Reavivados por Sua Palavra


JEREMIAS 29 – ACESSE AQUI O POST DESEJADO by Jeferson Quimelli
24 de novembro de 2020, 1:10
Filed under: Sem categoria

TEXTO BÍBLICO JEREMIAS 29 – Primeiro leia a Bíblia

JEREMIAS 29 – COMENTÁRIO BLOG MUNDIAL (Associação Geral)

JEREMIAS 29 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS

COM. TEXTO ROSANA GARCIA BARROS

COM. TEXTO – PR HEBER TOTH ARMÍ

COM. VÍDEO PR ADOLFO SUÁREZ(link externo)

COM. VÍDEO PR EVANDRO FÁVERO (link externo)

VÍDEO PR VALDECI JÚNIOR (link externo)

VÍDEO PR WEVERTON CASTRO E EQUIPE (link externo)

VÍDEO PR RONALDO DE OLIVEIRA (link externo)

VÍDEO PR MICHELSON BORGES (link externo)



JEREMIAS 29 by Jeferson Quimelli
24 de novembro de 2020, 0:55
Filed under: Sem categoria

Texto bíblico: https://pesquisa.biblia.com.br/pt-BR/NVI/jr/29

Minha filha Lauretta e eu estávamos no antigo Caminho da Procissão na antiga Babilônia. Ali recordamos a História, quando os exilados de Jerusalém entraram pela Porta de Ishtar rumo aos seus desastrosos 70 anos de exílio. As mensagens consoladoras de Jeremias 29 vieram à nossa mente: “Porque sou eu que conheço os planos que tenho para vocês”, diz o Senhor, “planos de fazê-los prosperar e não de lhes causar dano, planos de dar-lhes esperança e um futuro (vv.10-11).”

Quando minha filha e eu saímos da sala do trono, entramos no enorme salão onde Belsazar e seus mil senhores foram destruídos por Ciro. Isaías 44 e 45 chama Ciro de pastor, libertador e ungido. Seu título é um tipo que está conectado ao antítipo, o Ciro celestial.

Oração:
“Nosso querido e amoroso Pai celestial, obrigado por explicar Sua salvação através da história de Ciro. Obrigado por nos libertar deste mundo de dor e morte da Babilônia para a felicidade do céu. E obrigado porque Sua graça não é apenas sobre justiça, mas sobre amor. Oramos isso em nome de Jesus, nosso Ciro celestial. Amém”

François du Plessis
Evangelista na União Sul-Africana

Texto original: https://www.revivalandreformation.org/?id=1015
Tradução: Pr Jobson Santos/Jeferson Quimelli/Gisele Quimelli/Luis Uehara



JEREMIAS 29 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS by Jeferson Quimelli
24 de novembro de 2020, 0:50
Filed under: Sem categoria

1 Palavras da carta. Possivelmente, não muito tempo depois de Joaquim [Jeconias] ter sido levado cativo… , esta carta foi enviada por Jeremias aos cativos em Babilônia (2Rs 24:8-16; 2Cr 36:5-8; Dn 1:1-4). Desprezado e rejeitado por seus irmãos em Jerusalém, Jeremias dirigiu sua atenção aos exilados. CBASD, vol. 4, p. 497.

Ao resto dos anciãos. Isto mostra que nem todos esses líderes (ver Ez 8:1; 20:1) tinham ido para o exílio. CBASD, vol. 4, p. 497.

2 Rainha-mãe. Ver com. De Jr 13:18. A mãe de Joaquim, Neústa, esposa de Jeoaquim, foi capturada com ele (2Rs 24:8, 12, 15). CBASD, vol. 4, p. 497.

3 Por intermédio. Estes dois homens, evidentemente, eram amigos e defensores de Jeremias, e é natural que Jeremias os encarregasse com suas mensagens aos exilados em Babilônia. … A carta foi enviada de Jerusalém (Jr 29:1). CBASD, vol. 4, p. 497.

13 De todo o vosso coração. Esta maravilhosa promessa é um eco de Deuteronômio 4:29. Deus deixa claro que Ele não pode fazer nada por Seu povo a menos que este O busque com propósito sincero. CBASD, vol. 4, p. 498.

21 Acabe … Zedequias. Nada se sabe destes falsos profetas, Acabe e Zedequias, exceto o que está declarado neste versículo. Possivelmente, eram os líderes do partido de revolta entre os exilados. CBASD, vol. 4, p. 499.

22 Assou no fogo. Este método de execução era evidentemente comum entre os babilônios, para traidores rebeldes (ver Dn 3:6, 20). Se estes falsos profetas fossem agitadores entre os exilados (ver com. Do v. 21), os babilônios não considerariam nenhum castigo cruel demais. CBASD, vol. 4, p. 499.

23 Palavras que não lhes mandei dizer. Os falsos líderes religiosos devem ter enganado o povo para que cressem neles como homens de boa moral e caráter. Se os adultérios dos falsos profetas fossem conhecidos, eles perderiam sua influência sobre a mente do povo. Neste versículo, Deus abriu diante de todos um registro da conduta pecaminosa desses profetas apóstatas. CBASD, vol. 4, p. 499.

25 Cartas. Estas podem ter sido enviadas pelos mensageiros citados no v. 3, quando retornaram de Babilônia. Quando as mensagens chegaram a Jerusalém, Jeremias foi informado delas. Em resultado, ele enviou uma mensagem, reprovando severamente a Semaías. CBASD, vol. 4, p. 499.

Sofonias. Como ele era “o segundo sacerdote” (Jr 52:24; cf 2Rs 25:18), esperava-se que sua autoridade e influência impedissem Jeremias de profetizar e que Jeremias fosse punido como impostor. Sofonias representou o rei Zedequias numa espécie de compromisso temporário (ver Jr 21:1; 37:3). Mas tarde, quando Nebuzaradã, o “capitão da guarda” babilônio, conquistou Jerusalém, Sofonias foi aprisionado e executado (Jr 52:24-27). CBASD, vol. 4, p. 499.

26 Joiada. Alguns têm sugerido que ele foi substituído por Sofonias porque não apoiou a política do partido de revolta. Como era, possivelmente, o dever do “segundo sacerdote” preservar a ordem e punir impostores proféticos, Semaías reprovou a Sofonias por sua indiferença e timidez no exercício do dever por não silenciar Jeremias, que apresenta aqui o conteúdo das “cartas” de Semaías (v. 25). CBASD, vol. 4, p. 499.

29 Leu esta carta. Sofonias evidentemente, fez isso para alertar Jeremias sobre a conspiração dos inimigos contra ele ou para induzir o profeta a suavizar e moderar suas palavras. CBASD, vol. 4, p. 499.

31 Manda dizer a todos os exilados. Isto parece indicar que a comunicação entre Babilônia e a Palestina era frequente. CBASD, vol. 4, p. 499.



JEREMIAS 29 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
24 de novembro de 2020, 0:45
Filed under: Sem categoria

“Buscar-Me-eis e Me achareis quando Me buscardes de todo o vosso coração” (v.13).

Quando Jesus esteve na Terra, Ele encontrou a humanidade extremamente ferida pelo pecado e assediada pelo diabo. As feições de sofrimento, as marcas das enfermidades e a indiferença dos líderes religiosos estavam diariamente diante do Salvador. Jesus ouvia dos lares de Seu povo as vozes da impaciência e da ira. Ele via a forma desumana que os pobres eram tratados. Via os olhares de condenação daqueles que deveriam acolher e instruir, repelindo os pecadores. Jesus percebia a reprovação de Sua obra de salvação por parte daqueles que buscavam justificar os próprios pecados enquanto alegavam piedade. Jesus via tudo isso, mas nada podia superar a contemplação que realizava em cada coração.

Naqueles que os olhos humanos não podiam enxergar nada de bom, Jesus viu o potencial de Sua graça. Na mulher adúltera, no publicano corrupto, no pescador irascível, no endemoniado incontrolável, Jesus ouviu o grito de corações desesperados por perdão e misericórdia. Jesus sabia que, por meios humanos, nenhum deles encontraria a paz tão desejada. A carta que o profeta Jeremias enviou aos exilados com as palavras do Senhor estava envolvida com muito amor, misericórdia e esperança. Havia uma promessa escrita ali e orientações bem claras em como sobreviver em Babilônia até que pudessem retornar para casa: Edificar casas, plantar pomares, gerar filhos e filhas, não dar ouvidos a falsos profetas e buscar ao Senhor de todo o coração.

No contexto do grande conflito, estamos todos exilados em um mundo de pecado. Estamos cercados pela corrupção, imoralidade e costumes que têm feito deste tempo um período tão pior quanto o que Cristo presenciou em Seu ministério terrestre ou o que Jeremias teve de suportar. Como era verdadeira a carta de Jeremias aos exilados de seu povo, também podemos comprovar em nossos dias a veracidade do que Paulo escreveu em uma de suas cartas ao jovem Timóteo: “Sabe, porém, isto: nos últimos dias, sobrevirão tempos difíceis; pois os homens serão egoístas, avarentos, jactanciosos, arrogantes, blasfemadores, desobedientes aos pais, ingratos, irreverentes, desafeiçoados, implacáveis, caluniadores, sem domínio de si, cruéis, inimigos do bem, traidores, atrevidos, enfatuados, mais amigos dos prazeres que amigos de Deus, tendo forma de piedade, negando-lhe, entretanto, o poder. Foge também destes” (2Tm.3:1-5).

Diante desta realidade que não poucas vezes temos visto dentro da igreja e até de nossa própria casa, só nos resta uma estratégia, que está contida no capítulo de hoje: “Então, Me invocareis, passareis a orar a Mim, e Eu os ouvirei. Buscar-Me-eis e Me achareis quando Me buscardes de todo o vosso coração” (v.12-13). Era essa a estratégia espiritual de Cristo. O sol nunca aparecia no horizonte sem encontrar o nosso Salvador de joelhos em comunhão com Seu Pai. Jesus foi a perfeita carta de Deus à humanidade. Mas aos cristãos foi dada a missão global de serem a “carta de Cristo… escrita não com tinta, mas pelo Espírito do Deus vivente, não em tábuas de pedra, mas em tábuas de carne, isto é, nos corações” (2Co.3:3).

Em meio à Babilônia espiritual atual, todos precisam ler em nossa vida que Jesus Cristo é “o caminho, e a verdade, e a vida” (Jo.14:6); que Ele não rejeita ninguém que vá a Ele em humildade (Jo.6:37); que os cansados e sobrecarregados com os fardos deste mundo podem encontrar alívio em Jesus (Mt.11:28); que a vida eterna consiste em conhecer o Pai e o Filho (Jo.17:3); que Ele é “a ressurreição e a vida” e todo aquele que nEle crê, “ainda que morra, viverá” (Jo.11:25); que Ele voltará e nos levará para morar com Ele na casa de Seu Pai (Jo.14:1-3), onde “estaremos para sempre com o Senhor” (1Ts.4:17). Jesus não nos prometeu facilidades nesta missão. Por vezes, nos sentiremos como que prestes a desfalecer. Contudo, ainda que duramente provados, consideremos os nossos sofrimentos como o fizeram os primeiros discípulos do Senhor: “E eles se retiraram do Sinédrio regozijando-se por terem sido considerados dignos de sofrer afrontas por esse Nome” (At.5:41). Seguindo o conselho da divina Carta original: Vigiemos e oremos!

Bom dia, cartas de Cristo!

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus #Jeremias29 #RPSP

Comentário em áudio: youtube.com/user/nanayuri100



JEREMIAS 29 – COMENTÁRIO PR HEBER TOTH ARMÍ by Jeferson Quimelli
24 de novembro de 2020, 0:40
Filed under: Sem categoria

JEREMIAS 29 – A mensagem de Deus pode chegar-nos de diversas formas. A escrita é a melhor, mais confiável. Portanto, as Escrituras devem ser nossa base de avaliação de qualquer suposta revelação. Leia atentamente este comentário após ler o capítulo bíblico mencionado:

1. A introdução (vs. 1-3) fala da carta que o profeta Jeremias enviou de Jerusalém aos cativos hebreus em Babilônia.
Enviar mensagens escritas aos seres humanos foi uma estratégia divina desde a invenção dos caracteres, ou seja, as letras. As cartas inspiradas são conhecidas tanto no Antigo quanto no Novo Testamento.

2. Jeremias escreveu, mas as Palavras são de Deus. Objetivando tornar-Se acessível, Deus Se humilha pedindo auxílio humano para escrever Sua mensagem (v. 4).

3. O recado de Deus visava beneficiar aos sofredores exilados. Eles deveriam…
• …construir habitações;
• …plantar, colher, casar e constituir famílias;
• …procurar a paz;
• …orar pelos opressores (vs. 5-7).

Os conselhos de Deus são confusos para nossa mente limitada. Precisamos aceitar no íntimo do coração as orientações divinas que são infinitamente melhores que nossas mais altas ambições, mais nobres que nossos mais importantes planos, e produzem resultados mais satisfatórios do que apegarmo-nos a nossas míseras estratégias.

4. Deus alerta aos cativos que os profetas que eles criam terem sido levantados por Ele na verdade eram falsos. Eles iludem, apregoam falsa esperança. Como ninguém, Deus sabe o que faz, o que diz e o que fará (vs. 8-15).

5. Deus, outrora, havia dito aos judeus a irem ao cativeiro, contudo o povo ignorou; portanto, quem desobedeceu sofrerá as consequências (vs. 16-19). Agora, Deus quer que os exilados deem atenção às Suas orientações, apesar dos falsos profetas (vs. 20-23).
Ainda que as falsas mensagens de esperança pareçam mais interessantes que as de Deus, elas só trazem decepção. É melhor confiar em Deus; Ele sempre deseja o bem das pessoas.

6. Semaías “dedurou” o conteúdo da carta a Sofonias, chamando Jeremias de louco. Jeremias desaprovou e condenou a atitude dos seus acusadores que alegavam possuir o dom de profecia. Coitado deles (vs. 24-32).

Desrespeitar Deus e Seus servos significa preparar a própria sepultura; pois, tal desrespeito promove rebeldia. Quem age assim torna-se obstáculo à salvação dos pecadores. Cuidado com tais pessoas!

É melhor confiar em Deus. Ele sabe o que faz! Reavivemo-nos! – Heber Toth Armí.




%d blogueiros gostam disto: