Reavivados por Sua Palavra


JUÍZES 12 – Comentário Pr. Heber Toth Armí by jquimelli
20 de fevereiro de 2016, 12:21
Filed under: Sem categoria

JUÍZES 12 – Tem coisas que sem oração não tem solução. A questão é mais séria do que muitos imaginam. Vida sem consagração é cheia de confusão.

Observe:

“O livro de Juízes começa com as tribos israelitas cooperando entre si (Juí. 1:1-3 e 22 – ‘casa de José’ = Efraim e Manassés’). Eles cooperaram liderados por Baraque (Juí. 5:14, 14 e 18) e Gideão (Juí. 7:23-25). Mas o problema entre as tribos cresceram desde a apatia (Juí. 5:15-17) até a contenda (Juí. 8:1-3) e finalmente a guerra (Juí. 12:1-6). Os israelitas se tornaram seus próprios inimigos!” (Roy Gane).

Brigas entre amigos, ou melhor, entre irmãos. A vida longe de Deus é de constante tensão, provocações e confusões. Houve guerra civil no povo de Deus. Nas palavras de Merril F. Unger, “o resultado foi disputa e guerra entre irmãos, morte e amargas e duradouras rixas, tão características de crentes que perderam o senso de unidade do Corpo de Cristo (1Co 12.13; Ef 4.1-6)”.

Jefté não teve a paciência e tolerância de Gideão (Juízes 8); consequentemente, morreram de Efraim, naquele tempo, 42.000 pessoas. Apesar disso, Gane afirma: “A despeito de suas faltas, Jefté foi um homem piedoso e zeloso perante o Senhor”; focando o Novo Testamento, ele atesta: “Levando em conta a época e as circunstâncias de sua vida, Deus registrou Jafté como um herói de fé (Heb. 11:32-34)”.

Após a morte de Jefté – que julgou por 6 anos –, levantaram-se outros juízes para governar a Terra Prometida:

• Ibsã, de Belém, que julgou Israel por 7 anos; porém, pouco se sabe sobre ele (vs. 8-10);

• Elom, de Zebulom, que julgou a Israel por 10 anos e foi sepultado em Aijalom (vs. 11-12);

• Abdom, de Piratom, que teve 40 filhos e 30 netos, que cavalgavam 70 jumentos. Julgou Israel por 8 anos e foi sepultado em terras amalequitas (vs. 13-15).

Juízes vêm, juízes vão; porém, a imoralidade em Israel continuava em ascensão. Isso é consequência da apatia do povo de Deus em relação à consagração.

Atenção:

1. Se for para guerrear, faça-o em prol da verdade;

2. Se for para lutar, que seja contra a imoralidade;

3. Se for para destruir, que seja a perversidade/iniquidade.

4. Se for para promover, que seja o sonho pela eternidade.

Consagremo-nos! Reavivemo-nos! Santifiquemo-nos! – Heber Toth Armí.



Tema 3 – 10 DIAS DE ORAÇÃO – OS DONS by jquimelli
20 de fevereiro de 2016, 8:03
Filed under: Sem categoria



Juízes 13 by jquimelli
20 de fevereiro de 2016, 1:00
Filed under: Sem categoria

Comentário devocional:

Não houve nenhum juiz igual a Sansão, e seu chamado também foi incomum. Na verdade, seu chamado veio através de seus pais, antes de ser concebido. Embora a esposa de Manoá lhe houvesse retransmitido a mensagem do Anjo, de forma completa e precisa, Manoá ainda duvidava. Não se tratava aqui de acreditar ou não em sua esposa, mas como Gideão, em ter certeza de que ele estava preparado para a tarefa diante dele. Manoá esperava mais instruções do que as concedidas. Para ele, certamente deveria haver mais coisas a saber para criar este menino, do que a obediência às simples ordens de Deus. Manoá precisava de um sinal e o Senhor o deu de uma forma surpreendente (vs. 19-20).

É reconfortante saber que Deus está disposto a trabalhar conosco, mesmo quando duvidamos de Suas palavras. Quer nos sintamos inadequados, ou simplesmente inseguros a respeito de Sua vontade, o Senhor encontrará uma meio de nos fornecer a tranquilidade e a orientação de que precisamos.

Faltou a Manoá o discernimento espiritual para reconhecer a Deus quando Ele apareceu diante de si. Mas, desde o começo, ele sabia o suficiente para orar por orientação e o Senhor respondeu a sua oração.

Justo Morales
Southern Adventist University

Também disponível em: http://www.revivalandreformation.org/bhp/pt/biblia/jdg/13 e https://www.facebook.com/ReavivadosPorSuaPalavra
Texto original: http://www.revivalandreformation.org/bhp/en/bible/jdg/13 e http://revivedbyhisword.org/en/bible/jdg/13/
Texto original expandido em: https://reavivadosporsuapalavra.org/2012/11/25/
Tradução: Jeferson Quimelli/Pr Jobson Santos/Gisele Quimelli
Texto bíblico: Juízes 13
Comentário em áudio
Leituras da semana programa Crede em Seus Profetas: Patriarcas e Profetas, cap. 8-9



Juízes 13 – Comentário Pr Heber Toth Armí by jquimelli
20 de fevereiro de 2016, 0:45
Filed under: Sem categoria

JUÍZES 13 – Se você lê o livro de Juízes procurando perfeição, logo se deparará com a decepção. Depois de tudo o que Deus já havia feito até o capítulo 12 de Juízes, note o primeiro versículo do capítulo 13:

“O povo de Israel voltou a agir mal diante do Eterno. Por isso, o Eterno os entregou ao domínio dos filisteus por quarenta anos”.

A seguir, o texto prepara-nos para o nascimento de Sansão; Dale Ralph Davis intitula o capítulo assim: “Nasce Sansão o salvador”. Salvador?

Sim! Roy E. Gane diz que “Sansão foi um libertador especial a quem Deus escolheu antes do Seu nascimento”. Por quê? Porque embora eles O tivessem abandonado, “Deus, em Sua grande misericórdia, não abandonara os israelitas”.

Todo nascimento de uma criança neste mundo é um milagre divino; porém, o nascimento de um bebê por uma mulher estéril (impossibilitada de engravidar) é bem mais impactante e mais miraculoso. Sansão, nitidamente, foi fruto de um milagre (vs. 2-3). Contudo, isso não resolve o problema da nação em pecado.

Sansão foi um milagre de mãe estéril. Manoá e sua esposa receberam não só a visita de um anjo, mas orientações divinas dele. Ao crescer, Sansão foi abençoado por Deus… e foi guiado pelo Espírito Santo. Eis o início da história do homem mais forte do mundo; do qual, através dele Deus começaria a livrar Israel das mãos dos filisteus (vs. 4-25).

• Acaso Deus omitiu alguma orientação?
• O que mais Deus deveria fazer?
• Faltou algo a Sansão para permanecer nos caminhos do Senhor?
• Os pais de Sansão foram totalmente consagrados?
• Sansão tornou-se o líder mundial mais consagrado e poderoso?

Sansão era narizeu antes de nascer. “Deus instituiu o chamado ao narizeado para ajudar a reforma e sociedade hebraica (Amós 2:10-12). A promessa de ser temperante era parte fundamental dessa reforma. Hoje, quando a maior parte do mundo está embriagada com o vinho de Babilônia (a contrafação espiritual) e também degenerada com o vinho pelos hábitos de comer e beber, a vida de abstinência é especialmente recomendada” (Gane).

• Hoje, Deus quer pessoas que se consagrem a Ele!
• Não importa se o ambiente é favorável ou não, a decisão de servir a Deus está em tuas mãos!
• Temos muito a crescer!

“Reaviva e reforma-nos, Senhor!” – Heber Toth Armí.




%d blogueiros gostam disto: