Reavivados por Sua Palavra


SALMO 107 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS by Jeferson Quimelli
19 de maio de 2020, 0:50
Filed under: Sem categoria

791 palavras

O Salmo 107 inicia o Livro Cinco do livro dos Salmos (ver p. 705). Em questão de beleza poética este poema se classifica entre as mais sublimes produções da literatura. Sua construção é singular e foi composto para ser cantado alternadamente. As estrofes são simétricas. Primeiro há uma descrição da calamidade, então um clamor por auxílio seguido de resposta imediata. segue-se, então, um chamado ao agradecimento complementado pelo motivo do chamado. Os duplos refrões com suas variações são muito sugestivos (ver v. 6-9, 13-16, 19-22 e 28:32). Depois da introdução (v. 1-3), em que os redimidos são convidados a louvar a Deus, o salmista apresenta quatro sequências marcantes de pensamentos em quatro estrofes. A primeira estrofe (v. 4-9) descreve o cuidado de Deus com os peregrinos no deserto. A segunda (v. 10-16) retrata a Deus como o libertador de prisioneiros. A terceira estrofe (v. 17-22) define a Deus como o grande médico. A quarta (v. 23-32) apresenta a Deus como soberano do mar. Neste ponto a estrutura literária do poema é alterada. Os v. 33 a 42 falam da bênção que sobrevêm aos justos e da maldição como porção dos perversos. O salmo termina com um apelo para que o sábio reflita sobre os fatos apresentados e compreenda melhor a benignidade de Deus (v. 43). CBASD – Comentário Adventista do Sétimo Dia, vol. 3, p. 980.

1 Bom. Do heb. tov. A bondade é um dos grandes atributos de Deus. Deus não é somente bom, mas é também a fonte da qual flui toda a bondade. CBASD, vol. 3, p. 980.

Misericórdia. Do heb. chesed, “amor divino” … O salmista estava consciente de que a bondade e a misericórdia de Deus o acompanhavam constantemente (ver com. do Sl 23:6). CBASD, vol. 3, p. 980.

2 Digam-nos os redimidos. Embora os seres humanos tenham se vendido ao adversário por meio de seus pecados, o Céu pagou um preço infinito para comprá-los de volta (ver GC, 416). Os redimidos de todos os povos têm motivos para dizer que Deus é bom e que a Sua misericórdia dura para sempre. Deveríamos contar o que Deus tem feito por nós com mais fervor, e o amor por Ele se aprofundará na medida em que é expressado (ver PJ, 298). CBASD, vol. 3, p. 980.

5 Desfalecia neles a alma. Esta é uma descrição gráfica da condição do povo no deserto. O desespero os dominou devido às lamentáveis circunstâncias. Tal condição não convém aos redimidos. Deus deseja que Seu povo seja alegre. Para aqueles que afirmam confiar nEle, “o desânimo é pecaminoso e irrazoável” (PR, 164). CBASD, vol. 3, p. 980.

7 Caminho direito. O caminho direito é o caminho reto. Os caminhos do pecado são tortuosos. O caminho reto é o mais fácil e rápido para o lar celestial. CBASD, vol. 3, p. 980.

8 Rendam graças. Recordar o que Deus fez ao resgatar o ser humano da escravidão do pecado e não harmonizar as vozes em adoração e gratidão Àquele que fez tantas maravilhas certamente é uma demonstração de ingratidão. CBASD, vol. 3, p. 980.

10 Assentaram nas trevas. Ver com. de Sl 23:4. As prisões antigas eram, geralmente, galerias escuras, e os pés e mãos dos prisioneiros eram presos a grilhões de ferro. Numa cela escura e triste o acusado esperava sua sentença. Esta é uma ilustração de todos os filhos de Adão antes que o grande Libertador viesse para abrir as portas da prisão e os libertasse. A obra do Redentor era abrir a prisão aos que estavam presos e proclamar liberdade aos cativos (ver Is 61:1; Lc 4:17, 18). CBASD, vol. 3, p. 981.

11 Desprezado o conselho. Eles não apenas desobedeceram; eles desprezaram o conselho de Deus. Quando as pessoas e as nações não seguem o plano de Deus e são infiéis a Ele, trazem sobre si perplexidade e problemas. CBASD, vol. 3, p. 981.

21 Rendam. Ver com. do v. 8. Por que as pessoas não louvariam tão grande Deus, médico e doador da vida? É difícil compreender por que pessoas pelas quais Deus fez tanto se esquecem de Sua misericórdia. Quando o Mestre andou pelas planícies da Palestina e curou todo tipo de enfermidade, deparou-Se constantemente com a ingratidão. Ele perguntou: “Não eram dez os que foram curados? Onde estão os nove?”Apenas um leproso voltou para agradecer, e ele era um samaritano (Lc 17:15-18). CBASD, vol. 3, p. 981.

22 Ações de graças. Do heb. todah, “canção de ação de graças”. Quando acompanhada do repúdio ao pecado, representa confissão. CBASD, vol. 3, p. 981.

30 Desejado porto. Ao leme há um capitão que conduz os seres humanos em segurança ao porto celestial, para alegria deles. CBASD, vol. 3, p. 982.

34 Deserto salgado. Do heb. melechah, “sabor salgado”, “região salgada”. Quando um inimigo desejava destruir um local e torná-lo improdutivo, ele o cobria com sal (ver Jz 9:45; cf. Gn 19:24-28). CBASD, vol. 3, p. 982.

39 Reduzir-se. As pessoas se tornam orgulhosas com seu sucesso material quando não reconhecem a Deus como aquele que produz o crescimento. Deus os humilha com a pobreza com o intuito de salvar-lhes a alma. CBASD, vol. 3, p. 982.


Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.



%d blogueiros gostam disto: