Reavivados por Sua Palavra


SALMO 79 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS by jquimelli
18 de janeiro de 2017, 0:50
Filed under: Sem categoria

O Salmo 79 é uma elegia sobre a desolação de Jerusalém na época do cativeiro babilônico (ver Sl 74). Começa com  a descrição de Jerusalém em ruínas e de seus habitantes mortos à espada, segue com a oração por livramento e para que os invasores sejam punidos. Finalmente, termina com uma canção de louvor e promessa de gratidão eterna. Embora tenha estrofes de métrica irregular, este salmo tem muita fluidez de pensamento. Era um dos favoritos dos huguenotes franceses e dos puritanos ingleses. CBASD, vol. 3, p. 919.

1 Profanaram. Ao entrar no templo, roubar suas sagradas mobílias, demolir seus adornos e atear fogo, os babilônios profanaram o templo (ver 2Cr 36:17, 18; Jr 52:17-23; cf.Sl 74:4-7). CBASD, vol. 3, p. 919.

cibo (ARA; NVI: “alimento”).

Cadáveres. Este versículo descreve a horrível mortandade quando Jerusalém foi tomada pelos caldeus. Os mortos insepultos serviram de alimento para animais selvagens e abutres (ver 2Cr 36:17; cf. Dt 28:26; Jr 7:33; 8:2; 9:22; etc.). CBASD, vol. 3, p. 920.

Derrama. Ver a notável semelhança entre os v. 6 e 7 e Jeremias 10:25. CBASD, vol. 3, p. 920.

De acordo com o Antigo Testamento, a ira e o juízo de Deus muitas vezes caíam sobre nações inteiras por causa dos pecados das pessoas dessas nações. Aqui Asafe pediu juízo sobre reinos que se recusavam a reconhecer a autoridade de Deus. Ironicamente, a própria nação de Judá, de Asafe, estava sendo julgada por Deus por se recusar a fazer isso mesmo (2Cr 36: 14-20). Essas eram pessoas que haviam jurado lealdade a Deus, mas agora o estavam rejeitando. Isso tornou seu julgamento ainda pior. Life Application Study Bible Kingsway.

Glória do Teu nome. Pede-se a Deus que ajude Israel, não por amor deste, pois não é digno, mas pela glória divina (ver Êx 32:12). CBASD, vol. 3, p. 920.

10 Por que diriam as nações: Onde está o seu Deus? Na antiguidade, a vitória sobre uma nação estrangeira era considerada triunfo sobre seus deuses. O salmista clama pela vindicação do poder de Deus. Moisés fez uma súplica similar pelo menos em duas ocasiões (Êx 32:12; Nm 14:13-19). CBASD, vol. 3, p. 920.

No final, a glória de Deus será evidente para todas as pessoas, mas, enquanto isso, devemos suportar o sofrimento com paciência e permitir que através dele Deus fortaleça o nosso caráter . Por razões que desconhecemos, as pessoas pagãs são freqüentemente permitidas a zombar dos crentes. Devemos estar preparados para críticas, piadas e comentários indecentes, porque Deus não nos coloca além dos ataques dos escarnecedores. Life Application Study Bible Kingsway.

12 Retribui, SENHOR, aos nossos vizinhos, sete vezes mais o opróbrio com que Te vituperaram (ARA; NVI: “Retribui sete vezes mais aos nossos vizinhos as afrontas com que Te insultaram, Senhor!”).

Vizinhos. As nações vizinhas a Israel, que se alegraram com sua desgraça em vez de tentar ajudá-lo contra o invasor (ver com. do v. 4; cf. Sl 44:13; Dn 9:16). CBASD, vol. 3, p. 920.

13 Proclamaremos. Por sua localização geográfica privilegiada, Israel devia ser a luz do mundo (ver Is 43:21). CBASD, vol. 3, p. 920.

De geração em geração. Num hino de louvor, o poeta promete transmitir às gerações futuras o relato da misericórdia divina. CBASD, vol. 3, p. 920.

Anúncios

Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: