Reavivados por Sua Palavra


SALMO 101 – ACESSE AQUI O POST DESEJADO by Jeferson Quimelli
13 de maio de 2020, 1:10
Filed under: Sem categoria

TEXTO BÍBLICO SALMO 101 – Leia a Bíblia antes

SALMO 101 – COMENTÁRIO BLOG MUNDIAL (Associação Geral)

COMENTÁRIOS SELECIONADOS

COM. TEXTO ROSANA GARCIA BARROS

COM. TEXTO PR. HEBER TOTH ARMÍ

COM. VÍDEO PR ADOLFO SUAREZ (link externo)

COM. VÍDEO PR EVANDRO FÁVERO (link externo)

VÍDEO PR WEVERTON CASTRO E EQUIPE (link externo)

COM. VÍDEO PR RONALDO DE OLIVEIRA(link externo)

COM. VÍDEO PR MICHELSON BORGES (link externo)

COM. VÍDEO PR VALDECI JÚNIOR (link externo)



SALMO 101 by Jeferson Quimelli
13 de maio de 2020, 0:55
Filed under: Sem categoria

Texto bíblico: https://pesquisa.biblia.com.br/pt-BR/NVI/sl/101

Davi começa este capítulo cantando louvores a Deus por Sua misericórdia e justiça.

Ele então decide se comportar com sabedoria e perfeição. Davi tem um claro entendimento de suas responsabilidades de modelar a integridade em todos os níveis em sua própria casa e governo como um exemplo para todo o seu povo. Ele entende que não pode tolerar o mal de nenhuma forma, seja corrupção, degradação, arrogância, fofoca, difamação ou deslealdade.Ele declara que se associará apenas àqueles que têm integridade na vida e nos propósitos pessoais e a servir sua casa e a nação com honra e fidelidade.

Se os líderes seguirem o exemplo de consagração de Davi, louvor a Deus e resolução de nunca tolerar o mal de nenhuma forma, a corrupção predominante e a destruição moral da sociedade serão grandemente reduzidas.

Nesta era em que a moral e os princípios são rotineiramente virados de cabeça para baixo, quando o mal não é apenas tolerado, mas celebrado, não devemos ser descarrilados pela rejeição popular das antigas palavras das Escrituras escritas por “homens do Oriente Médio, mortos a muito tempo”. Pelo contrário, essas palavras antigas são vivas, poderosas e afiadas como uma espada de dois gumes, dividindo-se entre uma cultura da vida ou outra de destruição. Escolhamos a vida.

Eileen VanTassel
Igreja Adventista do Sétimo Dia em Riverside,
Washougal, Washington EUA

 

Texto original: https://www.revivalandreformation.org/?id=825/

 

Comentário da Rodada anterior:

Muitos estudiosos da Bíblia descrevem este Salmo como um “juramento de posse.” Ele poderia ser intitulado “Posicione-se e aja!” Ele é dividido em três seções simples. A primeira, compreendida apenas pelo primeiro verso, é a introdução. As próximas seções indicam posicionamento e ação, indicando o padrão moral que um governante deveria defender e o que ele deveria praticar.

Ele aparentemente foi escrito com o propósito de fornecer ao rei de Israel um juramento para discursar ao assumir o cargo. Como o Salmo traz o nome de Davi, pode ser que ele o tenha escrito como um discurso para sua própria posse, mas é mais provável que ele o tenha escrito quando idoso, como um juramento para outros que iriam segui-lo como reis de Israel.

Você poderia se perguntar: “Que moral tinha Davi para escrever um juramento de posse? Ele não foi exatamente um modelo de líder!”

Pura verdade.
Certa vez, ouvi John Stott citar esta breve rima :

Os reis Davi e Salomão viveram como quiseram
E muitas, muitas esposas e concubinas tiveram
Mas quando a velhice os alcançou com muitas, muitas questões,
Salomão escreveu Provérbios e Davi, nos Salmos, os seus sermões! *

Então, pode ser que Davi tenha escrito este Salmo, no final de sua vida, para os futuros reis de Israel, ao meditar, em meio a seus pesares e arrependimentos, em seus erros como líder. Seja qual tenha sido a intenção, este juramento de posse vale a pena ser copiado e colocado à vista na parede do seu escritório, em sua mesa de trabalho ou na sua mesa de cabeceira.

Seguir o caminho da integridade (v.2), odiar o mal (v.3), afastar-se dos perversos, não envolver-se com o mal (v.4) ou com a mentira (v.7) são atributos de quem ama a verdade e a santidade, dons de Deus através da contemplação do que é Eterno. Fazer o bem são consequências de contemplar e amar a Deus, o bem personificado. Assim, teremos não só o prazer de fazer o bem ainda hoje, mas a satisfação de termos sido luz coerente a todos os que contemplarem toda a nossa vida.

Querido Deus,
Que pela Tua graça eu possa alcançar a sabedoria mesmo no início de minha vida, desviando os meus olhos, minhas mãos e meus pensamentos de todo mal. Que eu tenha prazer em Tua santidade e aborreça toda injustiça. Amém.

Randy Roberts
Loma Linda, Estados Unidos

 

* Poema original em inglês:
King David and King Solomon lived many, many lives
With many, many concubines and many, many wives
But when old age overtook them, with many, many qualms
King Solomon wrote the Proverbs and King David wrote the Psalms!

 

Texto original: https://reavivadosporsuapalavra.org/2017/02/09/salmo-101-2/,

Tradução: Jeferson Quimelli/Pr Jobson Santos/Gisele Quimelli



SALMO 101 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS by Jeferson Quimelli
13 de maio de 2020, 0:50
Filed under: Sem categoria

633 palavras

O Salmo 101 apresenta uma classificação condensada dos princípios que deveriam guiar um governante. Ele é de especial valor aos pais para “zelar pelas influências do lar” (CPPE, 119). Comentário Adventista, vol. 3, p. 962.

O rei promete ter uma vida irrepreensível, reinar com justiça, apoiar o povo fiel e eliminar os malfeitores. Ele express compromisso profundo com a justiça e a punição daqueles que fazem o mal, mesmo que em segredo (v. 5). Somente Cristo, o grande Filho de Davi, poderá afinal cumprir com perfeição todas essas promessas. Bíblia de Estudo Andrews.

1, 2 A vida do crente cantando a Deus, observando Sua Palavra e esperando Sua vinda final em glória. Bíblia Shedd.

1, 2a Celebração do governo de Deus, que o rei usa como modelo para o seu governo. Bíblia de Estudo NVI Vida.

a bondade e a justiça (ARA; NVI: “a lealdade e a justiça”). Duas das qualidades principais do governo de Deus (ver 6.4; 99.4 e notas). Bíblia de Estudo NVI Vida.

bondade. Do heb. chesed. Comentário Adventista, vol. 3, p. 962.

quando virás ao meu encontro? Oração urgente para Deus vir sustentá-lo no seu compromisso (v. 1Rs 3.7-9; ver tb. Sl 72). Bíblia de Estudo NVI Vida.

A oração é um desabafo de uma pessoa devota, que anseia cumprir sua decisão, o que será possível somente quando Deus se tornar pleno em sua vida. Davi desejava ardentemente o companheirismo com Deus. Comentário Adventista, vol. 3, p. 962.

2b-3a Em minha casa viverei de coração íntegro. Repudiarei todo o mal. O compromisso essencial. No modo de o AT explicar, a pessoa seguia os ditames do “coração” – o homem interior (ver nota 4.7) – e/ou as coisas que atraem os olhos (“repudiarei” é lit. “não colocarei diante dos olhos”) – as influências externas. Bíblia de Estudo NVI Vida.

Não porei coisa injusta diante dos meus olhos [“Coisa injusta”, literalmente “coisa de Belial”. Ver com de Dt 13:13]. Davi decidiu não olhar para o mal (ver 1Jo 2.16; cf 2Co 3:18) e que sua vida não imitaria o que ele visse. Somos em grande medida, o que contemplamos habitualmente [destaque acrescentado]. Comentário Adventista, vol. 3, p. 962.

Promessa de não se envolver com a idolatria (“coisa injusta” é uma referência a ídolos). Bíblia de Estudo Andrews.

Nada disso se me pegaráApesar de entrar em contato com o mal, a pessoa deve se separar dele imediatamente [destaque acrescentado]. Comentário Adventista, vol. 3, p. 962.

perverso. Do heb. ‘iqqesh, “torcido”, “pervertido” (ver Pv. 11:20). Neste ponto, o salmista deixa as decisões de natureza particular para as decisões que se referem à sua vida pública como governante. Comentário Adventista, vol. 3, p. 963.

Um coração perverso e uma língua mentirosa (cf. v.7) são, respectivamente, a raiz e o fruto (v. Pv 17.20). Bíblia de Estudo NVI Vida.

olhar altivo  e coração soberbo(ARA;NVI: “olhos arrogantes e coração orgulhoso”). A soberba [“orgulho”] é o âmago do pecado, fazendo o ser humano adorar a si mesmo, rejeitando, portanto, qualquer convite para se adorar a Deus. Bíblia Shedd.

Como rei, Davi decidiu não ter servos com as características acima. Comentário Adventista, vol. 3, p. 963.

o que anda em reto caminho, esse me servirá. Ver v. 2. Davi deseja que seus associados sejam como ele. eles seriam escolhidos pelo valor inato, não por nascimento ou talento privilegiado. Davi demandava dos outros o que exigia de si mesmo. Comentário Adventista, vol. 3, p. 963.

Além de expulsar o mal, é necessário reunir e organizar o bem. Bíblia Shedd.

Manhã após manhã. O mal não seria permitido. Seria destruído na primeira vez em que ocorresse. Comentário Adventista, vol. 3, p. 963.

É a prática enérgica dos preceitos que Deus, manhã a cada manhã, ensina aos Seus discípulos (Is 50.4)… . Bíblia Shedd.

Cidade do SENHOR. Jerusalém, a capital de Davi. Se a capital da nação fosse moralmente pura, o exemplo seria seguido pela nação. Sem dúvida, as grandes decisões deste salmo, se observadas, tornariam o rei digno do louvor de Davi, como manifestado em 2Sm 23:3 e 4.



SALMO 101 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
13 de maio de 2020, 0:45
Filed under: Sem categoria

“Os meus olhos procurarão os fiéis da Terra, para que habitem comigo; o que anda em reto caminho, esse me servirá” (v.6).

Modelo, segundo a definição do dicionário, significa “aquele que serve de objeto de imitação”. Este Salmo davídico apresenta uma série de ações que definem o modelo de um bom rei e a escolha sensata de seus servos. Seu coração anseia por viver sábia e fielmente diante de Deus e na companhia dos “fiéis da Terra” (v.6). Estabelecer um reino sobre o seguro fundamento da verdade e da justiça é seu principal objetivo.

Só houve no mundo um Modelo digno de imitação, cuja origem é eterna e perfeito o Seu caráter. Jesus Cristo, a Raiz de Davi, o Rei da Glória, declinou de Seu trono por 33 anos e meio a fim de servir àqueles que deveriam servi-Lo. “Portas a dentro” (v.2) de Sua casa em Nazaré, Sua conduta cheia de zelo até mesmo nos pequenos afazeres era um deleite para Seus pais e como uma harmoniosa melodia que Lhe iluminava o semblante. Cada pessoa que entrava em contato com Ele era impactada pelo contraste de Sua vida santa mesmo em face de Sua humanidade.

Diante do triste quadro do pecado e do fato de que as nossas obras não são suficientes para nos redimir, a nossa única saída está em imitar o excelente e incomparável Modelo. Foi com ousadia que Paulo escreveu: “Sede meus imitadores, como também eu sou de Cristo” (1Co.11:1). O testemunho do apóstolo dos gentios é uma tremenda evidência de que é possível atentar “sabiamente ao caminho da perfeição” (v.2). Provando que ser perfeito não significa nunca mais errar, e sim, nunca mais se curvar diante do erro. Desvendados os olhos para contemplar o esplendor das verdades que outrora eram apenas leis restritivas, Paulo enxergou a beleza do evangelho na pessoa de Jesus Cristo.

Necessitamos olhar para o Rei se queremos um dia habitar em Seu reino. Os Seus olhos estão a percorrer a Terra à procura de Seus servos fiéis. Pois não há de entrar em Sua casa “o que usa de fraude” (v.7), nem o “que às ocultas calunia o próximo”, e “que tem olhar altivo e coração soberbo” (v.5); “o que profere mentiras não permanecerá ante os [Seus] olhos” (v.7). Pois “a todos os mentirosos, a parte que lhes cabe será no lago que arde com fogo e enxofre, a saber, a segunda morte” (Ap.21:8). Mas aos de “coração sincero” (v.2), prometeu: “voltarei e vos receberei para Mim mesmo, para que, onde Eu estou, estejais vós também” (Jo.14:3).

“Oh! Quando virás ter comigo?” (v.2), tem sido o clamor de cada coração ansioso para encontrar-se com Deus e ser participante de Seu reino eterno. Ao sofrer em nosso lugar, Jesus nos deixou exemplo para seguirmos os Seus passos (1Pe.2:21). A nossa total submissão a Ele é o que revela a Quem pertencemos e para onde estamos indo. Que apegados à graça e misericórdia do Senhor, nossa vida seja a evidência que o mundo precisa de que há um Rei no Céu que Se fez servo e que em breve voltará “com poder e grande glória” (Lc.21:27). Jesus prometeu: “Eis que venho sem demora” (Ap.22:7). E Ele não mente! Vigiemos e oremos!

Bom dia, fiéis servos de Deus!

* Deixe nos comentários o seu pedido de oração. #EuOroPorVocê 

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus #Salmo101 #RPSP

Comentário em áudio: youtube.com/user/nanayuri100



SALMO 101 – COMENTÁRIO PR HEBER TOTH ARMÍ by Jeferson Quimelli
13 de maio de 2020, 0:40
Filed under: Sem categoria

SALMO 101 – O ego doentio devido ao vírus do pecado deve inclinar-se perante Deus, o Médico dos médicos, até morrer; a fim de renascer para uma nova vida pautada pela Palavra de Deus e voltada para as coisas espirituais.

É preciso humilhar-se para exaltar a Deus. É preciso abrir mão da vanglória para, então, dar glórias ao Deus que é o único digno de toda honra, todo louvor e adoração. É necessário diminuir-se para engrandecer ao Senhor. Quem assim proceder será grandemente recompensado.

Precisamos ser súditos do reino de Deus para que nosso futuro esteja garantido. O Salmo em apreço originalmente referia-se a Davi e depois foi provavelmente utilizado na entronização de outros reis em Israel. Contudo, Jesus é o Rei dos judeus e o nosso Rei, o qual se encaixa perfeitamente neste Salmo, melhor do que aplicando a qualquer outro rei.

Merrill F. Unger declara que neste Salmo “Davi fala como um profeta sobre o verdadeiro caráter do Rei [vs. 1-3], e Seu justo reinado [vs. 4-8]”. Embora Jesus seja o Rei por excelência, Seus súditos anseiam reproduzir Seu caráter em um mundo depravado.

1. A perfeição de caráter resulta de uma experiência profunda e íntima com Deus, quando a glória pessoal cede espaço para Deus (vs. 1-2);
2. Ser súdito do reino de Deus significa ser regido pela legislação divina, o que é nítido no caráter do servo de Deus contrastando com as atitudes dos ímpios:
a) Nosso lar é pautado pela piedade atraindo um clima celestial no ambiente familiar (v. 2);
b) Nosso procedimento será de aversão ao que Deus despreza, desejaremos distância do que é injusto e teremos nojo da corrupção (v. 3);
c) Nossa recusa à hipocrisia será emitida numa determinante declaração audível e pública (v. 4);
d) Nossa intolerância para com caluniadores, fofoqueiros, arrogantes e soberbos será nítida em palavras e atos (v. 5);
e) Nosso desejo pelo bem será notório na procura de boas companhias; homens e mulheres honestos e justos serão nossos alvos de amizades (v. 6);
f) Nossos desejos serão os desejos de Deus, crendo que só Ele poderá fazer justiça e limpar da Terra toda a falsidade e maldade (vs. 7-8).

Quem se converte ao Senhor não se curva ao torpor do pecado! Reavivemo-nos! – Heber Toth Armí.




%d blogueiros gostam disto: