Reavivados por Sua Palavra


Josué 23 by jquimelli
6 de fevereiro de 2016, 1:00
Filed under: Sem categoria

Comentário devocional:

Promessas cumpridas

Os anos se passaram e Josué percebeu que seu fim estava próximo. Ele chamou todos os líderes dos israelitas a ir encontrá-lo, provavelmente em Siquém. Ele lhes lembrou como havia repartido a terra que o Senhor tirou das tribos de Canaã (vv. 9-11).

Em seguida, Josué apelou para que eles fossem muito fortes e obedecessem a tudo o que estava escrito no Livro da Lei. Eles não deveriam associar-se com as nações que restavam na terra, nem deveriam invocar os seus deuses ou jurar por eles. Deveriam agarrar-se firmemente ao Senhor seu Deus (vv. 6-8).

“Nenhuma das boas promessas que o Senhor, o seu Deus, lhes fez deixou de cumprir-se”, disse Josué. “Todas se cumpriram.” (v. 14 NVI). Do mesmo modo, se violassem a aliança, todo o mal que Ele disse também se cumpriria.

Essas coisas foram escritas como exemplo para nós. Deus está mantendo suas promessas para conosco. Devemos também ser muito fortes e obedientes a tudo o que está escrito em Seu Livro da Lei. Tão certa é a bênção de estarmos perto de Deus quanto é a maldição de não ter a Sua presença em nossas vidas.

Ralph Neall
Professor aposentado e missionário

Também disponível em: http://www.revivalandreformation.org/bhp/pt/biblia/js/23 e https://www.facebook.com/ReavivadosPorSuaPalavra
Texto original: http://www.revivalandreformation.org/bhp/en/bible/jos/23 e http://revivedbyhisword.org/en/bible/jsh/23/
Texto original expandido em: https://reavivadosporsuapalavra.org/2012/11/12/
Tradução: Jeferson Quimelli/Pr Jobson Santos/Gisele Quimelli
Texto bíblico: Josué 23
Comentário em áudio
Leituras da semana programa Crede em Seus Profetas: Patriarcas e Profetas, cap. 6



Josué 23 – Comentário Pr Heber Toth Armí by jquimelli
6 de fevereiro de 2016, 0:45
Filed under: Sem categoria

JOSUÉ 23 – Quando cada indivíduo vive seus próprios interesses problemas tendem a aparecer com facilidade (veja o capítulo anterior); porém, quando todos têm objetivos comuns, a união é quase que automática…

Imagine se todos os habitantes do Planeta Azul estivessem dispostos unanimemente a seguir indicações morais instituídas pelo Criador do Universo!

Após ler Josué 23 em tua Bíblia, observe estes pontos:

• Josué considerava sua velhice e, por conseguinte, fez discurso de despedida diante do povo de Deus. “Josué fez uma promessa para o futuro, a qual estava firmada no tempo e no espaço. Ele não pediu ao povo que desse um salto kierkegaardiano de fé” (Francis A. Schaeffer). Fé verdadeira tem lógica, não é irracional (vs. 1-5).

• As palavras finais de Josué estão carregadas de teologia. A “ênfase sobre a ação de Deus na História reaparece ao longo de toda sua despedida […]. A fé bíblica está alicerçada em fatos que podem ser vistos e ouvidos […]. As Escrituras nunca nos confrontam repentinamente com uma linguagem celestial que nos levem a uma experiência religiosa sem conteúdo” (Schaeffer). Observe atentamente os versículos 6-16.

A religião bíblica baseia-se na divina revelação escrita. Sempre foi assim. A segurança presente, e futura, está em seguir o manual de instrução originado no Céu: “Agora, sejam fortes e constantes. Obedeçam a tudo que está escrito no livro da Revelação de Moisés – não omitam nenhum detalhe” (v. 6).

Deus liberta-nos para a obediência! A obediência sempre deve resultar da graça divina. A graça que foi relevante no passado é importante no presente. Amor e submissão ao Senhor, não ao pecado, ‘e o segredo do sucesso!

O capítulo em questão importa ser bem considerado por quem quer evitar o inferno e alcançar o Céu prometido por Deus. “A passagem de 2 Coríntios 6:14-18 faz um paralelo com esse texto. A vida de santidade é essencial para a comunhão do indivíduo com Deus. Não podemos ser fieis a Deus e ao mesmo tempo fazer alianças com inimigos do Senhor” (William MacDonald).

Se quisermos alcançar os propósitos que Deus traçou para nós precisamos…

1. …considerar seriamente Sua Palavra;
2. …orar e viver em todo tempo de acordo com a Palavra e as promessas reveladas;
3. …ficar distante daquilo que nos distancia de Deus.

Compartilhe! – Heber Toth Armí.



Josué 23 – Comentários selecionados by jquimelli
6 de fevereiro de 2016, 0:30
Filed under: Sem categoria

Josué, servo do Senhor, faz um discurso de despedida, relembrando as vitórias concedidas pelo Senhor, mas também faz os ouvintes lembrar-se de que ainda existem áreas a serem conquistadas e da necessidade da lealdade às leis de Deus segundo aliança. A missão deles permanece – ser súditos do reino de Deus no mundo. Bíblia de Estudo NVI Vida.

1 descanso. Conceito importante no AT (v. notas em Dt 3.20; 2Sm 7.1, 11) que subentende fronteiras seguras, paz com os países vizinhos e a ausência de ameaças à vida e ao bem-estar dentro do país.[cf. 1.13]. Bíblia de Estudo NVI Vida.

A experiência de “repouso a Israel de todos os seus inimigos”, aqui ainda incompletamente concretizada, tornar-se-ia parte da esperança de Israel (Dt 12.10; 2Sm 7.11; 1Cr 22.9; cf Mq 5.9; Êx 23.22). Bíblia de Genebra.

velho. Provavelmente 20-25 anos após a divisão da herança em Silo descrita nos cap. 18-22. Josué se aproximava dos 110 anos de idade (24.29). Andrews Study Bible.

2-16 A “mensagem no leito de morte” de um grande homem é frequentemente recheada de profunda sabedoria, e este discurso de despedida do grande líder Josué, sob divina inspiração, apresenta uma mensagem preciosa, válida para todos os tempos, tanto para o Israel antigo quanto para o Israel espiritual. A mensagem de despedida de Josué ao fim de sua vida, no AT, encontra sua correspondente na mensagem de despedida de Jesus, o Novo Josué, aos Seus discípulos, na véspera de Sua morte (Jo 14-17). Andrews Study Bible.

2 a todo Israel. Josué convocou representantes de todas as tribos. Bíblia de Genebra.

3 Deus… pelejou por vós. Eis a razão por que Israel conseguiu ocupar aterra. Bíblia Shedd.

5 vosso Deus, as afastará. Como era no passado, assim seria no futuro. Bíblia Shedd.

6-13 Josué conhecia os pontos fracos da nação. … É sábio identificar nossos pontos fracos antes que caiamos. Podemos, então, traçar estratégias para superar estas tentações ao invés de ser superados por elas. Life Study Application Kingsway.

7 para que não vos mistureis com estas nações. O original hebraico faz uma conexão íntima entre os vs. 6-7. A obediência fiel ao Livro da Lei levaria os israelitas a evitarem a associação com nações pagãs. Bíblia de Genebra.

Não façais menção dos nomes dos seus deuses. O cristão também deve tomar cuidado no seu andar com o Senhor; Ele deve vigiar cuidadosamente nas suas relações para com os infiéis (Ef 5.11; 2 Co 8.14-15). Bíblia Shedd.

11 dediquem-se com zelo a amar o SENHOR, o seu Deus(NVI). Resumo conclusivo. Bíblia de Estudo NVI Vida.

12-16 Esta arrepiante predição a respeito das consequências das associações com as nações canaanitas acabou se tornando realidade. Numerosas histórias no livro de Juízes mostram que Israel teve que sofrer por causa de seu fracasso em seguir a Deus de todo o coração. Deus foi supremamente amoroso e paciente com Israel, assim como é hoje. Mas não devemos confundir Sua paciência conosco com aprovação ou indiferença aos nossos pecados. Life Study Application Kingsway.

12 Se dEle vos afastardes. Permanecer na terra prometida dependia da condição prévia de fidelidade ao Senhor e da separação dos idólatras que ainda habitavam no seu redor. Bíblia de Estudo NVI Vida.

13 Deus, não expulsará mais. A validade da promessa A validade da promessa de Deus (v. 5) não dependia da cooperação humana. … Mas a promessa divina não beneficiaria aqueles que rejeitassem a graça de Deus. Essa estipulação fazia parte da promessa divina, desde o princípio (Gn 12.3). Bíblia de Genebra.

14 vós bem sabeis de todo o vosso coração e de toda a vossa alma. O conhecimento da fidelidade de Deus nunca pode ser uma questão meramente intelectual, mas permeia e amolda todos os aspectos da vida do indivíduo. Bíblia de Genebra.

15 boas coisas… ameaças. Existem dois aspectos na fidelidade de Deus, porquanto há dois lados em Sua aliança – promessas e advertências. Pode-se confiar que Deus cumprirá suas advertências tão plenamente quanto podemos confiar que Ele cumprirá Suas promessas. Bíblia de Genebra.




%d blogueiros gostam disto: