Reavivados por Sua Palavra


SALMO 140 – ACESSE AQUI O POST DESEJADO by Jeferson Quimelli
21 de junho de 2020, 6:30
Filed under: Sem categoria

TEXTO BÍBLICO SALMO 140 – Leia a Bíblia antes

SALMO 140 – COMENTÁRIO BLOG MUNDIAL (Associação Geral)

SALMO 140 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS

COM. TEXTO ROSANA GARCIA BARROS

COM. TEXTO PR. HEBER TOTH ARMÍ

COM. VÍDEO PR ADOLFO SUAREZ (link externo)

COM. VÍDEO PR EVANDRO FÁVERO (link externo)

VÍDEO PR WEVERTON CASTRO E EQUIPE (link externo)

COM. VÍDEO PR RONALDO DE OLIVEIRA(link externo)

COM. VÍDEO PR MICHELSON BORGES (link externo)

COM. VÍDEO PR VALDECI JÚNIOR (link externo)



SALMO 140 by Jeferson Quimelli
21 de junho de 2020, 0:55
Filed under: Sem categoria

Texto bíblico: https://pesquisa.biblia.com.br/pt-BR/NVI/sl/140

Muitas vezes, quando as pessoas nos machucam (v. 1-5), vemos ali apenas a pessoa, não o ser maligno que está trabalhando nos bastidores para nos aleijar e destruir. Efésios nos lembra que “não lutamos com carne e sangue”, mas contra os poderes das trevas, um leão que ruge procurando devorar os filhos de Deus.

Milagrosamente, Deus transforma o que se pretendia nos causar dor em uma bênção. Isaías 28:28 nos lembra que “o grão é triturado, embora certamente não seja triturado para sempre”, apenas até que esteja pronto para ser usado para nutrir os outros. As provações que sofremos nos dão um testemunho que podemos utilizar para incentivar outras pessoas que caminham atrás de nós no caminho da vida.

A promessa é que Deus “cobrirá nossas cabeças” (v. 7) quando os ataques vierem. Para mim, isso é um lembrete de que Ele nos ajudará a lidar com pensamentos de raiva, autopiedade, desejo de vingança ou qualquer outro pensamento sombrio. Devemos confiar que Ele está sempre conosco, sempre trazendo o bem do mal que pretenderam para nós.

Olhe para José. Atacados por seus irmãos, eles fizeram o impensável e o venderam como escravo. Mas, como José disse muitos anos depois, Deus tomou o mal que se intentava contra ele e trouxe dele o bem.

Vicky Perry
Bibliotecária, Mt View, Havaí

Texto original: https://www.revivalandreformation.org/?id=865

 

Texto da rodada anterior:

Eu aprendi algumas aplicações importantes para a minha vida neste Salmo:

1. Em nenhum lugar o salmista reclama de Deus por permitir que os homens maus o façam sofrer. Como é fácil reclamar quando as coisas não vão bem!
– Ajuda-me a não reclamar, Senhor!

2. A expressão da fé e confiança que o salmista tem em Deus (v. 6) me inspira a ter mais fé . “Tu és o meu Deus!”
– Querido Jesus, me ajudaste e protegeste no passado e sei que o farás novamente!

3. A importância de escolher bem as palavras é ressaltada no verso 3. As palavras podem ser usadas como armas para destruir e derrubar (Efésios 4:29; Tiago 3:1-10) ou para curar e construir.
– Senhor, eu quero utilizar palavras que dão vida e trazem cura (Provérbios 18:21; Provérbios 12:18; 15:4).

4. O salmo termina (v. 13) com uma bela garantia que encontra eco em Apocalipse 22:3-4.
– Obrigado porque o justo viverá para sempre na Tua presença, nosso Deus. Amém.

A minha oração é a mesma do salmista: que Deus continuamente busque por mim, busque por meu coração e me guie no caminho que leva ao céu.

Thandi Klingbeil

Tennessee, Estados Unidos

https://reavivadosporsuapalavra.org/2017/03/20/
Tradução: Jeferson Quimelli/Pr Jobson Santos/Gisele Quimelli



SALMO 140 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS by Jeferson Quimelli
21 de junho de 2020, 0:50
Filed under: Sem categoria

317 palavras

Introdução. O Salmo 141 é uma oração por orientação e proteção. O salmista começa com um apelo à aceitação de Deus (v. 1, 2), implora para que sua linguagem seja pura (v. 3, 4), expressa o desejo de ser censurado pelo justo e de não receber enganosa bajulação do ímpio (v. 5, 6) e termina com um pedido para ser resgatado dos cruéis planos de seus inimigos (v. 7-10). CBASD – Comentário Bíblico Adventista do Sétimo Dia, vol. 3, p. 1042.

2 Como incenso.O incenso do santuário era preparado cuidadosamente (ver com. de Êx 30:34), aceso com fogo santo e apresentado a Deus. Ele era oferecido pelos sacerdotes de manhã e à tarde sobre o altar de incenso (ver Êx 30:7, 8). O incenso representava “os méritos e a intercessão de Cristo. Sua perfeita justiça, que pela fé é atribuída ao Seu povo, e que unicamente pode tornar aceitável a Deus o culto de seres pecadores” (ver PP, 353). CBASD, vol. 3, p. 1042.

3 Põe guarda. Uma ilustração retirada das sentinelas em seus postos nas portas da cidade à noite. A importância de guardar a língua é anunciada energicamente por Tiago (ver Tg 3). Aqueles que guardam continuamente seus lábios estão fazendo o que é agradável a Deus. CBASD, vol. 3, p. 1042.

4 Não permitas que meu coração se incline para o mal. O caminho para o qual o coração se inclina é o caminho que a vida logo segue. O salmista ora com sinceridade para que Deus o guarde das práticas das pessoas más. CBASD, vol. 3, p. 1042.

5 Repreenda-me. A reprovação de um amigo pode ser uma bênção, se for aceita no espírito certo. Apenas aquele que, se preciso for, está disposto a entregar a vida por seu irmão possui os meios adequados para reprovar um irmão em erro (ver MDC, 128). CBASD, vol. 3, p. 1042.

8 Em Ti confio. Literalmente, “em Ti busco refúgio”. CBASD, vol. 3, p. 1043.

10 Suas próprias redes. O culpado colherá a recompensa de suas obras injustas e Deus livrará o justo da destruição. CBASD, vol. 3, p. 1042.



SALMO 140 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
21 de junho de 2020, 0:45
Filed under: Sem categoria

“Digo ao Senhor: Tu és o meu Deus; acode, Senhor, à voz das minhas súplicas” (v.6).

O primeiro inimigo a se levantar no Universo surgiu no seio da família celestial. O mistério da iniquidade no coração de Lúcifer tomou proporções irreversíveis não pela nulidade do amor do Pai, mas pela obstinação do próprio anjo que decidiu declarar guerra contra Deus e Sua vontade. Desde então, além de terça parte dos anjos do Céu, o inimigo tem machucado a humanidade com o fim de magoar o coração do Criador e ajuntar para si um exército que, ele julga, será capaz de destruir o reino de Deus e estabelecer o seu governo maligno e corrupto.

As perseguições, os assassínios e injustiças relatados nas Escrituras, de Abel até os santos do Altíssimo, são os meios usados por Satanás para promover a sua obra na Terra através de uma liderança apoiada na teoria que ele mais aprecia: a de que ele não existe. Mas assim como Davi teve de lidar com inimigos reais, há um inimigo real ao nosso redor “cheio de grande cólera, sabendo que pouco tempo lhe resta” (Ap.12:12). Munido de seus espíritos demoníacos e de seus agentes humanos, milhares são induzidos ao engano, “como a serpente” (v.3) seduziu a Eva no Éden (Gn.3:4).

Infelizmente, Adão e Eva depuseram a espada que lançaria fora a cabeça da serpente de uma vez por todas: “a espada do Espírito, que é a Palavra de Deus” (Ef.6:17). Se tivessem obedecido às palavras do Criador, certamente Ele teria encerrado a história do mal ali mesmo. Mas não foi assim que aconteceu. E, por isso, Davi teve de lidar com homens perversos, violentos e soberbos. E, por isso, nós temos de lidar com situações de perigo. Mas, dentro em breve, ficará bem claro, perante todo o Universo, as consequências destrutivas do mal e o caráter justo do Pai do Céu.

Todos vivemos numa grande batalha que está prestes a ser encerrada. Protegida a nossa cabeça (v.7) com “o capacete da salvação” (Ef.6:17) e munidos da Palavra de Deus, não nos foi confiada a obra de combater uns contra os outros. “Caiam sobre eles [os ímpios] brasas vivas” (v.10) não por nosso intermédio, mas segundo julgar Deus que assim o deva fazer. Se temos que ter algum tipo de participação nessa obra, eis qual deve ser a nossa contribuição: “Pelo contrário, se o teu inimigo tiver fome, dá-lhe de comer; se tiver sede, dá-lhe de beber; porque, fazendo isto, amontoarás brasas vivas sobre a sua cabeça” (Rm.12:20).

Portanto, amados, haja entre nós nestes momentos decisivos, um movimento de cristãos que olhem mais para o alto e para dentro do que para fora. Cristãos que, diante da condição de pecadores, reconheçam a sua necessidade de olhar mais para cima, para Cristo. Há sim um inimigo real que “anda em derredor, como leão que ruge procurando alguém para devorar” (1Pe.5:8), e que usa pessoas para tentar nos magoar, mas, se aceitarmos nos revestir da infalível armadura de Deus, veremos que, estando “debaixo do pecado” (Rm.3:9), necessitamos da justiça de Deus, “por Sua graça, mediante a redenção que há em Cristo Jesus” (Rm.3:24). E, gratos pela salvação imerecida, buscaremos viver “a fé que atua pelo amor” (Gl.5:6). Assim, renderemos graças ao nome do Senhor e habitaremos para sempre em Sua presença (v.13). Vigiemos e oremos!

Feliz semana, justificados por Cristo!

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus #Salmo140 #RPSP

Comentário em áudio: youtube.com/user/nanayuri100



SALMO 140 – COMENTARIO PR HEBER TOTH ARMI by Jeferson Quimelli
21 de junho de 2020, 0:40
Filed under: Sem categoria

SALMO 140 – Numa sociedade dominada pela injustiça os incrédulos querem prejudicar os crentes, os maus gostam de infernizar os justos, os perversos implicam e perseguem os servos de Deus.

Há muita violência, roubo e morte. Há muitas vítimas, muitos inocentes sofrem. Os indefesos são alvos dos ameaçadores. Os pequenos são explorados pelos grandes. Os cristãos são perseguidos pelos pagãos. Isso sempre foi assim, mas no tempo do fim está mais acentuado.

Desta forma, aqueles que sofrem perseguição, que se sentem alvos das hostes malignas, que sentem na pele o que significa ter Satanás e seu exército como inimigo, devem considerar as palavras inspiradas de Davi.

Harold L. Willmington nos informa que Davi, neste salmo, “reflete sobre os perigos que passou por causa da perseguição de seus inimigos e confia na proteção da Palavra de Deus até que a promessa possa ser cumprida”. Logo em seguida, ele esboça a oração da Davi da seguinte forma:

I. A PETIÇÃO DA DAVI COM RELAÇÃO AOS ÍMPIOS – vs. 1-11
A. O que eles fazem (vs. 1-5)
1. Eles planejam o mal e instigam o problema (vs. 1-2);
2. A língua deles fere como veneno de serpentes (v. 3);
3. Eles tentam derrubar Davi com frequência (vs. 4-5).
B. O que eles merecem (vs. 6-11)
1. Sofrer por meio do fracasso e da pobreza (vs. 6-8, 11);
2. Ser destruídos por seus próprios feitos perversos (v. 9);
3. Ser queimados por carvão, consumidos por fogo ou lançados em abismos (v. 10).

II. A PETIÇÃO DE DAVI COM RELAÇÃO AO JUSTO – vs. 12-13
A. Os pedidos (v. 12)
1. Assegura-lhes a justiça: O Senhor ajudará aqueles que são perseguidos.
2. Sustenta-os: Deus cuidará dos direitos dos pobres.
B. Os resultados (v. 13)
1. O justo louva Seu nome;
2. O justo vive em Sua presença.

Os que humildemente buscam a Deus, pedem livramento das mãos dos maus, dos violentos, dos cruéis arrogantes e dos soberbos. Tais pessoas não temem a Deus, são aliadas do diabo.

Porém, quem teme a Deus, não é apenas moldado por Ele, é também protegido. Deus é o amparo aos que sofrem conspirações perversas e difamações diversas. Ele fará justiça. Os fofoqueiros e caluniadores que se cuidem, o melhor que eles poderiam fazer é se converterem… – Heber Toth Armí




%d blogueiros gostam disto: