Reavivados por Sua Palavra


1 SAMUEL 12 – COMENTÁRIO PR. HEBER TOTH ARMÍ by Maria Eduarda
17 de junho de 2019, 0:45
Filed under: Sem categoria

Deus Se envolve diretamente com Seu povo mesmo quando este está envolvido com decisões, atitudes e comportamentos errados.

Os erros dos filhos de Samuel (Jael e Abias) geraram o erro da liderança de Israel em pedir rei. O erro dos filhos dos líderes espirituais pode influenciar a erros coletivos do povo de Deus, quando não uma reação negativa. Mas, como Pai amoroso, Deus caminha com Seu povo em meio aos seus erros tentando conquistar novamente o coração dos indiferentes.

Sobre Deus guiar Samuel na escolha de um rei para Israel, mesmo sabendo que o desejo de um rei representava a rejeição de Sua regência, Rosalie Haffner Lee faz a seguinte aplicação:

“A mensagem para nós é que, mesmo quando o Seu povo se desvia de Sua vontade, Deus está diretamente envolvido em suas atividades. Ele designa dirigentes para reanimá-los, renovar-lhes as energias espirituais e dirigi-los à Fonte divina de sabedoria e força”.

Não podemos enclausurar Deus em nossos limitados conceitos, pois assim inventaremos um deus inexistente. Lee ainda diz: “A humanidade pode falhar, mas Deus nunca falha. A mão de Deus dirige as atividades de Sua igreja; a compassiva Providência Divina paira sobre os crentes, embora sejam imperfeitos; o amoroso Pai celestial executa bondosamente o Seu infinito propósito para a SALVAÇÃO da humanidade perdida”.

Sobre o capítulo em foco, David Tsumara oferece o seguinte esboço, destacando que Samuel discursa a Israel:

1. “Testemunhem contra mim!” (vs. 1-6);
2. “Olhem ao rei!” (vs. 7-15);
3. “Esperem e olhem!” (vs. 16-17);
4. “Temam ao Senhor e sirvam-Lhe!” (vs. 18-25).

Samuel é líder transparente. Conhecedor da história sagrada e de teologia. Também sabe distinguir maus procedimentos éticos do povo. Fala ao coração e chama o povo à decisão. Seu coração era terno e compassivo, refletia o caráter de Deus…

• Como precisamos de pessoas assim! Carecemos de “Samuéis”…

Samuel não ignora o povo que despreza a Deus. Ele é um exemplo ilustre de intercessor/professor no Antigo Testamento.

• Ao invés de criticar o povo em seus pecados, oxalá eu e você fizéssemos como Samuel: “Quanto a mim, longe de mim que eu peque contra o SENHOR, deixando de orar por vós; antes, vos ensinei o caminho bom e direito” (v. 23).

Eu me disponho! E, você?


Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.



%d blogueiros gostam disto: