu quarto e, fechada a porta, orarás a teu Pai, que está em secreto; e teu Pai que vê em secreto, te recompensará” (Mt.6:6). Não podemos estimar os resultados da oração secreta e fervorosa. Deus anseia por ouvir as preces de corações quebrantados, e nenhuma dor é rejeitada, nenhuma lágrima é perdida, nenhuma expressão de gratidão deixa de ter seu registro no memorial do Céu.

Ezequias buscou em primeiro lugar a ajuda do alto, e depois reconheceu em Isaías um homem de oração. Em Sua angústia final, Jesus também Se dirigiu ao Seu lugar de oração e pediu a três de Seus discípulos que intercedessem naquele momento, deixando-nos exemplo. Nossos sofrimentos e aflições não devem ser compartilhados com ninguém sem que antes tenhamos entregue todos eles em oração a Deus. Só então, podemos, com discernimento do Espírito, pedir a ajuda daqueles os quais reconhecemos como homens e mulheres de oração. Infelizmente a experiência de Jesus com os três discípulos sonolentos não foi tão positiva quanto a de Ezequias com o profeta que o confortou. Mas, ainda que aqueles nos quais mais confiamos nos decepcionem, Deus envia o Seu anjo para nos confortar (Lc.22:43).

Inclina, ó Senhor, os ouvidos e ouve; abre, Senhor, os olhos e vê; ouve todas as palavras” que Satanás e seus agentes enviam “para afrontar o Deus vivo” (v.17). Ouve, Pai, as orações dos Teus filhinhos que estão sendo perseguidos e afligidos por amor do Teu nome! A nossa natureza carnal nos assedia dia após dia! Na luta contra o eu, fortalece os nossos joelhos vacilantes e livra-nos do mal! “Agora, pois, ó Senhor, nosso Deus, livra-nos” das mãos do inimigo das almas, “para que todos… saibam que só Tu és o Senhor” (v.20). Não é tempo, amados, de rasgar as nossas vestes, mas o nosso coração e nos convertermos ao Senhor, “porque Ele é misericordioso, e compassivo, e tardio em irar-Se, e grande em benignidade, e Se arrepende do mal” (Jl.2:13).

[Faze], pois, tuas orações pelos que ainda subsistem” (v.4). Perseveremos em oração “e súplica por todos os santos” (Ef.6:18). “Não temas por causa das palavras” (v.6) dos que não temem a Deus, mas apegue-se à Palavra de Deus, “certos da verdade já presente convosco e nela confirmados” (2Pe.1:12). Creia que o Senhor fará com que os inimigos voltem pelo mesmo caminho por onde vieram (v.34) e que, dentro em breve, Ele virá para realizar a Sua justiça. “O zelo do Senhor dos Exércitos fará isto” (v.32). Até lá, que mesmo cercados por lábios maldosos, façamos como Davi: “eu, porém, oro” (Sl.109:4). Vigiemos e oremos!

Feliz semana, homens e mulheres de oração!

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus #Isaías37 #RPSP

Comentário em áudio: youtube.com/user/nanayuri100



ISAÍAS 37 – COMENTÁRIO PR HEBER TOTH ARMÍ by Jeferson Quimelli
27 de setembro de 2020, 0:40
Filed under: Sem categoria

ISAÍAS 37 – Se estamos do lado de Deus, quem poderá derrotar-nos? Nem mesmo uma máquina de guerra aparentemente insuperável, nem mesmo o diabo e seu exército!

Com Deus, somos invencíveis! Observe a história deste capítulo…

Cerca de 45 km de onde estava Ezequias, Senaqueribe havia conquistado Laquis. Seu exército era extremamente poderoso e habilidoso. Suas estratégias eram lógicas e racionais. Aparentemente, não aceitar a proposta de Senaqueribe seria ousadia ignorante que causaria o inevitável desastre.

“Se Deus não viesse em resgate de Judá, as ameaças do rabsaqué se teriam cumprido literalmente. Esta era uma ocasião de profundo exame de coração e oração para Judá. A calamidade com que eles se defrontavam os levou para mais perto de Deus… Se Deus não os tivesse protegido, muitos teriam morrido, e outros teriam perdido a esperança na vida de um Messias. Então, qual teria sido o futuro do povo de Deus?” (Roy Gane).

Deus entrou em cena, Ele agiu a fim de responder aos argumentos do inimigo, para:

1. Provar que Ele não era como os demais deuses derrotados dos outros povos conquistados;
2. Revelar que as súplicas por ajuda, libertação e salvação são, graciosa e bondosamente, respondidas;
3. Mostrar que a confiança nEle faz total diferença diante das ameaças impostas pelas circunstâncias que conspiram contra nossa fé.

Aos piedosos que se humilham e buscam ao buscar a Deus estendem perante Ele seus problemas e oram com fé em Seu poder, serão surpreendidos com a resposta divina. A graça de Deus faz por nós o que não merecemos, e muito mais do que imaginamos.

Ao enfrentar desafios que aparecem e ameaçam, considere estes pontos:
• …busque ao Senhor em oração sincera, humildemente, mas fervorosamente (v. 1);
• …consulte aos profetas de Deus, busque orientação nas Sagradas Escrituras (vs. 2-13);
• …deixe Deus tomar conta de tudo; não exija o quê fazer, ou como deve agir (vs. 14-20);
• …atente para o profeta que Deus usa para te orientar, incentivar e fortalecer a confiança nEle (vs. 21-35);
• …observe atentamente o magnífico e poderoso livramento de Deus em resposta a tua entrega total (vs. 36-38).

Com apenas um anjo Deus nos surpreende ao mostrar que Ele está no controle e pode atender qualquer um de nossos clamores! Queira torná-lO conhecido como desejou Ezequias! – Heber Toth Armí.




%d blogueiros gostam disto: