Reavivados por Sua Palavra


CANTARES 1 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
14 de agosto de 2020, 0:45
Filed under: Sem categoria

“Em ti nos regozijaremos e nos alegraremos; do teu amor nos lembraremos, mais do que do vinho; não é sem razão que te amam” (v.4).

Apesar de não pronunciar o nome de Deus e de não haver citações deste livro no Novo Testamento, “Shir Hashirim” (seu nome em hebraico) revela o mais excelente dos cânticos. Sua linguagem poética aborda o amor entre marido e mulher, reforçando o plano original do Criador a respeito do casamento (Gn.2:24), além de também ser considerado uma metáfora do amor entre Cristo e Sua Igreja: “porque o marido é o cabeça da mulher, como também Cristo é o cabeça da igreja” (Ef.5:23).

Salomão foi o homem com o maior registro bíblico em número de matrimônios: “tinha setecentas mulheres, princesas e trezentas concubinas…“. Agora atentem para o final do versículo: “… e suas mulheres lhe perverteram o coração” (1Rs.11:3). Duas coisas o rei destacou neste livro: a monogamia e o monoteísmo. A poligamia, além de ter corrompido o seu coração, o levou à prática do politeísmo, o que quase o corrompeu por completo não fosse a misericórdia de Deus. O que Salomão escreveu não foram palavras de um hipócrita, mas de um homem que descobriu que o prazer dentro de um casamento sob a bênção do Senhor, entre um homem e uma mulher, é melhor do que mil mulheres.

O amor ganhou destaque e até mesmo termos sobre a intimidade sexual são utilizados (v.13) para descrever a relação que deve haver entre marido e mulher dentro do casamento. A intimidade entre os sexos opostos foi criada por Deus para ser um deleite entre um homem e uma mulher nos limites do casamento, e para fortalecer ainda mais os laços afetivos. Assim como Cristo fez com Sua noiva, a igreja, uma aliança perpétua (Ef.5:25), os votos feitos entre marido e mulher, perante o altar ou diante de um magistrado, deve corresponder à semelhante compromisso.

Se o seu estado civil for casado, você e seu cônjuge devem viver o amor mútuo todos os dias. Palavras de apreciação (v.15-16) e atitudes amáveis tornam não somente o casamento feliz, mas toda a casa exala de dentro para fora o incomparável aroma do amor: “não é sem razão que te amam” (v.4). Um lar cujo amor é o principal atributo, sempre será motivo de alegria e de boas lembranças (v.4). Em tempos de crise, quando os índices de divórcios aumentaram assustadoramente, o livro de Cantares como parte integrante das Escrituras, nos revela sobre o cuidado e o prazer que Deus tem em matrimônios felizes e bem ordenados, e vem até nós como providência celeste para restaurar e dar nova vida aos casamentos.

Prepare o seu coração para estes próximos sete dias, pois o amor está no ar, o seu casamento vai ganhar um novo sentido e uma blindagem celestial o envolverá. Vigiemos e oremos!

Bom dia, amados e amadas de Deus!

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus #Cantares1 #RPSP

Comentário em áudio: youtube.com/user/nanayuri100


Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.



%d blogueiros gostam disto: