Reavivados por Sua Palavra


MARCOS 4 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
26 de fevereiro de 2018, 0:30
Filed under: Sem categoria


“E sem parábolas não lhes falava: tudo, porém, explicava em particular aos Seus próprios discípulos” (v.34).


O método utilizado por Cristo para ensinar as multidões era baseado principalmente na intenção que possuíam. Ciente de que nem todos estavam realmente interessados na Palavra de Deus, mas somente nos milagres que Ele poderia realizar, Jesus declarou a verdade de forma clara apenas àqueles “que estavam junto dEle” (v.10). Percebem onde podemos encontrar as respostas que precisamos?

Jesus estava sempre cercado por multidões e todos alegavam segui-Lo. Mas ali estavam aqueles que O ouviam e não Lhe davam crédito; os que O ouviam com alegria, porém não tinham fé suficiente em face da angústia e da perseguição; os que O ouviam, contudo o que o mundo oferecia era mais importante do que a Palavra e os que, além de ouvir, replicavam o que ouviam, “frutificando a trinta, a sessenta e a cem por um” (v.20).

A estes últimos, Jesus “explicava em particular” (v.34) os mistérios do reino dos céus e não lhes negava o conhecimento do qual desejavam apropriar-se. A maior alegria e desejo do Salvador seria a de que todos fossem alcançados pela sabedoria de Seus ensinos, mas a realidade era a de um povo que vendo não via e ouvindo não ouvia. Eram cegos e surdos espirituais.

Cada vez em que abrimos as Escrituras, o Espírito Santo nos é enviado a falar e o mesmo apelo é feito: “Atentai no que ouvis” (v.24). Ou seja, preste atenção no que o Espírito Santo deseja lhe falar; não negligencie o estudo da Palavra por coisa alguma, mesmo que seja por algo que você julgue importante. Pois muitos há que pensam que estar no meio da multidão é o suficiente. Não, amados. Jesus não nos chamou para estar entre a multidão, mas a estar “junto dEle” (v.10). Pois é junto de Cristo que encontramos as respostas que precisamos e a bonança em meio ao temporal.

A manifestação da verdade está em permanecer junto dAquele que disse: “Eu sou o caminho, a verdade e a vida” (Jo 14:6). Em um tempo onde “é chegada a ceifa” (v.29) e onde o “grande temporal” deste século tenta nos destruir, a nossa única segurança está em permanecer na embarcação de Cristo. Experimente estar a sós com Ele, todos os dias, através da comunhão diária. Não abra a Sua Palavra a fim de cumprir um ritual, mas de ouvir a Sua voz. Não ore “de si para si mesmo” (Lc 18:11), mas reconheça a sua necessidade de um Salvador que deseja lhe falar e repreender o mar e os ventos que têm lhe afligido.

Bem junto a Cristo, eis onde encontramos a verdade e a paz real.

Bom dia, achegados a Cristo!

DEZ DIAS DE ORAÇÃO, 5° dia: Oremos para que o Senhor console o nosso coração e que assim possamos também consolar aqueles que sofrem.

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus
#Marcos4
#RPSP


Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: