Reavivados por Sua Palavra


JEREMIAS 23 – ACESSE AQUI O POST DESEJADO by Jeferson Quimelli
18 de novembro de 2020, 1:10
Filed under: Sem categoria

TEXTO BÍBLICO JEREMIAS 23 – Primeiro leia a Bíblia

JEREMIAS 23 – COMENTÁRIO BLOG MUNDIAL (Associação Geral)

JEREMIAS 23 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS

COM. TEXTO ROSANA GARCIA BARROS

COM. TEXTO – PR HEBER TOTH ARMÍ

COM. VÍDEO PR ADOLFO SUÁREZ (link externo)

COM. VÍDEO PR EVANDRO FÁVERO (link externo)

VÍDEO PR VALDECI JÚNIOR (link externo)

VÍDEO PR WEVERTON CASTRO E EQUIPE (link externo)

VÍDEO PR RONALDO DE OLIVEIRA (link externo)



JEREMIAS 23 by Jobson Santos
18 de novembro de 2020, 0:55
Filed under: Sem categoria

Texto bíblico: https://pesquisa.biblia.com.br/pt-BR/NVI/jr/23

Este capítulo de Jeremias fala aos líderes espirituais. Deus está falando a respeito de pastores, os líderes espirituais que tinham influência sobre o seu povo, ou pastores de igrejas. O que está envolvido quando uma pessoa representa Deus perante o povo? O que significa falar em nome de Deus? É possível perverter as Palavras de Deus, representá-Lo mal e profetizar mentiras em Seu nome? É possível usar o nome de Deus de maneira casual e descuidada para dar credibilidade aos nossos propósitos?

Deus pronuncia uma desgraça contra os pastores que dispersaram o Seu povo. Em meio à escassez de liderança espiritual, o Espírito Santo, por meio de Jeremias, derrama um raio de luz brilhante em um mundo escuro. Ao profetizar que o próprio Deus estabelecerá novos pastores que cuidarão de Seu povo, ele irrompe em uma bela profecia messiânica!

Eis que vêm dias, diz o SENHOR, em que levantarei a Davi um Renovo justo; e, rei que é, reinará, e agirá sabiamente, e executará o juízo e a justiça na terra. Nos seus dias, Judá será salvo, e Israel habitará seguro; será este o seu nome, com que será chamado: SENHOR, Justiça Nossa. (23:5, 6, NVI)

Os ouvintes de Jeremias precisavam desesperadamente de Sua justiça, e nós também.

Dan Houghton
Hart Research Center
Califórnia, EUA

Texto original: https://www.revivalandreformation.org/?id=1020
Tradução: Pr Jobson Santos/Jeferson Quimelli/Gisele Quimelli/Luis Uehara



JEREMIAS 23 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS by Jeferson Quimelli
18 de novembro de 2020, 0:50
Filed under: Sem categoria

255 palavras

5 . Rei que é, reinará. Ou, “Ele reinará como Rei”, referindo-se ao Renovo, Cristo, que governará o reino dos redimidos com “o juízo e a justiça” (ver Is 9:6, 7; Dn 7:13, 14; Ap 11:15). CBASD, vol. 4, p. 477.

14 Coisa horrenda. A ousada hipocrisia dos falsos profetas, que os levava a profetizar em nome do Senhor enquanto transgrediam Suas mandamentos era mais horrenda a Jeremias do que a aberta adoração a Baal. Devido à natureza do pecado da falsidade, havia mais esperança para o apóstata declarado do que para os hipócritas (ver T5, 144). CBASD, vol. 4, p. 478.

16 E vos enchem de vãs esperanças. Isso revela a diferença entre os verdadeiros e os falsos profetas. Os primeiros reprovavam o povo pelos pecados, pronunciando o juízo de Deus sobre eles caso não se arrependessem. Os últimos abrandavam e acalmavam o povo com enganosas garantias de paz, que não saíam “da boca do Senhor” (ver com. de Jr 14:13). CBASD, vol. 4, p. 478.

20 Nos últimos dias. O povo de Deus compreenderia, depois do cativeiro babilônico, que o desastre ocorrera como castigo e disciplina para eles (ver Ez 14:22, 23). CBASD, vol. 4, p. 478.

30 Furtam as Minhas palavras. Os falsos profetas revestiam suas mensagens emprestadas com a linguagem dos verdadeiros profetas para garantir o grande engano. CBASD, vol. 4, p. 479.

33 Qual é a sentença pesada … ? Evidentemente, os falsos profetas arrogantemente perguntavam qual era a mensagem divina que Jeremias tinha para eles. A repetição da questão transmite uma sensação de ironia. A LXX e a Vulgata traduzem: “Vós sois o peso”, isto é, a mensagem é sobre vocês e para vocês. CBASD, vol. 4, p. 479.



JEREMIAS 23 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
18 de novembro de 2020, 0:45
Filed under: Sem categoria

“Não é a Minha palavra fogo, diz o Senhor, e martelo que esmiúça a penha?” (v.29).

Todas as manhãs eu olho para o céu e contemplo um cenário diferente. O formato, tamanho e disposição das nuvens fazem do firmamento uma tela em constante mudança. Nunca conseguiremos contemplar o céu exatamente igual ao que já vimos, mas isso não muda o fato de que estamos olhando para o mesmo céu que no princípio foi criado. Assim também o mundo está em constante transformação. Cada dia é uma caixinha de surpresas. Olhe para o contexto mundial há apenas dez anos atrás e você perceberá a grande diferença para o contexto atual. Mas apesar das diferenças entre as gerações, o mundo continua sendo o alvo do imutável amor: “Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu o Seu Filho unigênito, para que todo o que nEle crê não pereça, mas tenha a vida eterna” (Jo.3:16).

Munido com a arma forjada, que é a Palavra de Deus, Jeremias teve que lidar com pastores que dispersavam e destruíam as ovelhas do Senhor (v.1) e profetas que cometiam adultérios, andavam com falsidade e fortaleciam as mãos dos malfeitores (v.14). Cada dia, o profeta de Deus contemplava um cenário diferente de degradação enquanto tentava desesperadamente advertir o povo sobre os resultados de sua maldade. Mas apesar da corrupção nacional, e mundial, porque “a Terra está cheia de adúlteros e chora por causa da maldição divina” (v.10), como o Seu amor, a fidelidade de Deus também é imutável. Em um tempo sobremodo escuro, Deus cumpriu as “Suas santas palavras” (v.9), e levantou “a Davi um Renovo Justo” (v.5).

Jesus veio, “trazendo salvação nas Suas asas” (Ml.4:2) e sendo o “Senhor, Justiça Nossa” (v.6). Desde a Sua concepção até à Sua morte e ressurreição, tudo aconteceu conforme estava escrito sobre Ele por intermédio dos profetas. A indiferença de Seu povo, os dias de duras provas e a rejeição final da nação eleita não mudou o fiel cumprimento de cada sagrada palavra escrita a Seu respeito. Por preceito e por exemplo Jesus executou “o juízo e a justiça na Terra” (v.5). E, como bom Pastor, tem recolhido o restante das Suas ovelhas, “de todas as terras” e as feito “voltar aos seus apriscos” (v.3). Ele tem provado o Seu amor para com a humanidade caída ainda que a condição do mundo se mostre cada vez pior.

Eis a tempestade do Senhor!” (v.19). “Eis que vêm dias” (v.5) em que este mundo estará completamente envolto por grossas e densas nuvens de corrupção. E, como Sodoma e Gomorra (v.14), quase todos andarão “segundo a dureza do seu coração”, dando ouvidos aos falsos profetas que os enchem de “vãs esperanças” (v.16), dizendo: “Não virá mal sobre vós” (v.17). Como profetizou Daniel, assim sucederá: “os perversos procederão perversamente, e nenhum deles entenderá, mas os sábios entenderão” (Dn.12:10). Se buscarmos a verdadeira sabedoria, que só há nas Escrituras; se a Palavra de Deus estiver em nós e a falarmos “com verdade” (v.28), então, “nos últimos dias, entendereis isso claramente” (v.20).

Amados, assim como Jesus foi fiel aos reclamos da Palavra do Senhor, mesmo em um cenário completamente desfavorável, “tornando-Se obediente até à morte e morte de cruz” (Fp.2:8), Ele venceu para que sejamos vitoriosos com Ele. Ser obediente em meio a um mundo cada vez mais desobediente e corrupto é possível se estivermos dispostos a ouvir e praticar as “santas palavras” (v.9) do nosso Senhor. Qual casa edificada sobre a rocha, “caiu a chuva, transbordaram os rios, sopraram os ventos e deram com ímpeto contra aquela casa, que não caiu, porque fora edificada sobre a rocha” (Mt.7:25), olhemos para Cristo, nosso supremo Modelo, e tomemos também “por modelo no sofrimento e na paciência os profetas, os quais falaram em nome do Senhor” (Tg.5:10). Que a Bíblia seja para nós qual fogo que nos purifica de nossos pecados, e qual martelo, que nos quebra e nos refaz como um vaso novo. Que façamos parte do “restante” (v.3) que o Senhor recolherá e, muito em breve, levará para a Sua casa. Vigiemos e oremos!

Bom dia, praticantes das “santas palavras” do Senhor!

* Oremos para que a Palavra de Deus seja pregada em todo o mundo.

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus #Jeremias23 #RPSP

Comentário em áudio: youtube.com/user/nanayuri100



JEREMIAS 23 – COMENTÁRIO PR HEBER TOTH ARMÍ by Jeferson Quimelli
18 de novembro de 2020, 0:40
Filed under: Sem categoria

JEREMIAS 23 – O profeta verdadeiro está além do mero cumprimento de suas profecias. Tem a ver com a base e o objetivo de suas proclamações. Somente aqueles que apregoam compromisso com Deus e convidam aos ouvintes a arrependerem-se conforme os padrões bíblicos têm de verdade uma palavra da parte de Deus para anunciar.

A liderança civil de Israel estava um caos; mas, o que dizer da liderança religiosa? Estava tão ruim quanto a corrupção política, uma total apostasia – porém, sem deixar de ser religiosa.
• Que caos social, político e religioso na época de Jeremias!
• É diferente em nossa época?

O que foi introduzido em 4:8-10 e 14:13-16 será abordado no capítulo em pauta; e ampliado nos capítulos 27-29.
Aqui, Jeremias destaca dois tipos de profetas falsos: Aqueles que…
1. …não se levantaram contra os pecados de Samaria, Reino do Norte, deixando o povo descambar em suas perversidades por não terem autoridade moral nem espiritual para chamar a atenção em relação ao erro (vs. 9-13);
2. …eram seus contemporâneos em Judá, mas não aplicavam as Escrituras ao pregar, pelo fato deles mesmos estarem tão distantes do ideal de Deus para eles; estes confundiam os incautos e confirmavam os perversos em seus pecados (vs. 14-15).

Deus avalia, analisa e julga àqueles que usam Seu nome ao falar ao povo buscando aceitação (vs. 1-2). Por ser sério representar Deus, é necessário aprender as seguintes verdades reveladas:
• Pregar a Palavra de Deus sem ter comunhão com o Deus da Palavra é hipocrisia, um pecado pior que a apostasia (vs. 16-24).
• Pregar os próprios pensamentos ou pensamentos humanos, conceitos pagãos, especulações, fazer sensacionalismos, utilizando-se da Bíblia, atrai a condenação divina (vs. 25-32).
• Pregar por orgulho de ser aplaudido, por vaidade esperando elogios, ou pelo simples prazer de estar por cima dos demais, torcendo a Palavra divina, significa ser convocado pelo diabo, não por Deus (vs. 33-40).

À sociedade em trevas morais, afogada num sombrio futuro desesperador, Deus promete arregaçar as mangas; e, Ele mesmo vai agir (vs. 3-4). Jesus é o Deus que entrou neste mundo corroído. Ele é o Bom Pastor e o Rei que salva o povo. NEle reside nossa única solução verdadeira (vs. 5-8).

Jesus é Senhor, Justiça Nossa! Reavivemo-nos! – Heber Toth Armí.




%d blogueiros gostam disto: