Reavivados por Sua Palavra


ZACARIAS 4 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
14 de abril de 2021, 0:45
Filed under: Sem categoria

“Prosseguiu ele e me disse: Esta é a palavra do Senhor a Zorobabel: Não por força nem por poder, mas pelo Meu Espírito, diz o Senhor dos Exércitos” (v.6).

Estamos diante de um dos princípios mais belos da Palavra de Deus, que é o da harmonia entre seus livros. Toda a Bíblia se comunica entre si como elos de uma corrente inquebrável. A linguagem do anjo que falava a Zacarias se assemelha em vários aspectos ao que o apóstolo João recebeu em visão também por intermédio de um anjo (Ap.1:1). No capítulo 11 de Apocalipse encontramos praticamente a mesma sequência de símbolos indicada nos capítulos 3 e 4 de Zacarias. Temos um homem tomando nota de medidas e temos símbolos bem semelhantes aos apresentados no capítulo de hoje. Zacarias foi despertado para ver o candelabro entre as duas oliveiras, o que indica a importância de compreender com clareza tal visão.

Além da ligação do livro de Zacarias com o livro do Apocalipse, também existem ligações entre as visões. Na visão anterior, por exemplo, Zacarias viu uma pedra com “sete olhos” (Zc.3:9). Notem que o candelabro possui “sete lâmpadas” (v.2), e, mais a frente foi dito: “Aqueles sete olhos são os olhos do Senhor, que percorrem toda a Terra” (v.10). Em Apocalipse 5:6, João viu o Cordeiro, que tinha o seguinte aspecto: “Ele tinha sete chifres, bem como sete olhos, que são os sete Espíritos de Deus enviados por toda a Terra”. Ou seja, há uma íntima e inerente ligação entre a pedra e o Cordeiro, que é Cristo, e as sete lâmpadas e os sete olhos, que são um símbolo da plenitude do Espírito Santo. Não seria por força ou violência que terminariam a construção do templo, mas pelo Espírito através da Palavra de Deus.

Através de Zorobabel e Josué, “os dois ungidos” (v.14), Deus cumpriria o Seu propósito de iluminar o mundo com a luz provinda de Sua Palavra. Em Apocalipse 11:3 João viu as “duas testemunhas” de Deus, sendo “estas as duas oliveiras e os dois candeeiros que se acham em pé diante do Senhor da Terra”, uma referência ao Antigo e Novo Testamentos, como testemunhas que condenam o pecado e que não podem ser destruídas enquanto não cumprirem sua missão de anunciar a mensagem de salvação até o último pecador arrependido. Como igreja de Deus, precisamos do Espírito Santo a fim de cumprirmos a missão que nos foi confiada como testemunhas de Cristo: “mas recebereis poder, ao descer sobre vós o Espírito Santo, e sereis Minhas testemunhas […] até aos confins da Terra” (At.1:8). Assim como os olhos do Senhor percorrem toda a Terra através de Seu Espírito, Ele nos concede o privilégio de sermos participantes em Sua obra de salvação.

Para cada pessoa resgatada das trevas para a luz, há uma aclamação que ecoa do Céu: “Haja graça e graça para ela!” (v.7). Todo o Céu se une em louvor quando um pecador se arrepende. E em meio à geração mais degradada pelo pecado e menos capaz de dar ouvidos à voz de Deus, o Espírito Santo tem sido derramado “sobre toda a carne” (Jl.2:28) a fim de operar grandes milagres de conversão. Amados, assim como Zacarias precisou ser despertado para ter a quinta visão, estamos vivendo em um momento em que o Senhor está despertando aqueles que, ao entrarem em contato com a verdade presente, com profundo interesse estão a exclamar: “Meu senhor, que é isto?” (v.4). Pessoas que, alcançadas e redimidas pela graça de Cristo Jesus, não estão satisfeitas com o conhecimento que possuem a não ser que este cresça “à medida da estatura da plenitude de Cristo” (Ef.4:13). Não pelo sacrifício de obras vazias, mas pela atuação do Espírito de Deus na vida.

Nem por força nem por poder, mas pelo Meu Espírito, diz o Senhor dos Exércitos” (v.6). Não é o que fazemos que nos abrirá os portais do Céu, mas o que permitimos que o Espírito Santo realize em nós. Deus está medindo, investigando cada canto da Terra em busca de Seus filhinhos. Há uma obra a ser terminada e você e eu fazemos parte deste projeto divino. A respeito disso, encerro com as palavras da irmã White: “É chegado o tempo em que os que escolhem ao Senhor como sua presente e futura porção, devem confiar unicamente nEle. Todos quantos professam piedade devem possuir uma experiência individual. […] Os anjos estão observando o desenvolvimento do caráter, e pesando o valor moral. Os que professam crer na verdade devem ser, eles mesmos, justos, e exercer toda a sua influência para esclarecer e ganhar outros para a verdade. Suas palavras e obras são o meio pelo qual são transmitidos ao mundo os puros princípios da verdade e da santidade. Eles são o sal da Terra, e a sua luz” (Testemunhos Para a Igreja, CPB, v.1, p.262). Vigiemos e oremos!

Bom dia, testemunhas de Cristo Jesus!

* Oremos pelo derramamento do Espírito Santo como chuva serôdia e para que passemos mais tempo com a Bíblia do que com o celular.

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus #Zacarias4 #RPSP

Comentário em áudio: youtube.com/user/nanayuri100


Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.



%d blogueiros gostam disto: