Reavivados por Sua Palavra


Atos 11 by Jobson Santos
5 de maio de 2018, 1:00
Filed under: Atos, Sem categoria
Texto bíblico: http://biblia.com.br/novaversaointernacional/atos/atos-capitulo-11/   

Comentário devocional:

Em Atos 11 somos lembrados do poder de um testemunho pessoal, apenas dois capítulos depois da poderosa história da conversão de Paulo, em Atos 9. Este capítulo começa com o retorno de Pedro a Jerusalém, onde ele foi imediatamente denunciado pelos companheiros judeus por comer com Cornélio , um gentio. Em vez de discutir, Pedro simplesmente explica detalhadamente sua visão sobre as carnes impuras (Atos 10). Ele concluiu dizendo aos “apóstolos e outros irmãos” reunidos que Jesus queria que o Espírito Santo fosse concedido aos gentios assim como havia sido concedido aos judeus.

Os corações irritados então se acalmaram. Os ouvintes rapidamente abandonaram seus preconceitos de longa data contra os gentios e “não apresentaram mais objeções e louvaram a Deus, dizendo: ‘Então, Deus concedeu arrependimento para a vida até mesmo aos gentios!’”(verso 18). Esse é o poder do testemunho pessoal!

“Querido Deus, eu posso não ter uma experiência como a que Pedro teve para compartilhar, mas compreendo o poder dos testemunhos pessoais. Ensina-me a partilhar a minha experiência de forma mais eficaz de tal modo que os ouvintes Te glorifiquem, dizendo: ‘Deus concedeu a [o nome de alguém que você deseje ver convertido] o arrependimento para a vida!’ Amém “.

Andrew McChesney
Editor da Adventist Mission
Conferência Geral da IASD

Texto original: https://www.revivalandreformation.org/?id=1275   
Equipe de tradução: Pr Jobson Santos/Gisele Quimelli/Jeferson Quimelli
Comentário em áudio Pr. Valdeci: http://vod.novotempo.org.br/mp3/ReavivadosA/Reavivados05-05-2018.mp3

Acompanhe também o projeto https://credeemseusprofetas.org/  

Leitura para esta semana: O Desejado de Todas as Nações, Cap. 30



ATOS 11 – VÍDEO COMENTÁRIO PR. ADOLFO SUÁREZ by Maria Eduarda
5 de maio de 2018, 0:55
Filed under: Sem categoria


ATOS 11 – COMENTÁRIO PR HEBER TOTH ARMÍ by jquimelli
5 de maio de 2018, 0:45
Filed under: Sem categoria
ATOS 11 – O crescimento individual e coletivo é fundamental no cristianismo.
 
Jesus intentou transformar Judas, mas Judas não deu a devida permissão. Assim, também, muitos não permitem que Jesus limpe absolutamente sua vida das imundícias do pecado e restaure as degradações causadas pelo maligno. Para Jesus não existe caso perdido a não ser que a pessoa Lhe negue.
 
A condição de Pedro era pior que a de Judas. “Pedro, impetuoso, precipitado e cheio de confiança própria, aparentemente esteve em situação mais desvantajosa do que Judas. Foi mais vezes censurado pelo Salvador. Mas que vida de atividade e sacrifício foi a sua! Que testemunho deu do poder e da graça de Deus!” (Ellen G. White).
 
Nessa altura, ainda Pedro estava em processo de transformação. Ainda precisava ser moldado em muitas áreas por Jesus. Assim como Pedro tinha pensamentos errôneos sobre os propósitos de Deus, a igreja de sua época também tinha.
 
• E, quanto à Igreja de nossa época?
 
Ao começarem a compreender que tanto judeus quanto gentios são pecadores e carecem da mesma graça e plano de salvação, a Igreja cresceu e avançou. Observe o esboço proposto por Warren W. Wiersbe. A Igreja de Jerusalém…
 
1. …aceita os gentios (vs. 1-18);
2. …encoraja os gentios (vs. 19-26);
3. …recebe ajuda dos gentios (vs. 27-30).
 
Observe atentamente:
 
A palavra “Cristo” no grego não é outra coisa que a tradução da palavra hebraica “Messias”, o Ungido. “Foi em Antioquia que Seus adeptos receberam pela primeira vez o nome de ‘cristãos’, ou seja, de ‘messianistas’ (11:26)” (Oscar Cullman).
 
• A igreja primitiva amadurecia!
• Como está nossa igreja?
 
Steven Sheeley observou que, “a conversão de Cornélio foi o episódio que coroou a missão de Pedro aos judeus. Seu envolvimento na eliminação da última barreira para a expansão mundial do evangelho não foi coincidência. Nenhum outro líder impunha o mesmo respeito que Pedro; seu testemunho era inquestionável. As palavras de Pedro dão um bom resumo dessa passagem vital: ‘Quem era eu para que pudesse resistir a Deus? (11:17). A mensagem de Lucas é que ninguém pode opor-se a Deus ou à difusão do seu evangelho. Agora estava montado o palco para o trabalho de Paulo, que levaria o evangelho para além das fronteiras da Palestina”.
 
Avancemos no reavivamento, é plano divino! – Heber Toth Armí.


ATOS 11 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
5 de maio de 2018, 0:30
Filed under: Sem categoria

… Em Antioquia, foram os discípulos, pela primeira vez, chamados cristãos” (v.26).


Aquele que negara a Cristo três vezes, declarou amá-Lo três vezes e recebeu a mesma visão três vezes, em seu primeiro sermão, levou quase três mil pessoas ao batismo. Pedro foi especialmente dotado pelo Espírito Santo, como se três vezes mais. Seu amor a Jesus e desejo de fazer a vontade de Deus era admirável e incontestável. Ao ser arguido quanto ao que realizara em Cesareia, prontamente fez uma exposição de tudo o que tinha acontecido. E se ainda restava alguma dúvida quanto ao significado da visão de Pedro, o capítulo de hoje o deixou bem claro.

Estava na hora de atravessar as fronteiras de Israel e adentrar em territórios longínquos. Todo o mundo antigo precisava saber que o único Deus verdadeiro “deu o Seu Filho unigênito, para que todo o que nEle crê não pereça, mas tenha a vida eterna” (Jo 3:16). A humanidade é o alvo do mais puro e terno amor de Deus. O conhecimento de Jesus Cristo é o maior tesouro que o homem pode adquirir. Nada mais há que seja capaz de encher o nosso coração com a felicidade que só em Jesus conquistamos. É esta a excelente obra que o Espírito Santo realiza em nós: Ele glorifica a Cristo em nossa vida (Jo 16:14).

Foi esta a alegria que Ele colocou na vida de Cornélio e de toda a sua casa. Foi este o regozijo que impulsionou a igreja a glorificar a Deus e a concluir: “Logo, também aos gentios foi por Deus concedido o arrependimento para vida” (v.18). A dispersão da igreja devido à “tribulação que sobreveio a Estêvão” (v.19) causou-lhes de início uma angústia sem par, mas Deus a usou para espalhar a Sua Palavra. Ainda sem muito compreender que não deveria haver mais distinção entre  judeus e gentios, os dispersos pregavam somente aos judeus, mas “falavam também aos gregos” (v.20). E “a mão do Senhor estava com eles, e muitos, crendo, se converteram ao Senhor” (v.21).

Barnabé e Saulo foram em Antioquia testemunhas do poder do Espírito Santo. Ao ver que naquela cidade já se formara uma comunidade de fiéis, Barnabé “alegrou-se e exortava a todos a que, com firmeza de coração, permanecessem no Senhor” (v.23). É por demais relevante a exortação daquele servo de Deus. Jesus mesmo afirmou: “Aquele, porém, que perseverar até o fim, esse será salvo” (Mt 24:13). A perseverança é um atributo indispensável na vida do cristão. Por não perseverar, muitos têm abandonado a fé e retornado às suas práticas antigas. É por isso que a caminhada cristã requer a companhia constante do Único capaz de nos erguer de nossas quedas. Olhar para Jesus, fixar os olhos nEle, fazer dEle nossa muralha de bronze, é a nossa única segurança.

Pelo testemunho de um “homem bom, cheio do Espírito Santo e de fé” (v.24), pela primeira vez, os discípulos foram chamados de cristãos. Muitos de nós temos sustentado este título como se fosse algo comum. Mas é tão solene e tão sério que o seu mau emprego é equivalente à maldição de Ananias e Safira e de Simão, o mágico. Eles se diziam seguidores do Caminho, quando na verdade serviam a outro senhor. Ser cristão não é simplesmente dizer que acredita em Jesus, porque “até os demônios creem e tremem” (Tg 2:19). Ser cristão é ter Cristo refletido na vida. Jesus viveu neste mundo e nos deixou exemplo da perfeita obediência ao Pai. Quando entendermos que a obediência à Palavra de Deus não é tirania e sim proteção, seremos verdadeiramente felizes (Leia Sl 1:1-2).

Ao obterem conhecimento da fome que sobreviria a seus irmãos, logo os discípulos se mobilizaram para ajudá-los. Não foi preciso apelar para que um e outro fosse tocado a ajudar, mas “cada um conforme as suas posses” (v.29), se voluntariou a socorrer seus amados irmãos. Nenhuma de nossas obras, amados, têm poder de nos salvar, mas ninguém que foi salvo por Jesus pode sustentar uma fé sem obras, porque “a fé sem obras é morta” (Tg 2:26). Permita que o Espírito Santo faça a maior obra de todas em seu coração e Jesus, glorificado em sua vida, irá Se manifestar em obras de propósitos eternos.

Feliz sábado, cristãos!

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus
#Atos11
#RPSP



ATOS 11 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS by jquimelli
5 de maio de 2018, 0:20
Filed under: Sem categoria

620 palavras

1-18 A repetição em substância da narrativa da conversão de Cornélio revela a importância que a admissão dos gentios à plena comunhão da Igreja tinha para Lucas e a Igreja primitiva. Bíblia Shedd.

Na Judeia. Ou, “por toda a Judeia”. O contexto indica que, enquanto Pedro ficou em Cesareia, a notícia de seu contato com Cornélio se espalhou bastante, provavelmente primeiro para Jope e Lida e depois para Jerusalém. Comentário Bíblico Adventista do Sétimo Dia, vol. 6, p. 262.

Os gentios. A nova situação deve ter sido um choque para a igreja de Jerusalém. Foi a primeira vez que gentios incircuncisos foram batizados e aceitos como povo de Deus. CBASD, vol. 6, p. 262.

Os … da circuncisão. Os crentes judaicos que se opuseram à admissão de gentios incircuncisos na Igreja, logo se constituíram num partido da circuncisão ou judaizantes. Bíblia Shedd.

… cuja influência causava divisão aberta dentro das congregações. CBASD, vol. 6, p. 262.

Arguiram. Do gr. diakrinõ, “separar”, “duvidar”, “discriminar”, “opor-se” ou “contender”.  Neste caso, significa que eles se separaram de Pedro de maneira hostil, opondo-se a ele e discutindo. Os interlocutores insistiam que as diferenças entre judeus e gentios permaneciam, e os cristãos deviam aceitar a comunhão só dos prosélitos do judaísmo que obedeciam à lei cerimonial. O fato de Pedro ser abertamente contestado demonstra que ele não era considerado o cabeça da igreja, nem “chefe dos apóstolos”, muito menos infalível. CBASD, vol. 6, p. 262.

12 seis irmãos. Juntos com Pedro, seriam um total de sete testemunhas que, no conceito da época, garantiria a veracidade de um relatório (cf Ap 5.1). Bíblia Shedd.

16 batizados com o Espírito Santo.Os judeus interpretavam exclusivamente como promessa a Israel. No derramar o Espírito Santo sobre os gentios, Deus mesmo tinha incluído a todos os homens. Bíblia Shedd.

17 opor-me a Deus. Os crentes judeus viram-se obrigados a reconhecer que Deus salvaria os gentios da mesma forma que os judeus. Mediante a atuação divina, não por escolha humana, a porta estava sendo aberta aos gentios. Bíblia de Estudo NVI Vida.

18 arrependimento para a vida. Mudança de atitude que nos volta contra o pecado e em direção a Deus, resultando na vida eterna. Bíblia de Estudo NVI Vida.

19 os que foram dispersos. … se espalharam. Perseguição resulta em avanço. Bíblia Shedd.

Antioquia. No rio Orontes ao norte da Síria; era a terceira cidade do Império com cerca de 500.000 habitantes. Este velho baluarte do judaísmo se tornou centro do avanço da igreja gentia. Bíblia Shedd.

Ficava 24 km afastada do litoral, no canto nordeste do Mediterrâneo. Aqui se localizava a primeira igreja constituída na maior parte de gentios, sendo que dela partiram as três viagens missionárias de Paulo (13.1-4; 15.40; 18.23). Bíblia de Estudo NVI Vida.

Fenícia. O moderno Líbano. Bíblia Shedd.

Chipre. Paulo e Barnabé evidentemente não foram os primeiros missionários em Chipre (13.4-12). Bíblia Shedd.

20 até Antioquia. É de notar que os fundadores das Igrejas de Roma e Antioquia eram leigos.Bíblia Shedd.

helenistas. Judeus de fala grega. Andrews Study Bible.

26 cristãos. A palavra “cristão” ocorre três vezes no Novo Testamento: aqui, em 26.28 e em 1Pe 4.16. Bíblia de Genebra.

Esse título, quer adotado pelos crentes, quer inventados por inimigos como termo de censura, é título bem achado para os que “pertencem a Cristo” (significado do termo). Bíblia de Estudo NVI Vida.

27 profetas. A primeira menção do dom de profecia em Atos. Os profetas pregam, exortam, explicam ou, como neste caso, predizem (v. 13.1; 15:32; 19.6; 21.9, 10; Rm 12.6; 1Co 12.10; 13.2, 8; 14.3, 6, 29-37; v tb notas em Jo 3.2;Zc 1.1; Ef 4.11). Bíblia de Estudo NVI Vida.

28 Ágabo. Posteriormente, prediz a prisão de Paulo (21.20). Em Atos, os profetas estão ocupados em prenunciar (v 27; 21.9, 10) tanto quanto em anunciar (15.32). Bíblia de Estudo NVI Vida.

grande fome … nos dias de Cláudio. Reinou de 41-48 d.C. A fome veio entre 44-48, sendo 46 a data indicada. Bíblia Shedd.

Todo o mundo. Refere-se ao Império romano. Bíblia Shedd.



ATOS 11 – VÍDEO COMENTÁRIO PR RONALDO DE OLIVEIRA by jquimelli
5 de maio de 2018, 0:10
Filed under: Sem categoria




%d blogueiros gostam disto: