Reavivados por Sua Palavra


OSÉIAS 3 – ACESSE AQUI O POST DESEJADO by Jeferson Quimelli
23 de fevereiro de 2021, 1:10
Filed under: Sem categoria

TEXTO BÍBLICO OSÉIAS 3 – Primeiro leia a Bíblia

OSÉIAS 3 – COMENTÁRIO BLOG MUNDIAL (Associação Geral)

OSÉIAS 3 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS

COM. TEXTO – ROSANA GARCIA BARROS

COM. TEXTO – PR HEBER TOTH ARMÍ

COM. VÍDEO PR ADOLFO SUÁREZ(link externo)

COM. VÍDEO PR VALDECI JÚNIOR (link externo)

COM. VÍDEO PR EVANDRO FÁVERO(link externo)

COM. VÍDEO PR WEVERTON CASTRO E EQUIPE (link externo)

COM. VÍDEO PR RONALDO DE OLIVEIRA (link externo)



OSÉIAS 3 by Jobson Santos
23 de fevereiro de 2021, 0:55
Filed under: Sem categoria

Texto bíblico: https://pesquisa.biblia.com.br/pt-BR/NVI/os/3

Mais uma vez, o profeta Oséias é instruído a fazer um “sermão de ação” em que se casa com uma prostituta profissional. Tendo pago o preço da noiva, ele a traz para casa e lhe dá condições que, sendo seguidas, garantirão a longevidade e a felicidade do casamento. Da mesma forma, em Seus esforços para trazer Israel de volta para Ele, Deus impõe condições restritivas, privando-os de seus reis e sacerdotes malignos que se tornaram pedra de tropeço para a adoração verdadeira.

Os neurocientistas falam de um conceito conhecido como “neuroplasticidade”, a capacidade do cérebro de estabelecer novas vias neurais e, assim, se reorientar. Pessoas que estão lutando contra comportamentos de dependência são encorajadas a evitar, e às vezes se afastarem completamente, de pessoas, lugares e coisas que alimentam o seu vício. Nesse caminho de recuperação, o cérebro é, portanto, capaz de se reorientar e permitir a formação de novos padrões de comportamento.

Assim como Deus fez com Israel, Ele identifica e nos priva daquelas coisas que são um obstáculo para nosso crescimento contínuo Nele. Embora o processo seja inicialmente doloroso, quando as coisas confortáveis, mas espiritualmente perigosas são retiradas, o resultado final é bom. No final do processo de privação, Israel retornou e buscou a Deus (3:5).

De que maneiras Deus está retirando pedras de tropeço em sua vida e como você pode agradecê-Lo por isso?

Moses Njuguna
Pastor, Associação do leste de Allegheny, EUA

Texto original: https://www.revivalandreformation.org/?id=1110
Tradução: Pr Jobson Santos/Jeferson Quimelli/Gisele Quimelli/Luis Uehara



OSEIAS 3 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS by Jeferson Quimelli
23 de fevereiro de 2021, 0:50
Filed under: Sem categoria

670 palavras

1-5 Esta seção expressa a profundidade do amor de Deus por seu povo. Uma vez que o amor não pode ser forçado, somente aqueles que voltassem para o Senhor seriam beneficiados com as bênçãos da aliança. Bíblia de Estudo Andrews.

1 Vai outra vez. Oseias é chamado a voltar para Gômer, assim como Deus aceitava Israel de volta depois do adultério espiritual. Bíblia de Estudo Andrews.

Ama uma mulher. Embora não seja especificamente indicado aqui, a referência é, sem dúvida, à ex-mulher de Oseias. CBASD – Comentário Bíblico Adventista do Sétimo Dia, vol. 4, p. 987.

Amada de seu amigo. … a LXX faz uma tradução da frase que diz: “ama uma mulher que ama as coisas más”. A tradução de “amigo” pode se referir a seu marido legal ou a um de seus amantes [o que forneceria o texto: “Ama uma mulher amada de seus amantes”]. CBASD, vol. 4, p. 987.

bolo de passas. O bolo de passas desempenhava um papel na adoração cananeia, bem como na cultura israelita, por isso a conotação neste texto é negativa (ver 2Sm 6:19; 1Cr 16:3). Bíblia de Estudo Andrews.

Essa iguaria é aqui condenada provavelmente por causa de sua associação com o culto de falsos deuses. CBASD, vol. 4, p. 987.

2 Comprei-a. Evidentemente Gômer havia caído em algum tipo de dívida ou escravidão depois de ter deixado Oseias (ver 2:7). CBASD, vol. 4, p. 987.

Quinze peças de prata … ômer e meio de cevada. O preço que o profeta pagou por Gômer  … era o valor aproximado de um servo [escravo] comum. Assim se evidencia notavelmente a degradação da esposa de Oseias. O uso da cevada como parte do pagamento pode ter refletido essa degradação, sugerindo a “farinha de cevada” oferecida quando a mulher era suspeita de adultério (ver Nm 5:11-15). CBASD, vol. 4, p. 987.

Aparentemente, Gômer permaneceu sozinha por um tempo. Precisando se manter, ela deve ter se vendido em escravidão ou se tornado amante de outro homem. Em ambos os casos, Oseias teve que pagar para tê-la de volta. Embora a quantidade paga tivesse sido tipicamente pequena, Gômer não valia o dinheiro. Não importa quão baixo nos afundamos, Deus está disposto a nos comprar de volta – para nos resgatar. Life Application Bible Study Kingsway.

Esperarás por mim muitos dias. A reunião completa seria adiada, talvez para permitir um período de provação, ou de purificação, disciplina e instrução. CBASD, vol. 4, p. 987.

O amor verdadeiro não deixa de impor alguma disciplina. Bíblia Shedd.

Depois disso, Gômer já não foi mais mencionado por Oseias. Isso é explicado em 3: 4. Gômer mostrou como Deus lidaria com o reino do norte (5.6, 15). É perigoso se rebelar contra Deus. Se nos afastássemos de seu amor e misericórdia, estaríamos sem esperança. Life Application Bible Study Kingsway.

3, 4 eu esperarei por ti. O fato de Gômer esperar por Oseias muitos dias foi uma parábola do exílio do povo de Deus. Bíblia de Estudo Andrews.

Sem príncipe. Desde o início do cativeiro, Israel ficaria por “muitos dias”, sem seu próprio governo. CBASD, vol. 4, p. 987.

Sacrifícios e pedras sagradas eram elementos de adoração a ídolos. Aqui o éfode/estola sacerdotal não é a vestimenta oficial do sacerdote, mas algo utilizado na adoração a ídolos. Life Application Bible Study Kingsway.

Tornarão os filhos de Israel. Uma referência ao retorno do cativeiro (ver com. de Os 1:11). … O cumprimento final da predição de Oseias virá “no fim da história da Terra, quando Cristo aparecerá” (PR, 298). CBASD, vol. 4, p. 987.

a Davi. O nome de Davi ficou para os israelitas como símbolo de um reino unido, no qual haveria a verdadeira adoração de Deus. Bíblia Shedd.

O reino do norte se rebelou contra a dinastia de Davi e tornou Jeroboão o seu rei (1Rs 12, 13). Sua rebelião era tanto política como religiosa. Naquele tempo, eles se voltaram para o culto de ídolos dourados. “Davi seu rei” refere-se ao tempo do governo do Messias quando todas as pessoas se curvarão diante dele com humildade e submissão. Aqueles que não aceitam as bençãos de Cristo agora enfrentarão seu poder e seu julgamento mais tarde. Quanto melhor é amar e seguir seu severo juízo mais tarde. Life Application Bible Study Kingsway.



OSEIAS 3 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
23 de fevereiro de 2021, 0:45
Filed under: Sem categoria

“Depois, tornarão os filhos de Israel, e buscarão ao Senhor, seu Deus, e a Davi, seu rei; e, nos últimos dias, tremendo, se aproximarão do Senhor e da Sua bondade” (v.5).

Como alguém cuja vida era não mais do que um objeto descartável aos olhos daquela sociedade, Gômer estava sob o olhar de amor do Senhor e de seu fiel marido. Desvalorizada, humilhada e sendo indigna de qualquer ato de bondade, aquela mulher experimentou o poder da graça de uma maneira que jamais imaginou. De uma adúltera em situação vexatória a uma mulher comprada pelo preço do amor incondicional. Oseias tomou para Si a vergonha de sua esposa ao se expor em recebê-la de volta a despeito de sua infidelidade. Temos aqui um maravilhoso símbolo da história de nossa redenção.

Como pecadores e adúlteros, fazemos parte de uma raça caída cuja justiça não passa de “trapo da imundícia” (Is.64:6). Expostos ao vexame diante do Universo pelo grande acusador, que nos “acusa de dia e de noite, diante do nosso Deus” (Ap.12:10), nossa condição não é menos constrangedora do que a da esposa do profeta, pois os nossos pecados fazem separação entre nós e o nosso Deus (Is.59:2). Em nossa facilidade e, até especialidade, de identificar a falta alheia, muitas vezes perdemos a oportunidade e o privilégio de sermos alcançados e transformados pelo objetivo principal das Escrituras: nos salvar de nós mesmos.

Assim como Gômer não esperava aquela atitude de Oseias e muito menos se tornar um símbolo do que Deus deseja fazer por Seu povo, talvez estejamos enfrentando uma fase tão ruim da vida a ponto de pensarmos que não somos dignos do amor de Deus. E, na verdade, não somos. Mas o que o profeta fez por sua esposa, Cristo escolheu fazer por nós. Não com “quinze peças de prata e um ômer e meio de cevada” (v.2), mas com o valor incalculável de Sua própria vida. Como Oseias se expôs ao vexame de receber de volta uma adúltera, Cristo Se “fez pecado por nós; para que, nEle, fôssemos feitos justiça de Deus” (2Co.5:21).

Todos nós temos enfrentado dias muito difíceis, e muitos têm surgido mundo afora tentando explicar tudo o que está acontecendo através de teorias, documentos e apresentação de fatos históricos. Apesar da veracidade de muitas coisas e do fato de que tantas outras não passam de fábulas humanas, o propósito principal e o que deveríamos estar buscando tem sido perdido de vista: “Buscai o Senhor enquanto se pode achar, invocai-O enquanto está perto” (Is.55:6). O preço já foi pago. O resgate já foi efetuado. Semelhante a Gômer, temos enfrentado um tempo de espera de “muitos dias” (v.3). Até lá, o que Cristo espera de nós é que O aguardemos sendo purificados “por meio da lavagem de água pela Palavra” (Ef.5:26).

O nosso tempo de espera corresponde ao tempo em que o Senhor espera por nós, como nas palavras do profeta: “assim também eu esperarei por ti” (v.3). Imagino Oseias se aproximando de Gômer, tomando-a nos braços, e sentindo o seu corpo tremer numa mistura de vergonha e profunda gratidão pela bondade imerecida. Assim também, “nos últimos dias”, os remidos de Deus, aqueles que reconhecem a sua condição indigna e a sua completa dependência dos méritos do Salvador, “tremendo, Se aproximarão do Senhor e da Sua bondade” (v.5). Um capítulo bem pequeno, mas com um conteúdo que nem a eternidade conseguirá esgotar. Oh! Precioso amor incondicional!

Ajuda-nos, Pai amoroso! Reconhecemos o alto preço que Jesus pagou por causa da nossa condição vergonhosa e queremos esperar por Ti como “filhos da obediência” (1Pe.1:14). Nesses dias finais, nos aproximamos de Ti e da Tua bondade com temor e tremor. Enche-nos do Teu Espírito para que possamos Te buscar e Te adorar “em espírito e em verdade” (Jo.4:23). Enquanto O esperamos, fortalece a nossa fé para que mais do que as acusações do Maligno, sejam as Tuas misericórdias a nos declarar: “Não temas, porque Eu te remi; chamei-te pelo teu nome, tu és Meu” (Is.43:1). Vigiemos e oremos!

Bom dia, filhos amados do Pai!

* Dez Dias de Oração, 6° dia: Oremos para que nossa família cresça em comunhão, relacionamento e missão. Oremos por nossos familiares.

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus #Oseias3 #RPSP

Comentário em áudio: youtube.com/user/nanayuri100




%d blogueiros gostam disto: