Reavivados por Sua Palavra


Levítico 1 – Comentários selecionados by jquimelli
10 de outubro de 2015, 14:47
Filed under: Sem categoria

1:1 – 7:38 Esses capítulos provem instruções para a adoração do Senhor através de sacrifícios oferecido no santuário/tabernáculo israelita. Andrews Study Bible.

1-2 Os sacrifícios em Israel envolviam a oferta de animais domésticos selecionados, cereais, azeite e vinho. Todos esses produtos simbolizavam o adorador israelita que, através dos atos de sacrifício, dava-se de volta a Deus de alguma maneira. Em cada sacrifício animal, o adorador colocava a sua mão sobre a cabeça da vítima, identificando-se desta forma com o animal, como que dizendo: “Este animal me representa”. Bíblia de Genebra.

Tenda do Encontro (NVI; ARA: tenda da congregação). O tabernáculo, em que Deus Se encontrava com Israel. Bíblia de Estudo NVI Vida.

3 holocausto. Heb ‘olah, cujo significado básico é de fazer subir em fumaça. Bíblia de Genebra.

Era em geral um cordeiro ou um cabrito (para o indivíduo mediano), mas novilhos (para os ricos) e pombos (para os pobres) também eram especificados.  … O holocausto devia ser totalmente queimado … (holo significa “inteiro”, e caust significa “queimado”). Quando um novilho era oferecido, no entanto, o sacerdote ofertante podia ficar com o couro para si mesmo (7.8). … Seu nome em hebraico significa “subindo”, talvez simbolizando a adoração e a oração ao subir o seu aroma ao Senhor (v. 17).  Bíblia de Estudo NVI Vida.

O macho sem defeito, v. 3, representa Cristo na Sua perfeição (Hb 9.14; 1Pe 1.19). Bíblia de Genebra.

9, 13, 17 aroma agradável ao Senhor. É um modo de expressar que Deus aceitou o sacrifício por causa da atitude do povo. Life Application Study Bible.

Os sacrifícios do AT prenunciavam Cristo, que foi “sacrifício de aroma agradável” (Ef 5.2; cf. Fp 4.18). Bíblia de Estudo NVI Vida.



Hoje começamos a ler Levítico! by jquimelli
10 de outubro de 2015, 2:00
Filed under: Sem categoria



A IMPORTÂNCIA DE ESTUDAR LEVÍTICO by jquimelli
10 de outubro de 2015, 1:30
Filed under: Sem categoria

Levítico é um pré-evangelho e deve encontrar um amplo lugar de estudo na vida de todos que querem seguir o Cordeiro por toda a jornada espiritual. …
Levítico ocupa posição central entre os cinco livros de Moisés, com Gênesis e Êxodo de um lado e Números e Deuteronômio, de outro. …
É o embrião do evangelho e, a partir dele, o Novo Testamento pode ser melhor compreendido; sem ele, parte dos evangelhos e das epístolas permaneceriam na obscuridade …

Paulo examinou profundamente esse livro quando escreveu Hebreus e discutiu as doutrinas da fé cristã. Subentende-se que o Israel espiritual, hoje, não pode negligenciar esse livro. Se a verdadeira doutrina da expiação, do Dia da Expiação, da purificação do santuário, de Jesus como nosso sumo sacerdote e advogado ministrando no santuário celestial, do julgamento e do breve retorno de Cristo, da lei e do sábado em seu verdadeiro contexto- deve ser dada ao mundo, então deve-se dar a Levítico o lugar correto na moldura das verdades a serem anunciadas. …

Israel … desvirtuou completamente o plano de Deus. Ao invés de ver na morte sacrifical de animais uma evidência da excessiva malignidade do pecado e da necessidade de não praticá-lo, começou a considerar os sacrifícios como uma espécie de pagamento pelo “privilégio” de pecar. Por essa razão, Deus mandou mensagens através de Seus profetas. Foi por isso que Deus não desejava mais aqueles sacrifícios: “De que Me serve a Mim a multidão de vossos sacrifícios? – Diz o Senhor. Estou farto dos holocaustos de carneiros e da gordura de animais cevados e não me agrado do sangue de novilhos, nem de cordeiros, nem de bodes” (Is 1:11)…E, então, Ele responde Suas próprias perguntas: “Ele te declarou, ó homem, o que é bom e que é o que o Senhor pede de Ti: que pratiques a justiça, e ames a misericórdia, e andes humildemente com o teu Deus” (Mq 6:6-8). Essa é a boa doutrina do Antigo Testamento e a boa doutrina do Novo Testamento. Desse modo, muitas lições preciosas podem ser aprendidas do ritual conforme foi originalmente ordenado. Um estudo de Levítico retribuirá amplamente o tempo que se gastar com ele. CBASD – Comentário Bíblico Adventista do Sétimo Dia, vol. 1, p. 748 – 750.

Título
O nome “Levitico”, que se refere ao levitas, deriva do título do livro na tradução da Septuaginta Grega. O livro diz pouco a respeito da tribo levita em si, mas a maior parte do livro diz respeito aos sacerdotes descendentes de Aarão, que pertencia a esta tribo. O título hebraico do livro é a sua primeira palavra, Wayikra, “Então Ele [o SENHOR] chamou” (1:1). Isto é apropriado, porque “Então” (ou “E” ou “Agora”) indica que o livro continua a história do Êxodo, e “chamou” concorda com o fato de que registra mais falas divinas do que qualquer outro livro da Bíblia (Andrews Study Bible).

Muitos cristãos, por causa disso [o nome do livro] imaginam que Levítico é uma espécie de Manual técnico que fornecia orientação aos sacerdotes antigos sobre os detalhes de cerimônias que não são mais observadas pelo povo de Deus; em resultado disso, o livro de Levítico é a parte menos apreciada do Pentateuco. Na realidade, porém, sua mensagem era originalmente dirigida a todos os crentes (Lv. 1.2), e suas verdades continuam revestidas de significação primária para o povo de Deus. Pois o livro de Levítico constitui a primeira revelação detalhada acerca do vigoroso tema do Grande Livro como um todo, a saber, do modo pelo qual Deus restaura a Si mesmo homens perdidos. Tanto a atividade redentora de Deus como a resposta da apropriação que se espera da parte do homem são sumariadas no versículo chave, “Ser-Me-eis santos, porque Eu, o Senhor, sou santo, e separei-vos dos povos, para serdes meus” (20.26) (Bíblia Shedd).

O sistema sacrifical e seu significado no Novo Testamento
De acordo com o Novo Testamento, os sacrifícios animais israelitas eram símbolos que apontavam para o definitivo e único sacrifício do Filho de Deus, Jesus Cristo (João 1:29; Heb. 9). Este é o único sacrifício que é realmente efetivo em relação ao pecado (Heb. 10:1-18) porque é o único meio pelo qual Deus pode conceder misericórdia sem comprometer a justiça (Rom. 3:26). O Novo Testamento expressa vários aspectos do sacrifício de Cristo: Para salvar pessoas, Sua vida é completamente consumida por Sua própria oferta (Heb. 7:27); Ele é o meio da vida eterna, que os seres humanos recebem por “participarem” espiritualmente dEle (Mat. 26:26-28; João 6:48-63); Ele deu Sua vida para resgatar vida humana (Mat. 20:28); e Ele provê o necessário para o perdão do “débito”/obrigação causada pelo pecado (Mat. 6:12; Ef. 1:7). Desde que nenhum tipo de sacrifício animal poderia adequadamente representar todos estes aspectos, o sacrifício de Cristo era representado pelas características exclusivas dos principais tipos de sacrifício (Andrews Study Bible).



Levítico 1 by jquimelli
10 de outubro de 2015, 1:00
Filed under: Sem categoria

Comentário devocional:

Anteriormente Deus falara do Monte Sinai. Agora, o Rei Divino Se comunica a partir de Seu novo palácio móvel. Em Levítico, Suas mensagens especiais relativas à adoração e vida santa são registradas em Suas próprias palavras. Aqui, no coração do Pentateuco (cinco livros de Moisés), a base de toda a Bíblia, Levítico contém um discurso de Deus mais direto do que em qualquer outro livro bíblico.

As instruções iniciais de Deus vindas do santuário se referiam ao modo como Seu povo poderia se aproximar dEle por meio de sacrifícios (Lv 1-7). O primeiro é o holocausto (Lv 1), já conhecido desde os tempos primitivos (Gn 8:20; 22:13). As vítimas apresentáveis tinham custo variável, desde grandes animais do rebanho até pequenos animais do rebanho e mesmo pássaros, o que permitia que até mesmo os mais pobres israelitas oferecessem adoração.

Em cada holocausto, a vítima inteira subia na fumaça do altar do Senhor, com exceção do couro, que pertencia ao sacerdote oficiante, como indenização por seu serviço (Lv 7:8). Nem mesmo o sacerdote podia comer do holocausto.

Os holocaustos ensinavam as pessoas separadas de Deus pelo pecado que elas só poderiam vir a Ele através do sacrifício total de Seu Filho amado, que ofereceria a Si mesmo de “uma vez por todas” (Hb 7:27; compare João 1:29; 3:16). Isso mostra o quanto Deus ama você e o quer de volta!

Roy Gane
Andrews University
Também disponível em: http://www.revivalandreformation.org/bhp/pt/biblia/lev/1 e https://www.facebook.com/ReavivadosPorSuaPalavra

Texto original: http://www.revivalandreformationorg/bhp/en/bible/lev/1 e http://revivedbyhisword.org/en/bible/lev/1/

Tradução/adaptação: JQuimelli

Texto bíblico: Levítico 1

Comentário em áudio

Leituras da próxima semana do programa Crede em Seus Profetas: Parábolas de Jesus, cap.14



Levítico 1 – comentários pr Heber by jquimelli
10 de outubro de 2015, 0:45
Filed under: Sem categoria

Começamos hoje o estudo de um livro bíblico ignorado, desprezado e rejeitado por muitos cristãos e líderes religiosos. Contudo, ele é tão inspirado quanto Gênesis e Êxodo, tão atual como Mateus e Apocalipse, pois a Palavra de Deus nunca caduca, perde a validade ou desvaloriza.

Timothy Keller diz que “a Bíblia não é um conjunto de regras, é a linda história da redenção. Francis Schaeffer declara que “a glória da Bíblia é que ela é suficiente para cada época e suficiente para cada pessoa”.

Levítico é parte da Bíblia, inspirado pelo Espírito Santo para alimentar nossa alma e orientar nossa vida. Diz Andrew Bonar: “Em toda a extensão do volume inspirado que o Espírito Santo nos confiou, não há outro livro como Levítico, com tantas palavras proferidas pelo próprio Deus”.

A Bíblia toda é inspirada (com exceção dos Dez Mandamentos que Deus mesmo escreveu). Homens santos foram escolhidos por Deus para receber mensagens e transmiti-las. Em contrapartida, em Levítico Deus “é o orador direto em quase todas as páginas, e Suas palavras foram registradas exatamente como as pronunciou. Este fato não nos deixa outra escolha, a não ser estudar Levítico como todo interesse e atenção” (Bonar).

Começaremos no primeiro capítulo, que dá orientações quanto ao holocausto utilizado os seguintes seres vivos:

1. Um novilho (vs. 1-9).
2. Um carneiro ou cabrito (vs. 10-13)
3. Uma rolinha ou pombinha (vs. 14-17)

Embora houvesse sangue, sacrifícios de vida, horrores no estrangular o pescoço de seres vivos criados por Deus, os holocaustos resultavam em cheiro/aroma suave/agradável ao Senhor, que três vezes é citado no texto pelo próprio Deus (vs. 9, 13, 17).

Embora não havia nada de atraente à vista humana no ritual do Santuário, tudo o que Deus pediu para fazer era-Lhe agradável; porque apontava para o plano de salvar o pecador que merecia a morte, mas poderia reverter esse destino caso aceitasse o plano divino.

O imperfeito pecador deveria levar uma oferta perfeita ao Senhor, a qual demonstrava sua confiança total na providência do Salvador.

Este capítulo revela a graça divina; o sacrifício é o meio de Deus mostrar que o transgressor que merece a morte pode ser absolvido pela morte de um substituto. Este substituto apontava para a morte de Cristo.

Reavivemo-nos! – Heber Toth Armí.




%d blogueiros gostam disto: