Reavivados por Sua Palavra


I CORÍNTIOS 11 – COMENTÁRIO PR HEBER TOTH ARMÍ by jquimelli
18 de junho de 2018, 0:45
Filed under: Sem categoria

I CORÍNTIOS 11 – Uma comunidade de crentes que se caracteriza por suas brigas internas deve ler quantas vezes necessárias este capítulo além de extrair princípios práticos para a vida. Cada crente deve assimilá-los a tal ponto de praticá-los em toda e qualquer situação.
Orando, reflita:
1. Discutir se homens possui mais autoridade que mulheres, quem deve usar véu (cobrir) ou descobrir a cabeça (tirar o chapéu para orar), cabelo comprido ou curto, nada disso caracteriza a igreja de Deus. Aqui, a igreja instituída para alcançar pecadores de todas as etnias e culturas está sendo exortada a não perder precioso tempo em questões como essas (vs. 1-16).
2. Os princípios e práticas bíblicos não devem ser afrouxados. A igreja que transforma a Santa Ceia da comunhão em momentos de desunião não tem aprovação divina. Costumes e práticas pagãs e cultura de uma sociedade paganizada que inclui glutonaria, não deve penetrar nos rituais que apontam ao sacrifício de Cristo (vs. 17-34).
Práticas culturais permeadas da filosofia secular ou relativista, pluralista, etc., jamais devem determinar o comportamento do cristão. A cultura deve ser regida pelas Sagradas Escrituras. A conduta do crente deve ser orientada pelos princípios revelados na Bíblia.
• Irmãos e irmãs, homens e mulheres, se for para discordar, que seja pela unidade e harmonia fundamentada na verdade bíblica.
• Outra coisa: ninguém deve participar indignamente da Ceia do Senhor; entretanto, não é por causa disso que se deve esquivar de participar. A Santa Ceia nos força a abandonar o pecado e reavivar-nos; o eximir-se de participar nos força a desprezar ao sacrifício de Cristo.
• Dividir a igreja por causa de práticas culturais, como cobrir ou não a cabeça, ou causar divisões com práticas eclesiásticas indevidas não caracteriza a igreja que é regida pelo amor de Deus. A igreja deve estar unida na revelação dos princípios espirituais.
Deus quer comunhão, não discussão. Quando praticada conforme a Bíblia prescreve, a Ceia do Senhor promove reavivamento e reforma em cada aspecto da vida humana – inclusive nos relacionamentos interpessoais.
A cerimônia da Santa Ceia aponta para o passado (a morte de Cristo), convida cada envolvido à autorreflexão no presente (achar-se digno), e, ergue nossos olhos para o futuro (até que Jesus venha novamente ao mundo).
Precisamos reavivar-nos! – Heber Toth Armí.

Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: