Reavivados por Sua Palavra


SALMO 94 – ACESSE AQUI O POST DESEJADO by Jeferson Quimelli
6 de maio de 2020, 1:10
Filed under: Sem categoria

TEXTO BÍBLICO SALMO 94 – Leia a Bíblia antes

SALMO 94 – COMENTÁRIO BLOG MUNDIAL (Associação Geral)

COMENTÁRIOS SELECIONADOS

COM. TEXTO ROSANA GARCIA BARROS

COM. TEXTO PR. HEBER TOTH ARMÍ

COM. VÍDEO PR ADOLFO SUAREZ (link externo)

COM. VÍDEO PR EVANDRO FÁVERO (link externo)

VÍDEO PR WEVERTON CASTRO E EQUIPE (link externo)

COM. VÍDEO PR RONALDO DE OLIVEIRA(link externo)

COM. VÍDEO PR MICHELSON BORGES (link externo)

COM. VÍDEO PR VALDECI JÚNIOR (link externo)



SALMO 94 by Jeferson Quimelli
6 de maio de 2020, 0:55
Filed under: Sem categoria

Texto bíblico: https://pesquisa.biblia.com.br/pt-BR/NVI/sl/94

Li a abertura deste capítulo com uma pontada de: “Oh não, não posso escrever sobre um Deus vingativo!” Eu cresci numa tradição onde Deus é vingativo. Fomos ensinados que, se roubamos um pedaço de doce e somos atropelados por um caminhão antes que pudéssemos confessar, o lago de fogo estaria esperando por nós. Felizmente, mais tarde conheci Jesus, que foi acusado de sair com pecadores e garotas más, e que tranquilizou o ladrão na cruz.

Quem, então, o Deus do Salmo 94 vingará? Olho nos olhos de meus clientes e vejo sua dor e ouço suas lutas enquanto definham na pobreza de gerações e, sim, na depravação que vem de gerações. A mãe que tem vários filhos e vários relacionamentos desfeitos – cujo pai é preso por molestá-la durante a infância – Deus a vingará? Muitos a julgam e até a condenam. Vamos continuar lendo. “Orgulhosos”. “Arrogantes.” “Vanglória.” “Massacre”. Viúvas oprimidas, órfãos, estrangeiros…. Deus vingará aqueles que oprimem os oprimidos (como esta mãe).

Como somos abençoados se acolhemos as instruções de Deus e resistimos aos opressores? Ele se torna nossa Rocha, na qual nos refugiamos.

Cathy Robertson Kabanuk
Assistente Social, Professora
Norte da Califórnia, EUA

Texto original: https://www.revivalandreformation.org/?id=816
Tradução: Jeferson Quimelli/Pr Jobson Santos/Gisele Quimelli



SALMO 94 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS by Jeferson Quimelli
6 de maio de 2020, 0:50
Filed under: Sem categoria

443 palavras

O salmista apela ao Senhor como juiz, para impor a justiça a malfeitores arrogantes, aqueles que Lhe são desobedientes. Bíblia de Genebra.

Deus é santo e justo; por isso, os ímpios não prevalecerão. O salmista apela para que Deus aja e detenha o fluxo do mal. Bíblia de Estudo Andrews.

Justiça é um tema maior nos salmos. O salmista louva a Deus porque Ele é justo; ele Lhe suplica que intervenha e traga justiça onde existe opressão e maldade; ele condena o ímpio que confia em sua fortuna; ele exalta os justos para com os vizinhos. A justiça nos salmos é mais do que apenas honestidade. É intervenção ativa em benefício do desamparado, especialmente o pobre. Life Application Study Bible Kingsway.

Viúva … estrangeiro … órfãos. São as três classes que no oriente sempre estavam desamparadas por falta de parentes que lhes proporcionassem proteção, que fossem o “vingador” que exige justiça. A lei de Deus exige compaixão no seu cuidado (cf Tg 1.27). Bíblia Shedd.

O SENHOR não o vê. Os ímpios, em sua prosperidade, acreditam que Deus não se importa com o que fazem. Bíblia de Genebra.

11 conhece os pensamentos do homem. O Senhor conhece até mesmo os pensamentos secretos, ocultos no coração (Sl 90.8). Bíblia de Genebra.

12, 13 Feliz é a pessoa que aprende as instruções divinas e aceita Sua disciplina, pois isso a guardará dos maus caminhos. A disciplina pode ser dolorosa, mas ensina bons hábitos, ajuda a colocar ordem na liberdade e estabelece limites adequados. Bíblia de Estudo Andrews.

12 Agora percebe que é melhor ficar sob a disciplina de Deus, para depois entrar no descanso eterno (v.13), a ter a prosperidade material acima descrita que, longe de ser um sinal de estar fora do âmbito do castigo divino, é uma indicação de que o ímpio está caminhando para a sepultura eterna (13). Bíblia Shedd.

16 O salmo assume uma nota pessoal quando o autor se prepara para mencionar como Deus o livrou. Bíblia de Genebra.

17-19 Deus provê ajuda contra os malfeitores mas também dá vitória sobre o mal e provê conforto da ansiedade. Bíblia de Estudo Andrews.

17 no silêncio (NVI). Da morte. … Sem a ajuda de Deus, os ímpios teriam silenciado o salmista por colocá-lo na sepultura, mas agora é para os ímpios que a cova será cavada (cf. v. 13). Bíblia de Estudo NVI Vida.

20 trono corrupto (NVI). Centro de autoridade que será usado para a iniquidade. O autor fala da injustiça no próprio governo. Bíblia de Estudo NVI Vida.

trono da iniquidade (ARA). O trono de um rei que perverte a justiça. Todo rei de Israel tinha o dever de refletir o governo de Deus, particularmente a justiça e a compaixão divinas. Bíblia de Genebra.



SALMO 94 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
6 de maio de 2020, 0:45
Filed under: Sem categoria

“Bem-aventurado o homem, Senhor, a quem Tu repreendes, a quem ensinas a Tua lei” (v.12).

No capítulo vinte e quatro do evangelho segundo Mateus, Jesus apontou para dois momentos sobremodo difíceis para o povo de Deus: a destruição de Jerusalém e os dias que antecedem o Seu segundo advento. O primeiro, no ano 70 d.C., deixou uma marca profunda na história da igreja primitiva, mas não foi o fim para os que, atentos aos sinais dados por Cristo, reconheceram o momento de fugir “para os montes” (Mt.24:16). O segundo, pelo qual aguardamos, já começou a revelar os primeiros raios da esperança de seu breve cumprimento.

Como predito nas profecias de Daniel, o povo do Senhor também enfrentou um período de perseguição e martírio na Idade que foi marcada pela escuridão de leis arbitrárias. Mas as feridas e o sangue derramado se tornaram em sementes que deram muito fruto, reformando a mente e o coração de homens e mulheres que não temiam a morte por amor Àquele que não lhes negou a vida. Foram 1260 anos esmagando o povo de Deus e oprimindo a Sua herança (v.5), “tendo uma lei por pretexto” (v.20), como está escrito: “magoará os santos do Altíssimo e cuidará em mudar os tempos e a lei” (Dn.7:25).

“Se não fora o auxílio do Senhor” (v.17), não restaria um fiel adorador daquela leal geração de Deus. Com o mesmo empenho, mas superior ira, o inimigo das almas tem urdido sua trama a fim de trazer terror ao remanescente do tempo do fim. Contudo, “o Senhor não há de rejeitar o Seu povo, nem desamparar a Sua herança. Mas o juízo se converterá em justiça, e segui-la-ão todos os de coração reto” (v.14-15). Estamos perto, estamos muito perto da consumação de nossa bendita esperança! Mas os momentos que o antecedem serão marcados por “tempo de angústia, qual nunca houve” (Dn.12:1). “Muitos serão purificados, embranquecidos e provados; mas os perversos procederão perversamente, e nenhum deles entenderá, mas os sábios entenderão” (Dn.12:10).

Entendem, amados, que estamos vivendo dias solenemente considerados pelo Céu? Que o Senhor tem nos repreendido e ensinado para que tenhamos “descanso dos dias maus” (v.13)? Muitos estão preocupados com o estoque de comida física, enquanto negligenciam a comida espiritual. A inspiração nos revela que a nossa segura provisão deve ser a inteira confiança em Deus, “e Ele nos sustentará. Vi que nosso pão e nossa água serão certos nesse tempo… pois Deus é capaz de estender para nós uma mesa no deserto” (Eventos Finais, p.228).

O cenário está pronto para que, “tendo uma lei por pretexto” (v.20), os inimigos dos verdadeiros servos de Deus os persigam sem que haja mais expiação. Encerrada a obra de Cristo no lugar Santíssimo (Ap.16:17) e soltos “os quatro ventos da Terra” (Ap.7:1), haverá uma manifestação do mal com todos os seus efeitos. Mas, como vimos a poucos dias, a promessa do Senhor ao Seu povo selado é certa: “Caiam mil ao teu lado, e dez mil, à tua direita; tu não serás atingido… Ele me invocará, e Eu lhe responderei; na sua angústia Eu estarei com ele, livrá-lo-ei e o glorificarei” (Sl.91:7 e 15). Ajuntar-se-ão “contra a vida do justo” e condenarão “o sangue inocente” (v.21), mas o nosso Deus “aos Seus anjos dará ordens” a nosso respeito, para que nos guardem em todos os nossos caminhos (Sl.91:11). “Nos muitos cuidados que dentro” de nós “se multiplicam”, que as consolações do Senhor nos alegrem “a alma” (v.19), na certeza de que a nossa redenção se aproxima. Vigiemos e oremos!

Bom dia, fiel povo do advento!

* Deixe nos comentários o seu pedido de oração. #EuOroPorVocê

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus #Salmo94 #RPSP

Comentário em áudio: youtube.com/user/nanayuri100



SALMO 94 – COMENTARIO PR HEBER TOTH ARMÍ by Jeferson Quimelli
6 de maio de 2020, 0:40
Filed under: Sem categoria

SALMO 94 – Você já viu injustiça usurpar o lugar da justiça? Notou que muitas vezes a corrupção parece mais forte que a honestidade? Percebeu que a maldade parece ofuscar a bondade?

Estas perguntas incomodam a muitos, principalmente aos cristãos. Mentes pensantes questionam aos crentes sobre a existência ou o caráter de Deus devido a existência de fatos incontestáveis em nossa sociedade cruel.

Conforme o Comentário Bíblico Adventista, o Salmo…
• …recorre a Deus em busca de resposta ao problema do aparente triunfo dos perversos (vs. 1-7);
• …dirige-se a líderes corruptos que se vangloriam da aparente indiferença de Deus frente ao problema citado acima (vs. 8-11);
• …busca uma resposta definitiva da proteção de Deus para o justo e para o triunfo da justiça (vs. 12-23).

O mal será exterminado. Seu fim está chegando. O pecado não irá aprisionar a ninguém mais.

Apesar disso, “Deus não é arbitrário”, pois Ele avisa e “está disposto a perdoar a todos os que se achegam a Ele. Mas não pode tolerar o mal indefinitivamente. A própria natureza deste último é destruidora e está voltada contra a vida […]. Aquele que vive de ódio e violência provavelmente também morrerá dessa maneira […]. A vingança de Deus não é somente justa, mas também é compassiva. A perpetuação do pecado arruinaria a felicidade do Universo e acabaria destruindo-o” (Rosalie Haffener Lee).

Considere…
1. Deus dá aos orgulhosos, estúpidos e arrogantes o que eles merecem.
2. Os espertos e lisos na prática de crueldades podem não ser descobertos e pegos agora, mas isso não significa que nunca responderão perante Deus os seus crimes.
3. Aqueles que se infiltram dissimuladamente entre o povo de Deus para explorá-los e insultar negligenciando a atuação do Deus do povo logo serão surpreendidos.
4. Deus sabe as intensões do coração e os pensamentos dos que praticam atos desprezíveis.
5. Homens e mulheres que permitem que a Palavra de Deus os instrua e corrija terão paz em meio à maldade, sentirão a presença confortadora de Deus e ficarão tranquilos sabendo que logo Deus agirá neste mundo.
6. Enquanto o dia do juízo não chega, os conversos a Deus encontram ânimo e segurança no presente desafiador.
7. Nada poderá driblar a Deus nem vencer definitivamente aos que Lhe pertencem.

Compartilhe isto! – Heber Toth Armí.




%d blogueiros gostam disto: