Reavivados por Sua Palavra


NAUM 3 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
2 de abril de 2021, 0:45
Filed under: Sem categoria

“Não há remédio para a tua ferida; a tua chaga é incurável […]” (v.19).

De todos os livros dos profetas menores, Naum é o único a terminar com uma mensagem de total destruição. A maldade de Nínive atingiu o ápice do cálice da ira de Deus. Tudo o que poderia ter sido feito para salvar aquele povo, Deus fez. Mas, sob terrível maldição, Nínive rejeitou aos apelos divinos e apossou-se de um sentimento de invencibilidade que levou a nação à completa ruína.

O pecado se mostra belo e encantador. A face do mal não é a pintura de um diabo com um par de chifres e um tridente na mão, e sim, sedutoras tentações e sutis enganos que têm levado multidões a acreditar de que não importa o que façamos ou deixemos de fazer, Deus só quer o nosso coração. Sim, Deus só deseja o nosso coração, mas para fazer nele uma conversão, uma “cirurgia” espiritual: “[…] tirarei de vós o coração de pedra e vos darei coração de carne” (Ez.36:26), para colocar dentro de nós o Espírito Santo e fazer com que andemos nos Seus estatutos e obedeçamos à Sua Palavra (Ez.36:27).

Percebem que este é o resultado e não a causa? A mudança que o Senhor deseja realizar na vida de cada filho Seu é gradual e constante, e é de dentro para fora. Assim também, o mal surge com pequenas concessões até tomar conta de todo o coração. A mensagem do Senhor através do profeta Jonas havia levado salvação a Nínive. E a mensagem do profeta Naum não tinha um objetivo diferente. Os ninivitas poderiam ter se arrependido, contudo escolheram endurecer o coração e sofrer o mal que eles mesmos buscaram, pois “[…] o cruel a si mesmo se fere” (Pv.11:17).

O perdão de Deus está além do alcance de nosso entendimento finito. Ele é completamente perfeito e extraordinariamente misericordioso. Creio que o episódio do rei Manassés seja a maior prova disto. Como um dos reis mais cruéis da história de Judá, Manassés queimou seus filhos em holocausto aos ídolos e fez errar todo o povo, fazendo-o pior do que os povos que Deus havia destruído (2Cr.33:9). Mas bastou uma oração, uma simples oração de genuíno arrependimento, para Deus tornar-Se “favorável para com ele” (2Cr.33:13).

No Novo Testamento também encontramos outro episódio que nos dá um vislumbre acerca da graça de Deus. Reconhecendo que ao seu lado estava sendo crucificado o Salvador da humanidade, aquele ladrão fez apenas um pedido: “Jesus, lembra-te de mim quando vieres no Teu reino” (Lc.23:42). E a mesma voz que criou todas as coisas, que acalmou uma tempestade e fez mortos ressuscitarem, pronunciou a sua liberdade: “Em verdade te digo hoje, estarás Comigo no paraíso” (Lc.23:43).

Só não há remédio para a ferida daquele que insiste em rejeitar a cura. Esta é a chaga incurável, um coração irremediavelmente obstinado. O livre arbítrio é uma das maiores provas de amor de um Pai que respeita as nossas escolhas. Ele só espera uma simples oração de nossa parte: “Eu aceito!”.

Não deixe que mais um dia se passe sem que você tome essa decisão. Jesus não quer mais estar do lado de fora batendo (Ap.3:20). Ele deseja habitar em seu coração e lhe oferecer um banquete diário de fé, esperança e amor, mas, principalmente, de amor (1Co.13:13). Aceite “o dom gratuito de Deus” (Rm.6:23) e viva na certeza de que porque Ele vive, nós também viveremos (Jo.14:19). Vigiemos e oremos!

Bom dia, curados pelas chagas de Cristo!

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus #Naum3 #RPSP

Comentário em áudio: youtube.com/user/nanayuri100


Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.



%d blogueiros gostam disto: