Reavivados por Sua Palavra


JUÍZES 20 – Comentário Pr. Heber Toth Armí by jquimelli
27 de fevereiro de 2016, 21:29
Filed under: Sem categoria

JUÍZES 20 – Se Israel tivesse sido fiel a Deus… Se os levitas tivessem se comprometido com sua função sacerdotal… Se a busca pelos princípios espirituais fossem levados mais a sério… o livro de Juízes não existiria!

Após o levita espalhar os pedaços de sua esposa-prostitua às doze tribos de Israel, a situação ficou complicada. Observe o esboço deste capítulo extraído do Comentário Bíblico Adventista:

1. O levita declara sua afronta em uma assembleia geral (vs. 1-7);

2. A declaração da assembleia (vs. 8-11);

3. Os benjamitas resistem contra os israelitas (vs. 12-17);

4. Os israelitas perdem quarenta mil soldados em duas batalhas (vs. 16-25);

5. Por meio de uma tragédia, destroem todos os benjamitas, exceto seiscentos (vs. 26-48).

A depravação da religião resulta em depravação da sociedade. A depravação da sociedade gera um ambiente perigoso. Uma corruptela da moralidade torna as pessoas cruéis, agressivas e corrompidas. Não há outra explicação para uma nação em conflito e rebelião, confusão e exacerbada corrupção.

Pequenas concessões aos pecados resultam em grandes confusões. Uma guerra civil no povo de Deus nos dias dos juízes deixou claro como o pecado é vil. Desgraças e caos social promovem reavivamentos, mas não verdadeiros. Observe:

“Uma vez arrefecida a fúria, as onze tribos deram-se conta que haviam praticamente exterminado uma tribo de Israel e caíram em pranto […]. Ofereceram sacrifícios ao Senhor, mas não há registro algum de que o povo tenha se humilhado, confessado seus pecados e buscado ajuda do Senhor” (Warren W. Wiersbe).

Enfim,

· Nem toda contrição, tristeza e arrependimento resulta em humilhação, restauração e perdão divino.

· Nem todo movimento coletivo em prol da justiça é um reavivamento justo perante Deus.

· Reavivamento que não resulta em reforma de vida, de coração e que leve a um compromisso com Deus e Seus sagrados princípios não passa de uma fraude do verdadeiro reavivamento.

· Compromisso insuficiente com Deus gera espiritualidade deficiente, fé decadente e fervor deprimente.

Os últimos capítulos de Juízes são como apêndice apresentando as condições religiosas, políticas e sociais do povo de Deus nos dias dos doze juízes apresentados nos capítulos 3 a 16, imediatamente à conquista da Terra Prometida. Após Deus ter feito tanto e cumprido o que havia prometido a eles, é assim que eles reagiram. E quanto a nós? – Heber Toth Armí.



Tema10 – 10 Dias de Oração – VERDADEIRA ADORAÇÃO by jquimelli
27 de fevereiro de 2016, 10:04
Filed under: Sem categoria



Juízes 20 by jquimelli
27 de fevereiro de 2016, 1:00
Filed under: Sem categoria

Comentário devocional:

Juízes se inicia com a morte de Josué e a subsequente apostasia de Israel. Desde então, os filhos de Israel foram oprimidos por causa da sua infidelidade e também se dividiram e chegaram, às vezes, até mesmo a lutar e matar uns aos outros. Neste capítulo, finalmente vemos o que não havia mais acontecido desde os dias de Josué: a nação inteira de Israel – exceto os benjamitas – se ajuntando “como um homem” (v. 8). Reuniram-se para tratar da “maldade” que havia ocorrido entre eles.

Deus intencionalmente permitiu que Israel fosse derrotado duas vezes antes de conceder-lhes a vitória. Havia uma importante lição a ser aprendida sobre como obter a bênção de Deus. Mesmo sendo justa a causa – remover a iniquidade de Israel -, o Senhor exige arrependimento e humildade, especialmente considerando que toda a nação era merecedora da ira de Deus.

Há um grande contraste entre o ultraje moral exibido em Gibeá e a completa falta de preocupação de Israel com todos os anos de aberta idolatria que eles praticaram. A punição pretendida aos gibeonitas era a completa destruição de toda a vida e propriedade, mas tal julgamento havia sido prescrito apenas para o pecado de idolatria (Dt 13:12-18)! Na sua hipocrisia, eles não perceberam que haviam sido mais diligentes na destruição de seus irmãos pelos pecados deles, do que o foram em buscar expiação pelos seus próprios pecados e extirpá-los do seu meio.

Que isso sirva de lição para nós! Antes de corrigirmos a outros devemos corrigir a nós mesmos.

Justo Morales
Southern Adventist University

Também disponível em: http://www.revivalandreformation.org/bhp/pt/biblia/jdg/20 e https://www.facebook.com/ReavivadosPorSuaPalavra
Texto original: http://www.revivalandreformation.org/bhp/en/bible/jdg/20 e http://revivedbyhisword.org/en/bible/jdg/20/
Texto original expandido em: https://reavivadosporsuapalavra.org/2012/12/02/
Tradução: Jeferson Quimelli/Pr Jobson Santos/Gisele Quimelli
Texto bíblico: Juízes 20
Comentário em áudio
Leituras da semana programa Crede em Seus Profetas: Patriarcas e Profetas, cap. 10-11




%d blogueiros gostam disto: