Reavivados por Sua Palavra


JEREMIAS 10 – ACESSE AQUI O POST DESEJADO by Jeferson Quimelli
5 de novembro de 2020, 1:10
Filed under: Sem categoria

TEXTO BÍBLICO JEREMIAS 10 – Primeiro leia a Bíblia

JEREMIAS 10 – COMENTÁRIO BLOG MUNDIAL (Associação Geral)

JEREMIAS 10 – COMENTÁRIO SELECIONADOS

COM. TEXTO ROSANA GARCIA BARROS

COM. TEXTO – PR HEBER TOTH ARMÍ

COM. VÍDEO PR ADOLFO SUÁREZ(link externo)

COM. VÍDEO PR EVANDRO FÁVERO (link externo)

VÍDEO PR VALDECI JÚNIOR (link externo)

VÍDEO PR WEVERTON CASTRO E EQUIPE (link externo)

VÍDEO PR RONALDO DE OLIVEIRA (link externo)



JEREMIAS 10 by Jobson Santos
5 de novembro de 2020, 0:55
Filed under: Sem categoria

Texto bíblico: https://pesquisa.biblia.com.br/pt-BR/NVI/jr/10

Israel, e mais tarde Judá, alguma vez aprendeu com as experiências anteriores? O livro dos Juízes dá uma resposta simples: NÃO!

Por que os reinos de Israel e Judá tiveram um fim catastrófico? Podemos sorrir condescendentemente com o fracasso deles e dizer: “Somos diferentes; nós temos a verdade!” Será? Essa verdade está mudando nossas vidas, mudando a maneira como tratamos os irmãos e as irmãs da igreja que podem interpretar as coisas de maneira diferente da nossa?

Estamos vivendo em tempos difíceis. Indicadores políticos e econômicos apontam para a breve vinda de Jesus. Mudanças climáticas, catástrofes, convulsões econômicas e políticas no mundo inteiro deveriam nos deixar de joelhos, implorando pelo derramamento especial do Espírito Santo. Precisamos da sabedoria do céu para saber como direcionar a atenção das pessoas para nosso Salvador e Seu retorno iminente. Vamos nos envolver em algum tipo de divulgação e compartilhar ativamente as Boas Novas, porque essa janela de oportunidade se fechará em breve! Juntos e individualmente, oremos por sabedoria para possamos dar um bom testemunho daquilo que acreditamos!

Ulli Tutsch
Professora secundária aposentada
Yakima, estado de Washington, EUA

Texto original: https://www.revivalandreformation.org/?id=1033
Tradução: Pr Jobson Santos/Jeferson Quimelli/Gisele Quimelli/Luis Uehara



JEREMIAS 10 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS by Jeferson Quimelli
5 de novembro de 2020, 0:50
Filed under: Sem categoria

624 palavras

1 Casa de Israel. Esta expressão é utilizada neste versículo para designar o remanescente da nação israelita, o reino de Judá, em vez do reino do norte. CBASD – Comentário Bíblico Adventista do Sétimo Dia, vol. 4, p. 429.

Caminho dos gentios. A referência primária é à forma de adoração e à religião deles (ver Lv 18:3; 20:23; ver com. de Jr 4:18). CBASD, vol. 4, p. 429, 430.

Sinais dos céus. Fenômenos celestes, como eclipses, cometas e conjunções particulares dos corpos celestes eram frequentemente considerados como indicações de destino nacional ou individual (ver Is 47:13). CBASD, vol. 4, p. 430.

Não tenhais receio deles. O profeta declara que esses deuses [a quem os pagãos adoravam] eram incapazes de ferir seus inimigos ou ajudar seus amigos. eles também não recompensavam nem puniam (ver Is 41:23). CBASD, vol. 4, p. 430.

Ninguém há semelhante. Deus é apresentado como incomparável (ver Êx 15:11; Sl 86:8, 10). CBASD, vol. 4, p. 430.

Estúpidos e loucos. Os adoradores de ídolos são descritos como embrutecidos, não receptivos, brutos e estúpidos (ver com. de Sl 115:8; Jn 2:8). CBASD, vol. 4, p. 431.

10 Deus vivo. Em contraste com a falta de vida dos ídolos, Deus tem vida em Si mesmo (Jo 5:26). A fonte de Sua existência está em Seu ser. Todos os outros seres vivos subsistem “Nele” (ver At 17:28). CBASD, vol. 4, p. 431.

15 Obra ridícula. Os ídolos merecem apenas o ridículo e o escárnio. Contudo, a crença sincera de um idólatra não deve ser ridicularizada por um cristão. CBASD, vol. 4, p. 432.

17 Tira do chão. Após a digressão [desvio momentâneo do assunto sobre o qual se fala ou escreve] nos v. 10:1 a 16, ao lidar com a tolice da idolatria, a profecia retoma o assunto do cap. 9, ou seja, a desolação iminente da terra e do exílio dos habitantes de Judá. De maneira dramática o profeta ilustra a partida dos exilados. Adverte as pessoas para reunir alguns artigos ás pressas e a se preparar para a partida imediata para Babilônia (ver Ez 12:3). CBASD, vol. 4, p. 432.

18 Arrojarei. Ilustração da violência da expulsão (ver Jr 16:13; cf 1Sm 25:29). O próprio Yahweh é o narrador. CBASD, vol. 4, p. 432.

19 Ai de mim, por causa da minha ruína! A nação, personificada neste versículo, é retratada como lamentando sua calamidade, a ruína de sua casa e a perda de seus filhos. CBASD, vol. 4, p. 432.

Tenho de suportá-lo. Reconhecer e aceitar a aflição que alguém trouxe sobre si por meio de seu mau caminho é o primeiro passo para a mudança (Lm 3:39, 40). Os judeus da época de Jeremias rejeitaram categoricamente qualquer sugestão de que repetidas mensagens de Deus, alertando para a iminência de cativeiro, poderiam se tornar realidade (ver Jr 7:3; Ez 11:3; 12:21-28). Mesmo a alma devota de Jeremias se rebelou, a princípio, com o pensamento. Ele se sentia profundamente ferido (Jr 4:19; 8:21; 15:18), chorou (9:1; 13:17; 14:17) e orou para que o cativeiro fosse evitado (7:16; 11:14; 14:11). Ele demorou a perceber que o desastre nacional não poderia ser detido (ver 11:11; 14:19). CBASD, vol. 4, p. 433.

22 Rumor. A comoção representa a marcha de um grande exército indo para a batalha (ver jr 6:23; 8:16). CBASD, vol. 4, p. 433.

23 Eu sei. O profeta é o interlocutor, mas ele fala como representante de Israel. Os v. 23 e 24 constituem uma oração de intercessão, com uma confissão de pecados apropriada e o pedido para um castigo moderado (ver Jr 18:20). CBASD, vol. 4, p. 433.

Dirigir os seus passos. O ser humano precisa da orientação divina em cada passo. Deus dirige os passos de uma boa pessoa (Sl 37:23). CBASD, vol. 4, p. 433.

24 Castiga-me, ó SENHOR. Neste pedido está implícita uma confissão de erro e a admissão da necessidade de correção. É um sinal positivo do pecador admitir francamente o erro de seus caminhos e, por iniciativa própria, se submeter à correção. CBASD, vol. 4, p. 433.

Devoraram a Jacó. Deus permitiu que os pagãos castigassem Seu povo escolhido. Satanás buscava tirar vantagem da ocasião para destruir Israel completamente (ver Is 10:6, 7). As nações excederam a permissão de Deus (Is 47:6). CBASD, vol. 4, p. 433.



JEREMIAS 10 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
5 de novembro de 2020, 0:45
Filed under: Sem categoria

“Ninguém há semelhante a Ti, ó Senhor; Tu és grande, e grande é o poder do Teu nome” (v.6).

O contraste apresentado pelo profeta entre Deus e as imagens de escultura poderia ser facilmente aplicado aos povos pagãos, mas foi uma dura repreensão à “casa de Israel” (v.1). Israel se envolveu com a cultura e os costumes religiosos das nações vizinhas de modo que “todos se tornaram estúpidos e loucos” (v.8). Trocaram “o Deus vivo e o Rei eterno” (v.10) pelos ídolos que “são como um espantalho no pepinal e não podem falar” (v.5). Trocaram “o Criador de todas as coisas” (v.16) pela “obra ridícula” que, “no tempo do seu castigo”, virá “a perecer” (v.15).

Somada à idolatria nacional havia o descaso daqueles que deveriam promover o reavivamento e a reforma tão necessários. “Porque os pastores se tornaram estúpidos e não buscaram ao Senhor; por isso, não prosperaram, e todos os seus rebanhos se acham dispersos” (v.21). A liderança religiosa frouxa e insensata conduzia a nação para uma condição cada vez mais baixa, fortalecendo assim a sua perda de identidade. “Todo homem se tornou estúpido” (v.14), aprendendo “o caminho dos gentios” (v.2) e praticando “os costumes dos povos” (v.3). Jeremias parecia ser o único a reconhecer a limitação humana (v.23), sua necessidade de correção e completa dependência de Deus.

Esquecendo-se do Senhor e de Sua Palavra, os filhos de Israel viviam uma religião apenas nominal. Dirigindo-Se “aos judeus que haviam crido nEle”, Jesus disse: “Se vós permanecerdes na Minha Palavra, sois verdadeiramente Meus discípulos” (Jo.8:31). Enquanto Jeremias teve de lidar com uma geração idólatra, Jesus experimentou lidar com uma geração hipócrita. Uma, de moral rebaixada, outra, advogada da moral. Ambas, porém, incorreram em dois extremos: intemperança e legalismo. Mas o princípio que teria transformado essas duas gerações de Israel em filhos da luz era o mesmo: “Ouvi a Palavra que o Senhor vos fala a vós outros, ó casa de Israel” (v.1).

Uma sociedade sem leis é passível de desordem e toda sorte de hediondos resultados. É do intuito de Satanás promover tamanha ruína sobre o mundo, lançando sobre a Terra as sementes do engano e do desprezo pela verdade com o mesmo afinco com que maculou terça parte dos anjos no princípio do grande conflito. Ao seus agentes humanos apontarem para a Palavra de Deus como uma obra retrógrada e passível de mudanças, a autoridade e a Lei de Deus são negadas e rebaixadas à condição de um mero livro de aleatória consulta. Deus não nos chamou a viver uma religião de conveniência ou de aparência. Ele nos oferece uma fé viva que é alimentada pelas Escrituras e fortalecida no crisol de nossas lutas diárias, a fim de que possamos conhecê-Lo.

Se “não cabe ao homem determinar o seu caminho, nem ao que caminha o dirigir os seus passos” (v.23), muito menos tem o homem autoridade sobre a Palavra do “Senhor dos Exércitos” (v.16). Se a lei de um rei não poupou Ester e seus conterrâneos de um dia de lutas e aflição (Ester 8:11); se o decreto de Dario não pôde ser revogado em favor do fiel Daniel (Dn.6:14-15); se a palavra de Herodes não pôde ser mudada diante do escabroso pedido da execução de João Batista (Mt.14:9); o que nos faz pensar que a imutável Palavra do Senhor pode ser moldada conforme os padrões deste mundo, e que o mandamento que é santo, justo e bom é passível de mudanças jamais autorizadas (Rm.7:12; Ap.22:18-19)?

Neste tempo em que “Satanás está exercendo o seu poder”, com suas malignas visitações “mais e mais frequentes e desastrosas” (O Grande Conflito, p.594), o maior perigo para a nossa vida e para a nossa família está em afastar-nos das verdades que por sua eficácia, e fidelidade de Seu Autor, são a nossa única salvaguarda. Aproxima-se o momento em que pela lealdade e obediência dos filhos de Deus, estes receberão sobre si a acusação de serem a causa das calamidades finais. Quando for assinado o decreto que nos obriga a honrar um sábado ilegítimo, que nossa vida assinale o testemunho da “perseverança dos santos” (Ap.14:12). Vigiemos e oremos!

Bom dia, os que guardam os mandamentos de Deus e têm a fé em Jesus!

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus #Jeremias10 #RPSP

Comentário em áudio: youtube.com/user/nanayuri100



JEREMIAS 10 – COMENTÁRIO PR HEBER TOTH ARMÍ by Jeferson Quimelli
5 de novembro de 2020, 0:40
Filed under: Sem categoria

JEREMIAS 10 – Não é verdade que todas as religiões são boas; assim como também não é verdade que importante é servir a algum deus, não importa qual. A idolatria é pecado tanto quanto o politeísmo e o sincretismo religioso, ou o ateísmo.

• O Deus bíblico é único. E, por isso, Ele exige fidelidade exclusiva – obviamente!

No capítulo anterior (9:25-26) Jeremias começou a destacar-se como profeta das nações, conforme Deus lhe prometera em sua insignificância (1:10). Deus cumpre o que promete; por isso, o capítulo em pauta conclui com profecias de juízo às nações idólatras e às que causaram danos ao povo escolhido (vs. 17-25).

A. W. Tozer destaca: “A essência da idolatria é cultivar pensamentos sobre Deus que não são dignos dEle”. Sendo assim, o que Jeremias diria…
• a nossa geração?
• a nossa igreja?
• a nós individualmente?

A mensagem profética é relevante a judeus e não judeus. Pessoas de todas as nações e confissões religiosas devem entender que…
1. Não há ninguém ou nenhum ser como o Deus da Bíblia (vs. 6-7);
2. Só YHWH é Rei sobre todas as nações da Terra (v. 7);
3. Só YHWH é legitimamente Deus (v. 19);
4. Só YHWH é verdadeiramente vivo, dinâmico e atuante (v. 10);
5. Só YHWH é um soberano monarca e eterno (v. 10);
6. Só YHWH é realmente Criador (vs. 11-13, 16).

Diferentemente do Deus verdadeiro, os outros deuses…
1. …são invenções e criações de falhos seres humanos, não passam de meros ídolos imprestáveis (vs. 3-4, 8-9, 14-15);
2. …se movimentam quando são carregados. Se eles só se movem com auxílio humano, como podem favorecer aos que lhes são devotos? (v. 5);
3. …não revelam nada, não ensinam nada, não abençoam ninguém. O que eles são? (v. 8);
4. …existem apenas por causa da fabricação humana. Eles não se criam e nem criam nada, absolutamente (v. 11);
5. …não são vivos, não comunicam vida nem a protegem. Qual, então, o valor deles? (v. 14).

Jeremias, mesmo sendo “reservado e sensível por natureza, ainda assim foi chamado por Deus para condenar com severidade a apostasia de sua época”, analisa William MacDonald.

O único remédio para nossa situação espiritual é um apego radical ao Deus verdadeiro, sem o qual estamos fadados ao fracasso total! – Heber Toth Armí.




%d blogueiros gostam disto: