Reavivados por Sua Palavra


SALMO 102 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS by Jeferson Quimelli
14 de maio de 2020, 0:40
Filed under: Sem categoria

696 palavras

O Salmo 102 é um dos mais tristes dentre os sete salmos penitenciais. Ele parece ser a oração do exílio, composta na terra de seu cativeiro. Em tom elegíaco [“”] conta sobre a dor, a tristeza, a perseguição e o desânimo. Além disso, mostra esperança no retorno do cativeiro e na restauração do espírito. … Nos últimos dias os cristãos expressarão suas provas e a certeza do consolo celestial em tempos de angústia, como nunca houve. Comentário Adventista, vol. 3, p. 964.

Trata-se de um lamento pessoal por uma catástrofe que assolou a nação. Pode se referir à destruição do templo e de Jerusalém em 586 a.C., quando o povo foi deportado para o exílio babilônico. O autor está desfalecido, principalmente por causa de um estresse emocional. Bíblia de Estudo Andrews.

Arrependimento e esperança [título]. Este título é incomum porque menciona não uma ocasião histórica específica, mas a situação (de aflição) em que o salmo encontra uso apropriado. Bíblia de Genebra.

O subtítulo “Oração do aflito que, desfalecido, derrama seu queixume perante o SENHOR” é único nos Salmos. Ele caracteriza o salmo e designa o propósito pelo qual foi composto. Comentário Adventista, vol. 3, p. 964.

Uma oração angustiosa apresentada a Deus em oração. Bíblia Shedd.

Não me ocultes o rosto. O salmista se admirava de Deus ter retirado a Sua amizade. Ele sabia que se tratava de um sinal da indignação de Deus, visto que Ele havia prometido estar com Seu obediente povo da aliança. Bíblia de Genebra

4 A erva carpida logo fenece por não receber mais a seiva da vida. Bíblia Shedd.

Os meus ossos já se apegam à pele. O sofrimento do salmista era não somente espiritual e psicológico, mas físico também. Bíblia de Genebra.

Sou como o pelicano no deserto. …o pelicano é um símbolo apropriado de absoluta solidão e melancolia. Comentário Adventista, vol. 3, p. 964.

8 Pior do que ficar sem amigos, é ser o alvo constante de inimigos ferozes. Bíblia Shedd.

Por pão tenho comido cinza. Na profunda angústia, a iguaria mais gostosa não tem paladar do que a cinza. Bíblia Shedd.

11 Como a sombra que declina. Uma impressionante imagem da aproximação da morte (ver Jó 14:2).Comentário Adventista, vol. 3, p. 964.

12 Tu, porém, SENHOR, permaneces para sempre. Deus não muda, por isso Suas promessas são certas, a despeito de Sua negligência aparente ao sofrimento do salmista. Comentário Adventista, vol. 3, p. 965.

14 Porque os Teus servos amam até as pedras de Sião. Os exilados amavam tão profundamente a Sião que apreciavam contemplar as pedras empilhadas e o pó do que um dia fora a gloriosa cidade de Jerusalém (ver Ne 4:2, 10; Sl 79:1). Há um toque de nostalgia na ideia deste verso. Até mesmo as ruínas do lar de infância eram valiosas para eles. Comentário Adventista, vol. 3, p. 965.

15 Todas as nações temerão o nome do SENHOR. De acordo com o plano de Deus, a Sião restaurada constituiria um povo, cumprindo assim o destino na escolha de Israel. Atividades missionárias converteriam muitos dos pagãos e a prosperidade do novo estado atrairia muitas nações. Infelizmente Israel falhou. Se tivessem sido fiéis, toda a Terra teria sido preparada para a primeira vinda de Cristo (PR, 703, 704; ver também vol. 4, p. 26-30). Comentário Adventista, vol. 3, p. 965.

19 Referência clara ao santuário celestial, onde o Senhor reina, pois naquela época, o primeiro templo (o de Salomão) estava em ruínas. Bíblia de Estudo Andrews.

20 prisioneiros … os condenados à morte. Podem ser os prisioneiros de guerra, mas mais provavelmente os exilados na Babilônia (v. 79.11 e nota). Bíblia de Estudo NVI Vida.

21 O povo de Deus é salvo para servir de missionário (1Pe 2.9; Ef 2.10). Bíblia Shedd.

24 Tu, cujos anos se estendem. Deus, que é isento das fraquezas da carne, tem compaixão das nossas angústias, como seres mortais. Bíblia Shedd.

25 Em tempos remotos, lançaste os fundamentos da Terra; e os Céus são obra das Tuas mãos. Ver Gn 1:1. Os v. 25 a 27 são citados em Hebreus 1:10 a 12 como direcionados a Cristo. O escritor da epístola [carta] aos Hebreus comprova que Cristo, como Filho de Deus, também ocupa um lugar de preeminência acima dos anjos. Eis a prova, também, da posição de Cristo como criador. Comentário Adventista, vol. 3, p. 965.

28 Porque o Senhor não muda (cf. v. 27), o futuro de Israel está seguro (ver Ml 3.6). Bíblia de Estudo NVI Vida.


Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.



%d blogueiros gostam disto: