Reavivados por Sua Palavra


MATEUS 23 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
17 de fevereiro de 2018, 0:30
Filed under: Sem categoria


“Fazei e guardai, pois, tudo quanto eles vos disserem, porém não os imiteis nas suas obras; porque dizem e não fazem” (v.3).


Jesus revelou a verdadeira face da religião exibicionista dos líderes judeus. Suas vestimentas, postura e discursos eram impecáveis à vista do povo. Nada havia em seu exterior que se pudesse recriminar. Eram extremamente cuidadosos quanto a evitar escândalos e gostavam de ser admirados. A censura de Jesus certamente foi um susto não apenas para os escribas e fariseus, mas também para as multidões e para os Seus discípulos. Afinal de contas, Jesus estava falando daqueles que, até então, haviam sido o modelo de santidade para a nação. A exaltação pessoal havia se tornado sinônimo de bênção. Aqueles líderes amavam ser vistos de forma diferente e serem reconhecidos em lugares públicos. Deixaram de revelar a glória de Deus e tornaram-se protagonistas de si mesmos.

A linguagem do Mestre na segunda parte de Seu discurso foi forte e persuasiva. Chamando o pecado pelo nome, Jesus manifestou a Sua indignação diante da cegueira espiritual daqueles que deveriam conduzir o povo até Ele. Os sete ais não foram acusações com o fim de condená-los, mas advertências com o fim de salvá-los. O ministério terrestre de Jesus estava chegando ao fim, e durante três anos e meio Ele havia tentado romper as correntes do orgulho e da presunção no coração daqueles líderes. Contudo, aprisionados pelo eu não convertido, não permitiram que a luz de Cristo os transformasse. As duras palavras do Salvador foram uma última tentativa de fazê-los mudar, porque, cada ai proferido por Ele atingia-lhes o coração como uma espada afiada de dois gumes. Cada escriba e cada fariseu pôde sentir, naquele momento, uma vergonha inexplicável que os consumia por dentro, mas não tinham humildade para reconhecer que seu sucesso religioso era, na verdade, um completo fracasso espiritual.

Isso não te assusta? Depositar nossa confiança em homens tendenciosos a errar é perigoso e pode nos custar uma perda eterna. Ao desperdiçarem o privilégio de aprender de Jesus, os escribas e fariseus abriram mão da própria salvação e do cuidado afetuoso que Ele estava disposto a lhes oferecer (v.37). Nós também não estamos livres de cair no mesmo erro. Ao supor que devemos ser um mostruário antes mesmo de um santuário, estamos afirmando que o exterior vale mais do que o conteúdo. E foi exatamente este tipo de pensamento que Jesus combateu, ao dizer: “Fariseu cego, limpa primeiro o interior do copo, para que também o seu exterior fique limpo!” (v.26). Jesus se referiu a dois processos imprescindíveis na vida do cristão. Vejamos o seguinte comentário acerca desse assunto:

 “Reavivamento e reforma são duas coisas diferentes. Reavivamento significa renovação da vida espiritual, uma vivificação das faculdades do espírito e do coração, um ressurgimento da morte espiritual. Reforma significa reorganização, mudança de ideias e teorias, hábitos e práticas” (Ellen G. White, Serviço Cristão, p. 42).

Reavivamento, portanto, é “o interior do copo”. Já a reforma, é “o seu exterior”. Precisamos clamar a Deus todos os dias para que, ser mostruário seja uma consequência de ser santuário. Ou, “acaso, não sabeis que o vosso corpo é santuário do Espírito Santo, que está em vós, o qual tendes da parte de Deus, e que não sois de vós mesmos? Porque fostes comprados por preço. Agora, pois, glorificai a Deus no vosso corpo” (1Co 6:19-20). Não são as nossas obras que devem aparecer, mas o Deus que em nós habita. Compreendem? Assim como nós acendemos uma lâmpada para enxergar um ambiente e não para ficar olhando para ela, que sejamos lâmpadas de Cristo a indicar o caminho aos que estão ao nosso redor. E, ainda que tenhamos de sofrer aqui humilhações, confiemos nAquele que muito em breve nos exaltará (v.12).

Bom dia, cidadãos do Reino dos céus!

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus
#Mateus23
#RPSP


Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: