Reavivados por Sua Palavra


SALMO 30 by jquimelli
3 de março de 2020, 1:00
Filed under: Sem categoria

Texto bíblico: https://pesquisa.biblia.com.br/pt-BR/NVI/sl/30

Há momentos na vida em que o Senhor parece distante e nossas orações parecem sem sentido. Nesses momentos sombrios, é fácil cair na solidão e depressão. Davi conhecia essa realidade muito bem. Mesmo sendo o ungido de Deus, ele sentia a dor de orações aparentemente não respondidas.

Mas neste Salmo, Davi dedica tempo para assegurar-nos de que Deus realmente responde as orações. Nossos momentos escuros são apenas temporários, nosso choro dura apenas uma noite e nossa alegria vem pela manhã. A alegria que o Senhor traz não pode ser contida, provoca ação e celebração.

O Senhor abençoou recentemente a mim e a minha esposa com uma filha e escolhemos dar a ela o nome de Yanai, que significa “Deus responderá.” Escolhemos esse nome para ser um lembrete constante de que Deus responderá às nossas orações e que não devemos perder a esperança ao passarmos por tempos sombrios na vida.

Eu não sei acerca das suas lutas internas, mas Deus sabe. Apresente a Ele tudo em oração!

Richard McNeil

Fonte: https://www.revivalandreformation.org/?id=754
Tradução: Jobson Santos, Jeferson e Gisele Quimelli



SALMO 30 – COMENTÁRIO PR. ADOLFO SUÁREZ by Maria Eduarda
3 de março de 2020, 0:55
Filed under: Sem categoria



SALMO 30 – COMENTÁRIO PR HEBER TOTH ARMI by jquimelli
3 de março de 2020, 0:45
Filed under: Sem categoria

SALMO 30 – Só quem ora constantemente a Deus em meio às incertezas da vida chora apenas por um momento. Quem ora em dias turbulentos, canta louvores ao Criador em todo o tempo.

• O salmista celebra a Jeová pelo livramento concedido (vs. 1-3);
• O salmista convida outros agraciados pelo favor divino a celebrar ao Salvador (vs. 4-5);
• O salmista confessa sua fragilidade e culpabilidade confiando na segurança divina (vs. 6-7);
• O salmista ora a Deus com base em Sua compaixão e graça, não nos próprios méritos (v. 8-10);
• O salmista conclui apresentando o resultado da oração, cantando louvores e, prometendo adoração perpétua a Deus (vs. 11-12).

Este mundo é “vale de sombra e de morte” (Salmo 23:4), onde a perseguição oprime aos adeptos do bem e da justiça (v. 1); onde o pecado promete prazeres e liberdades, mas escraviza e inferniza nossa alma. Contudo, Deus livra e cura profundamente (v. 2), reaviva e sustenta a vida (v. 3).

Assim, quando se chora enquanto ora, as tristezas logo viram histórias gravadas na memória que servem para motivar aos mortais a renderem louvores ao Rei da glória.

Todos nós somos pecadores e sofredores neste mundo; além disso, devido à santidade de Deus e Sua perfeita justiça, estamos condenados por suscitarmos Sua ira e indignação; entretanto, Seu favor e compaixão nos curam – tornando-O mais digno de louvor (vs. 4-12).

As notas fúnebres das músicas de quem confia em Deus se transformam em melodias de alegria:

• Moisés cometeu assassinato, fugiu do Egito e perdeu sua alta posição, permanecendo no deserto por 40 anos (noite); depois, com Deus sua vida foi um sucesso e uma bênção (manhã de alegria).

• José foi vendido pelos próprios irmãos, tornou-se escravo de Potifar, foi preso por acusação falsa ao tomar a mais nobre atitude (noite); contudo, ele saiu da prisão para governar o Egito e ser bênção ao mundo (amanhecer alegre).

• Jesus entrou na história amarga da humanidade, amou ao pecador ao máximo, foi traído, abandonado e morto (noite); porém, ao terceiro dia voltou à vida para nos dar a vitória sobre o pecado e a morte (alegria matutina).

• Muitos cristãos foram perseguidos, e, por fim, martirizados (noite), mas graças à vitória de Cristo, eles ressurgirão para a vida eterna (na manhã da ressurreição).

“Senhor, cura-nos, reaviva-nos!” – Heber Toth Armí



SALMO 30 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
3 de março de 2020, 0:30
Filed under: Sem categoria

“… Ao anoitecer pode vir o choro, mas a alegria vem pela manhã” (v.5).

Comentando com meu filho mais velho que o sol se põe mais tarde no Sul do país, ele me disse:
— Que legal! Gostaria de morar lá porque o dia dura mais!

Parece que tudo fica melhor quando os primeiros raios do sol apontam no horizonte. A luz traz consigo a vida. Tanto, que quando um bebê está para nascer, dizemos que a gestante está para dar à luz. Já a noite traz consigo a escuridão, que por sua vez dá ideia de morte. Davi fez um contraste entre sentimentos e emoções, ao comparar a noite com a tristeza e o pranto, e a manhã com a alegria e com festa.

Costumamos ser muito rápidos e diligentes para pedir, mas lentos e negligentes para agradecer. Cada manhã que acordamos com vida é motivo mais do que suficiente para darmos graças a Deus. Enquanto muitos desceram à sepultura, nossa vida foi, mais um dia, preservada (v.3). A noite é como se fosse um “vale da sombra da morte” no tempo (Sl.23:4). Por mais que os santos de Deus (v.4) tenham que enfrentar situações escuras, por mais que as adversidades os façam chorar, a noite “não passa de um momento” (v.5), isto é, o sofrimento dos filhos de Deus é passageiro. Logo vem a manhã trazendo a alegria e o favor de Deus que “dura a vida inteira” (v.5).

Anoiteceu em sua vida? Tudo se converteu em choro? Clame ao Senhor por socorro (v.2) e Ele lhe tirará “das trevas para a Sua maravilhosa luz” (1Pe.2:9). Ele converterá o seu pranto em festa e tirará as suas vestes de luto e lhe vestirá de alegria (v.11). Você sempre terá um cântico no coração e a sua vida será uma melodia em gratidão ao Deus da sua salvação. O que quer que esteja escurecendo a sua vida, que lhe faça pensar que não tem mais jeito, que faça com que inimigos se deleitem em seu sofrimento, se Deus for o seu auxílio, é só uma questão de tempo até que a sua alegria torne-se em “dia perfeito” (Pv.4:18).

De certa forma, fazendo um paralelo, todos nós vivemos em um “mundo noite”. Doenças e morte nos cercam por todos os lados. Mas os que esperam no Senhor e na preciosa e fiel promessa da segunda vinda de Cristo, sabe que o choro pode até durar na noite que é este mundo, mas a alegria no mundo onde “já não haverá noite” (Ap.22:5) durará para sempre. Apeguemo-nos, pois, a esta promessa certa e verdadeira, clamemos ao Senhor por auxílio e compaixão (v.10)! Então, muito em breve, estaremos rendendo graças para sempre (v.12) na cidade que “não precisa nem do sol, nem da lua, para lhe darem claridade, pois a glória de Deus a iluminou, e o Cordeiro é a sua lâmpada” (Ap.21:23). Vigiemos e oremos!

Bom dia, santos do Altíssimo!

Desafio da semana: Enquanto muitos países fecham as portas aos imigrantes, aguardamos um país que tem doze portas abertas em todas as direções (Ap.21:12-13). Façamos uma corrente de oração todos os dias, às 6h da manhã, por nossos irmãos que estão nas fronteiras e nos campos de refugiados para que recebam os cuidados que necessitam e encontrem em Jesus a esperança de um lar eterno.

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus #Salmo30 #RPSP

Comentário em áudio: youtube.com/user/nanayuri100



SALMO 30 – COMENTÁRIO PR. RONALDO DE OLIVEIRA by Maria Eduarda
3 de março de 2020, 0:10
Filed under: Sem categoria



Salmo 30 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS by jquimelli
3 de março de 2020, 0:05
Filed under: Sem categoria

366 palavras

Este é um salmo de gratidão que comemora o livramento de um grande perigo, talvez de uma enfermidade grave. O significado das palavras do subtítulo “dedicação da casa”é incerto. … O salmo é evidentemente pessoal. O poeta expressa profunda gratidão a Deus por Sua bondade e detalha sua experiência durante a enfermidade. Na sinagoga moderna, o salmo é lido da Festa de Dedicação (Hanukah). CBASD – Comentário Bíblico Adventista do Sétimo Dia, vol. 3, p. 790.

1 Exaltarei. Tornar supremo em pensamento e afeição. CBASD, vol. 3, p. 790.

3 Cova. A explicação mais natural é considerar que o salmista esteve gravemente enfermo de modo que sentiu estar perto da morte. CBASD, vol. 3, p. 790.

5. Não passa de um momento. A ira de Deus é passageira no caso de alguém que peca, se arrepende e confessa, pedindo misericórdia (v. 8-10). CBASD, vol. 3, p. 790.

O Seu favor. Diferente da ira, o favor divino é duradouro, por toda a vida (ver Sl 16:11). CBASD, vol. 3, p. 790.

Dura. Do heb. lin, “passar a noite”. A ideia expressa pelo hebraico é de que “o choro chega ao anoitecer para passar a noite, mas pela manhã há alegria”. CBASD, vol. 3, p. 790.

Alegria. Se tivermos comunhão com Deus, a noite de tristeza sempre se dissipará com a manhã de alegria. CBASD, vol. 3, p. 790.

7 Voltaste o rosto. A enfermidade ou o perigo foi para o salmista um sinal de que Deus tinha retirado dele Seu favor (ver com. de Sl. 13:1). CBASD, vol. 3, p. 791.

9 Que proveito … ? O argumento “sugere um comovente quadro de confiança e intimidade infantil que o salmista tinha com Deus” (Oesterley). Esse tipo de súplica é tipicamente hebraica. CBASD, vol. 3, p. 791.

10 Sê Tu, SENHOR, o meu auxílio. Com o sofrimento ele aprendeu que seu único auxílio estava em Deus. CBASD, vol. 3, p. 791.

11 Folguedos. Evidência de alegria. As crianças dão pulos quando estão felizes e agradecidas (ver Êx 15:20; Jr 31:4, 13; ver com. de 2Sm 6:14). CBASD, vol. 3, p. 791.

Pano de saco. O traje do que está pesaroso (ver Jó 16:15; Is 3:24). CBASD, vol. 3, p. 791.

12 Para sempre. Literalmente, “por uma idade”, isto é, durante a vida do salmista. Ele se propõe a agradecer a Deus em todas as suas atividades; aprendeu a lição da adversidade, que o habilita a se manter firme na prosperidade. CBASD, vol. 3, p. 791.




%d blogueiros gostam disto: