Reavivados por Sua Palavra


NÚMEROS 34 – ACESSE AQUI O POST DESEJADO by Jeferson Quimelli
13 de junho de 2022, 1:00
Filed under: Sem categoria

TEXTO BÍBLICO NÚMEROS 34 – Primeiro leia a Bíblia

NÚMEROS 34 – COMENTÁRIO BLOG MUNDIAL (Associação Geral)

NÚMEROS 34 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS

COM. TEXTO – ROSANA GARCIA BARROS

COM. TEXTO – PR HEBER TOTH ARMÍ

Acesse os comentários em vídeo em nosso canal no Youtube (pastores Adolfo, Valdeci, Weverton, Ronaldo e Michelson)



NÚMEROS 34 by Luís Uehara
13 de junho de 2022, 0:55
Filed under: Sem categoria

Texto bíblico: https://www.bibliaonline.com.br/nvi/nm/34

A terra de Canaã, que Israel teria que alcançar através da conquista, tinha limites específicos e deveria ser dividida por um grupo de pessoas lideradas por Eleazar e Josué. Por que o texto destaca essas fronteiras específicas? Primeiro, Israel alcançaria essas fronteiras apenas com a bênção de Deus, condicionada a manter-se fiel à aliança que tinha com Deus. Assim, as fronteiras se tornariam indicadores da fidelidade de Israel. Segundo, os limites específicos foram úteis para mostrar a Israel que a terra que eles herdariam era um cumprimento muito concreto da promessa de Deus (Gn 12:7; 15: 18-20).

Para nós, cristãos, a antiga terra de Canaã é um símbolo da Canaã Celestial (Hb 11:8-16). Se quisermos desfrutar da recompensa que Cristo prometeu a nós (João 14:1-3), precisamos nos manter fiéis ao nosso compromisso cristão. A promessa de Cristo não é algo vago ou obscuro. Desfrutaremos da presença de Deus no Éden restaurado, a terra que Cristo está preparando para nós! Este papel de Cristo é realmente prefigurado em Números 34 por Eleazar (o Sumo Sacerdote) e Josué (Yehoshua ou Yeshua, que significa “o Senhor é a salvação”).

Roy E. Graf
Professor do Seminário Teológico da DSA
Universidade da União Peruana

Texto original: https://www.revivalandreformation.org/bhp/en/bible/num/34
Tradução: Pr. Jobson Santos/Jeferson Quimelli/Gisele Quimelli/Luis Uehara



NÚMEROS 34 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS by Jeferson Quimelli
13 de junho de 2022, 0:50
Filed under: Sem categoria

521 palavras

A terra foi dada por Deus como herança… Os limites declarados por Deus eram maiores que a área efetivamente ocupada pelos hebreus. Os limites correspondem à área efetivamente conquistada por Davi e ao território ideal retratado por Ezequiel (Ez 47.48). O tamanho da terra mostra a generosidade de Deus. Ele sempre nos dá mais do que podemos pedir ou pensar. Life Application Study Bible.

1-12 Descrevem-se os limites geográficos de Canaã propriamente dita, excluindo a parte além do Jordão, já distribuída. Bíblia Shedd.

1-15 Essas fronteiras de Canaã não incluem o território já atribuído à Transjordânia, a leste do rio Jordão (vs.13-15). ver cap. 32. Bíblia de Genebra.

Quando entrardes. No território entre o Jordão e o mar Mediterrâneo (ver Nm 32:32; Js 22:11, 32). CBASD – Comentário Bíblico Adventista do Sétimo Dia, vol. 1, p. 1033.

A região sul. Literalmente, “seu lado sul”. CBASD, vol. 1, p. 1033.

Suas saídas. O lugar onde termina a linha divisória. Bíblia Shedd.

a subida de Acrabim. Isto é, “a passagem dos escorpiões”, sugerindo que os escorpiões eram numerosos nas redondezas (Js 15:3; Jz 1:36). CBASD, vol. 1, p. 1033.

até o ribeiro do Egito. Não o rio Nilo, mas o Wadi el-‘Arish, que deveria formar a fronteira ocidental de Israel, até chegar ao mar Mediterrâneo, cerca de 80 km abaixo de Gaza. Este deveria ser o limite com o Egito. CBASD, vol. 1, p. 1033.

O Mar Grande. O mediterrâneo, às vezes chamado “o Mar”. Bíblia Shedd.

entrada de Hamate. O vale do [rio] Orontes [hoje Líbano] ou o moderno Lebweh, 112 km a sudoeste de Hamate, no mesmo vale. …Lebweh, ou o vale do Orontes, poderia ser chamado, com propriedade, de “entrada de hamate”, da perspectiva de alguém que se aproximava de Hamate pelo sul. CBASD, vol. 1, p. 1033.

11 Quinerete. É o nome hebraico do Mar da Galileia, o lugar onde Jesus passou tanto tempo com seus discípulos. Bíblia Shedd.

As palavras “da borda do” se referem às bordas montanhosas do nordeste do mar da Galileia. Uma tradução melhor seria “declives”. A NVI traz “encostas”. CBASD, vol. 1, p. 1033.

13 nove tribos e à meia tribo. Duas tribos se estabeleceram do outro lado do Jordão (ver v. 14-15). CBASD, vol. 1, p. 1033.

17  São estes os nomes.  Para dirigir a obra de repartir a terra, foi escolhido um líder eclesiástico (Eleazar) e um líder cívico (Josué). Bíblia Shedd.

Foram nomeados homens respeitáveis, cujas decisões seriam respeitadas (ver Nm 26:54-55). Eleazar e Josué deviam supervisionar a divisão da terra na presença de Deus à porta do tabernáculo (Js 18:6, 8, 10; 19:51). CBASD, vol. 1, p. 1034.

16-29 Nenhum desses dez nomes foi incluído nas listas anteriores de líderes (Nm 1.5-15; 2.3-29; 7.12-78) e nem é algum deles filho de um homem incluído nessas listas. Bíblia de Genebra.

Comparar com Js 14-19. Andrews Study Bible.

18 de cada tribo, um príncipe. Homens respeitados e de autoridade se uniram a Eleazar, o sumo sacerdote, e a Josué, o comandante chefe do exército. Desse modo, a imparcialidade e a igualdade na divisão da terra foram garantidas. CBASD, vol. 1, p. 1034.

A exatidão com que a Inspiração preservou o registro dos limites das atribuições de terra feitas às diversas tribos enfatiza a ordem com que deve proceder na obra de Deus. Nada pode ser deixado ao acaso; tudo deve ser planejado e executado cuidadosamente. CBASD, vol. 1, p. 1034.



Números 34 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
13 de junho de 2022, 0:45
Filed under: Sem categoria

“A estes o Senhor ordenou que repartissem a herança pelos filhos de Israel, na terra de Canaã” (v.29).

Estabelecidos os limites da terra prometida, Eleazar, Josué e os príncipes das nove tribos e meia foram designados por Deus para repartir Canaã por herança a Israel. Conforme o número de pessoas de cada tribo, uma porção seria dada de forma proporcional. As duas tribos e meia que ficaram do outro lado do Jordão “receberam a sua herança” (v.15), e, apesar de não ter parte na posse de terras, a tribo de Levi receberia cidades a fim de lhes servir como habitação.

Com que expectativa os filhos de Israel aguardavam a ordem divina de avançar no território prometido! Era uma geração ansiosa por ver o que seus pais foram privados devido à sua incredulidade. Após a árdua jornada no deserto, a visão de Canaã era um verdadeiro oásis, um refrigério para os exaustos peregrinos. A exposição acerca da divisão da herança acendeu-lhes no coração a chama da esperança e aumentou-lhes a disposição fiel em fazer a vontade de Deus.

Há um povo, hoje, cujo coração arde na expectativa de receber a eterna recompensa. Um povo que, qual os sábios do Oriente, reconhecem os sinais que apontam para o cumprimento da promessa. Que, como os pastores no campo, são orientados pelo Céu a seguir pelo caminho que conduz a Cristo. Um remanescente que, qual Israel, conhece o tempo de lutas que antecede a recompensa, mas que marchará com perseverança mantendo os olhos em seu divino General. Um povo que, selado “com o Santo Espírito da promessa” (Ef.1:13), avança para o país celestial, “de onde também aguardamos o Salvador, o Senhor Jesus Cristo” (Fp.3:20).

Tão perto como estamos de receber a nossa herança eterna, está o nosso coração a arder pela expectativa da futura recompensa? Temos saudades do Deus que nunca vimos e do lugar que nunca fomos? Oh, amados, há um lugar nas moradas do Pai preparado especialmente para você e para mim! Mas recompensa maior será o privilégio eterno de contemplarmos face a face o nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo. Em um mundo de conflitos entre nações, nós servimos a um Deus que não mente e que nos fez a mais linda e preciosa promessa acerca do lar de eterna paz:

Não se turbe o vosso coração; credes em Deus, crede também em Mim. Na casa de Meu Pai há muitas moradas. Se assim não fora, Eu vo-lo teria dito. Pois vou preparar-vos lugar. E, quando Eu for e vos preparar lugar, voltarei e vos receberei para Mim mesmo, para que, onde Eu estou, estejais vós também” (Jo.14:1-3).

Breve Jesus voltará! Esta não é apenas a letra da canção, meus irmãos, mas a verdade que deve aquecer o nosso coração a cada dia. Logo estaremos em casa! Glória a Deus! Acredite: “esta vos será a terra, segundo os limites de seu contorno” (v.12); a “pátria superior, isto é, celestial” (Hb.11:16). Vigiemos e oremos!

Bom dia, herdeiros da pátria celeste!

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus #Números34 #RPSP

Comentário em áudio: youtube.com/user/nanayuri100



NÚMEROS 34 – COMENTÁRIO PR HEBER TOTH ARMÍ by Jeferson Quimelli
13 de junho de 2022, 0:40
Filed under: Sem categoria

NÚMEROS 34 – As Escrituras foram escritas por homens, por ordem de Deus (Números 33:2); O qual trabalha com Seu povo através de Seus líderes e seus escritos; portanto, as informações contidas nas páginas do Pentateuco são “os mandamentos e as ordenanças que o Senhor deu… por intermédio de Moisés…” (Números 36:13).

O livro de Números trata vastamente sobre liderança. Ainda que muitos possam ter aversão à hierarquia, líderes são fundamentais nos planos de Deus.

Deus tem critérios na escolha de Seus líderes; por exemplo, “o Senhor disse a Moisés: ‘Chame Josué, filho de Num, homem em quem está o Espírito… Faça-o apresentar ao sacerdote Eleazar e a toda a comunidade e o comissione na presença deles. Dê-lhe parte da sua autoridade para que toda a comunidade de Israel lhe obedeça” (Números 27:18-20). Outro exemplo é o sacerdote Eleazar, o qual Josué devia procurá-lo para receber “diretrizes ao consultar o Urim, perante o Senhor” (Números 27:21). É digno de nota, também, o líder Calebe, identificado por Deus como Seu servo – devido a ter outro espírito e Lhe seguir com integridade (Números 14:24).

Em Números 34:16-19, sob a liderança de Moisés, os líderes Eleazar e Josué designariam “um líder de cada tribo para ajudar a distribuir a terra”. Note que Calebe encabeça a lista – responsável pela tribo de Judá, de onde viria o Messias (Números 34:19). Após Calebe, estão “os homens a quem o Senhor ordenou que distribuíssem a herança aos israelitas na terra de Canaã” (Números 34:29), dentro do perímetro e da forma divinamente orientados (Números 34:1-15).

John Stott observa que “há uma séria escassez de líderes no mundo contemporâneo”. Predominam líderes como Balaão e Balaque: Que desejam a ruína do povo de Deus (Números 22:1-25:18). Ou líderes como Corá, Datã e Abirão que se opõem aos líderes chamados por Deus (Números 16:1-17:13). Abundam líderes como os dez espias que inspiraram os liderados a desejarem “um chefe” para voltarem “para o Egito!” (Números 13:1-14:4) e pretenderem extinguir líderes espirituais sérios (Números 14:10).

Infelizmente, nos últimos dias, a maioria prefere líderes “hipócritas e mentirosos” pelo fato de não suportarem a sã doutrina “juntarão mestres para si mesmos, segundo os seus próprios desejos” (1 Timóteo 4:2; 2 Timóteo 4:3). Aprendamos as lições sobre liderança em Números! Reavivemo-nos! – Heber Toth Armí.




%d blogueiros gostam disto: