Reavivados por Sua Palavra


ISAÍAS 07 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
28 de agosto de 2020, 0:45
Filed under: Sem categoria

“Portanto, o Senhor mesmo vos dará um sinal: eis que a virgem conceberá e dará à luz um filho e lhe chamará Emanuel” (v.14).

Alianças políticas eram muito comuns e o Antigo Testamento relata várias delas. A união entre a Síria e Israel (Efraim) causou pavor ao rei Acaz e ao povo de Judá, justamente porque o rei havia se negado a fazer parte desta mesma aliança contra a Assíria. Esta negativa representou uma afronta para aqueles dois reinos, e a possibilidade deles se levantarem contra Jerusalém era iminente. Diante disso, o cenário era de medo e de total desespero (v.2).

No entanto, o Senhor enviou Isaías para transmitir a Acaz as Suas palavras: “Acautela-te e aquieta-te; não temas, nem se desanime o teu coração por causa destes dois tocos de tições fumegantes…” (v.4). “Sear-Jasube”, que quer dizer “Um-Resto-Volverá” (v.3), era o primogênito do profeta e uma espécie de recado vivo de que o remanescente subsistiria. Na iminência de uma provável batalha, Deus enviou uma mensagem de esperança e de alento. Ele agiria em favor do Seu povo e Acaz não precisava temer. O Rei dos reis decretou: “Isto não subsistirá, nem tampouco acontecerá” (v.7). Porém, Acaz precisava crer (v.9).

Deus foi tão longânimo que Ele mesmo incentivou o rei de Judá a Lhe pedir um sinal: “Pede ao Senhor, teu Deus, um sinal” (v.11). Infelizmente, muitas vezes a nossa fé é movida pelo sobrenatural. Como Tomé, precisamos ver para crer (Jo.20:24-25). Deus conhecia o duro coração daquele rei e por isso propôs um sinal. Contudo, Acaz se negou a pedir: “Não o pedirei” (v.12), decidindo confiar na aliança política com a Assíria (2Rs16:5-7). O que resultou ao reino de Judá (v.17) a tão temida desolação (v.18) e vergonha (v.20).

Mesmo que a dureza do coração do homem insista em perdurar, há sinais divinos que não dependem da minha ou da sua vontade. Ainda que Acaz houvesse negado o privilégio de presenciar um sinal de Deus, outro sinal aconteceria, quer ele quisesse, quer não: “eis que a virgem conceberá e dará à luz um filho e Lhe chamará Emanuel” (v.14). Precioso Cordeiro de Deus! Aquele que traria ao mundo a vitória, não apenas de batalhas terrenas, mas, do grande conflito de todos os tempos! Príncipe da Paz que estabeleceria, não um reino mortal, mas, um reino eterno!

Cristo veio a primeira vez e prometeu voltar (Jo.14:1-3)! Pode ser que você esteja pedindo ou esperando que um grande sinal aconteça para finalmente tomar uma firme decisão ao lado do Senhor. Entenda, não é errado pedir sinais, desde que você tenha o bom senso de buscar a Deus, primeiramente, na fonte que Ele nos deixou como o sustentáculo de nossa fé: a Bíblia. O estudo da Palavra, aliado à uma vida de oração, deve ser o fundamento de nossa vida cristã. Quando Gideão pediu sinais ao Senhor (Jz.6:17, 36-40) não foi para fundamentar a sua fé em Deus, mas porque se considerava incapaz para a missão que lhe foi confiada (Jz.6:15).

Portanto, amados, a fé verdadeira é aquela que, fundamentada na Palavra de Deus, confia nos sinais que o Senhor já nos revelou (Hb.11:1), que têm cumprido e que certamente cumprirá. “Então, aparecerá no céu o sinal do Filho do Homem” (Mt.24:30). Este é um sinal que, acreditem ou não, em breve vai se cumprir! Não endureça o teu coração como fez Acaz! Prepara-te, ó remanescente fiel! O Rei vem vindo! Vigiemos e oremos!

Bom dia, “Um-Resto-Volverá”!

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus #Isaías7 #RPSP

Comentário em áudio: youtube.com/user/nanayuri100


Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.



%d blogueiros gostam disto: