Reavivados por Sua Palavra


JOÃO 5 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
8 de abril de 2018, 0:30
Filed under: Sem categoria


“Examinais as Escrituras, porque julgais ter nelas a vida eterna, e são elas mesmas que testificam de Mim” (v.39).


Perguntar “Queres ser curado?” (v.6) para quem jazia “enfermo havia trinta e oito anos” (v.5) e que estava junto ao tanque de Betesda, poderia soar aos ouvidos daquele homem como a pergunta mais estranha que alguém já lhe tinha feito. Mas o interessante é que a sua resposta não foi um sonoro “É tudo o que eu mais quero!“, e sim “Senhor, eu não tenho ninguém por mim“. Aquele homem não tinha ninguém com quem pudesse contar. Ninguém que tivesse compaixão de sua situação. Contudo, de “uma multidão de enfermos, cegos, coxos, paralíticos” (v.3), Jesus foi ao encontro dele não apenas para curá-lo, mas para lhe afirmar que ele não estava só.

Carregar o próprio leito em dia de sábado era uma violação não da Lei de Deus, mas da tradição dos anciãos. O absurdo rigor com que os líderes religiosos impunham sobre aquele dia havia transformado “o sábado do Senhor” (Êx 20:9) no pior dia da semana. O povo andava pesaroso sob a pressão de estarem sendo observados pelos exigentes escribas e fariseus. Seus corações eram tão obstinados, que não se comoveram ao ver andar um homem que há trinta e oito anos padecia sobre um leito. Suas próprias regras sabáticas, que diziam observar para a glória de Deus, os tornou insensíveis ao sofrimento alheio e os fez autores de um “sábado” peculiar.  Jesus, portanto, em momento algum, violou o sábado do Senhor, mas o sábado dos judeus.

A missão de Jesus consistia em revelar o caráter e a vontade do Pai em tudo o que falava e fazia. Sua satisfação estava em fazer a vontade dAquele “que O enviou” (v.23). Ele poderia simplesmente ter vindo a este mundo para morrer pela humanidade e pronto, mas escolheu habitar entre nós e nos deixar exemplo “a fim de que todos honrem o Filho do modo por que honram o Pai” (v.23). O Seu “juízo é justo” (v.30), pois que não procurava a Sua própria vontade, e sim a vontade de Deus. Não Se fez semelhante aos judeus para agradá-los, mas lhes mostrou a verdadeira essência da Lei de Deus: o amor. Pois “o amor não pratica o mal contra o próximo; de sorte que o cumprimento da lei é o amor” (Rm 13:10).

Os judeus, especialmente seus líderes, examinavam as Escrituras porque julgavam “ter nelas a vida eterna” (v.39), no entanto, não reconheceram Aquele sobre quem elas testificam. Todo o Antigo Testamento, principalmente os cinco primeiros livros eram “as Escrituras” nos tempos de Cristo. Desde Gênesis (Gn 3:15), a Bíblia anuncia a vitória de Jesus sobre o reino das trevas. A experiência de Abraão no monte Moriá, os escritos de Moisés, a trajetória de Israel, os símbolos do santuário, os cantares do Noivo, as profecias messiânicas, todo o Antigo Testamento aponta para Cristo na certeza de que Ele é, sempre foi e sempre será o Centro de toda a Bíblia.

Cuidado, amados! Uma religião baseada em exaltação própria e elogios não corresponde à “religião pura e sem mácula, para com o nosso Deus e Pai” (Tg 1:27, Leia!). Pois, “como podeis crer, vós os que aceitais glória uns dos outros e, contudo, não procurais a glória que vem do Deus único?” (v.44). Aquele que aceita “glória que vem dos homens” (v.41) não tem “o amor de Deus” (v.42). Porque “nisto consiste o amor: não em que nós tenhamos amado a Deus, mas em que Ele nos amou e enviou o Seu Filho como propiciação pelos nossos pecados” (1Jo 4:10). Que a base de nossa fé esteja firmada em “toda a Escritura” (2Tm 3:16) e que através de um diário exame sincero da Bíblia, “o amor de Deus [seja] derramado em nosso coração pelo Espírito Santo, que nos foi outorgado” (Rm 5:5).

Feliz semana, transformados pelo amor de Deus!

Desafio do dia: Telefone para sua dupla de oração e juntos orem pelos cinco amigos de cada um de vocês; peça a Deus para ajudá-los a fazer o que for necessário para salvar os perdidos.

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus
#João5
#RPSP


Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: