Reavivados por Sua Palavra


DEUTERONÔMIO 21
6 de julho de 2022, 0:55
Filed under: Sem categoria

Texto bíblico: https://www.bibliaonline.com.br/nvi/dt/21

O contexto de Deuteronômio 21 é uma série de leis que tem o objetivo de administrar a justiça em possíveis casos de conflito que surjam durante a convivência cotidiana do povo de Deus. O Senhor, por meio de instruções específicas dadas por Moisés, fez provisão para que seus filhos vivessem em harmonia.

Os versículos de 1 a 9 chamam a minha atenção, onde o caso de expiação por um assassinato cujo autor não foi descoberto é apresentado. Não foi uma morte natural, mas um assassinato, e o autor do crime é desconhecido. Baseado no princípio apresentado em Números 35:33, as mortes não resolvidas mancham e poluem a terra. Portanto, era necessário oferecer um sacrifício adequado derramando o sangue de um bezerro (v. 4) e lavando com água (v. 6), de modo que a terra não fosse contaminada.

Ambos os elementos de purificação, sangue e água, nos lembram da ação salvadora de Jesus em favor da humanidade culpada. Nosso Salvador ofereceu sua própria vida derramando seu sangue para nos purificar de todo pecado (1 João 1:7). Ele mesmo é a água viva que nos é oferecida. Se nós O aceitarmos, Ele será em nós uma fonte de água que leva à vida eterna (João 4:10, 14). Tanto sangue como água representam Jesus e seu sacrifício de amor para nos purificar da contaminação do pecado.

Víctor Augusto Choroco
Professor de Teologia Sistemática
Diretor da Faculdade de Teologia
Universidade Adventista da Bolivia

Texto original: https://www.revivalandreformation.org/bhp/en/bible/deut/21
Tradução: Pr. Jobson Santos/Jeferson Quimelli/Gisele Quimelli/Luis Uehara



DEUTERONÔMIO 20
5 de julho de 2022, 0:55
Filed under: Sem categoria

Texto bíblico: https://www.bibliaonline.com.br/nvi/dt/20

O povo de Israel estava no processo de possuir a terra prometida de Canaã e teve que lutar muitas batalhas, batalhas terríveis contra exércitos muito mais numerosos e fortes do que o exército deles.

Eu tive muitas batalhas em minha vida, mas uma delas foi decisiva para mim, quando eu estava colportando [vendendo livros religiosos e de saúde]. A área que me foi designada para trabalhar era o centro de negócios da cidade. No começo eu estava com muito medo. Fiquei intimidado por causa da aparência externa de jovens empreendedores, mulheres bem vestidas e atraentes em escritórios impecáveis, etc. Achei que tais indivíduos certamente não estariam interessados em ouvir algo do Evangelho, muito menos em comprar um livro. Foi então que aprendi a depender de Deus completamente. O Senhor me ajudou a ter uma visão diferente das batalhas espirituais. Comecei a sair colportando em nome do Senhor para conquistar almas para ele.

Deus mudou a visão que eu tinha das pessoas. Agora eu os via como pessoas interessadas no evangelho. Eu não mais oferecia livros, mas salvação. Os resultados foram abençoados – muitas orações em escritórios e visitas domiciliares para estudos bíblicos. As bênçãos também afetaram minhas finanças, já que Deus cumpre suas promessas. Naquele verão, o Senhor me abençoou com três bolsas de estudo e um imenso desejo de pregar o evangelho.

Deus está à frente de nossas batalhas, mas devemos permitir que Ele mude a nossa visão.

Hernán Eustaquio Chuquimial
Professor do Novo Testamento
Universidade Adventista da Bolívia

Texto original: https://www.revivalandreformation.org/bhp/en/bible/deut/20
Tradução: Pr. Jobson Santos/Jeferson Quimelli/Gisele Quimelli/Luis Uehara



DEUTERONÔMIO 19
4 de julho de 2022, 0:55
Filed under: Sem categoria

Texto bíblico: https://www.bibliaonline.com.br/nvi/dt/19

Ao lermos Deuteronômio 19, podemos ver os planos proativos de Deus em ação. Nas culturas daquela época, quando uma pessoa era assassinada, seus assassinos deveriam ser mortos (Êxodo 21:14). E se alguém matasse outro acidentalmente? Como ele escaparia do vingador? Essa pessoa deveria fugir para uma das seis cidades de refúgio, aliás todas elas eram cidades de levitas. Quem melhor que o sacerdote para exercer um julgamento imparcial?

Para onde corremos quando cometemos pecado? Hebreus 6:18 usa a mesma linguagem para descrever o relacionamento de Cristo com seus filhos: “nós, que fugimos em busca de refúgio, podemos ter forte encorajamento para nos apegarmos à esperança que nos é dada”.

O que significa para você ter um lugar para onde correr onde o juiz é “fiel e justo para perdoar os nossos pecados e nos purificar”? (1 João 1: 9).

No final deste capítulo, Deus, mais uma vez, estabeleceu uma maneira de lidar com aqueles que poderiam mentir para culpar alguém. O que você acha que “exterminar”, termo usado no versículo 19, significa? (A resposta está no mesmo verso). Você já foi vítima da falsidade de alguém? Que intervenção foi usada para lidar com o problema? Você acha que o plano descrito nesta passagem funcionaria no mundo de hoje?

Mark Etchell
Pastor da Igreja Adventista do Monte do Campus
Universidade de Loma Linda, Califórnia, EUA

Texto original: https://www.revivalandreformation.org/bhp/en/bible/deut/19
Tradução: Pr. Jobson Santos/Jeferson Quimelli/Gisele Quimelli/Luis Uehara



DEUTERONÔMIO 18
3 de julho de 2022, 0:55
Filed under: Sem categoria

Texto bíblico: https://www.bibliaonline.com.br/nvi/dt/18

Deuteronômio 18 contém duas passagens muito diferentes, ambas com profundo significado espiritual.

Nos versículos 1-8, o plano de Deus quanto ao cuidado para com os sacerdotes é destacado. Como não tinham herança como as outras tribos, os sacerdotes deveriam ser sustentados por seus companheiros israelitas. Um pensamento interessante é encontrado no versículo 2, onde é mencionado que o Senhor é a herança do sacerdote. Como esse pensamento pode se aplicar em nossos dias? Em 1 Pedro 2:9 somos chamados de “sacerdócio real”. Qual é a nossa herança?

A segunda passagem é um lembrete de que precisamos ouvir a Deus, não aqueles que nos pedem para ouvir outras vozes, sejam elas humanas ou demoníacas. Embora em muitas Bíblias haja um intervalo entre os versículos 13 e 14, eles devem ser lidos juntos. Há um contraste entre aqueles que ouvem os feiticeiros e aqueles que ouvem a voz de Deus. De fato, os versos 14 em diante falam de “um profeta” cuja mensagem virá diretamente de Deus. Quem poderia ser esse profeta? Alguns dizem que é uma metáfora para os profetas de Deus em todas as épocas, mas os escritores do Novo Testamento parecem pensar de forma diferente. Jesus disse: “Moisés escreveu sobre mim… (João 5:46). Leia também João 1:45; Mateus 17: 5; Atos 7:37.

Moisés está se referindo à Jesus. Isso pode ser confirmado lendo João 1:1-14.

Mark Etchell
Pastor da Igreja Adventista do Monte do Campus
Universidade de Loma Linda, Califórnia, EUA

Texto original: https://www.revivalandreformation.org/bhp/en/bible/deut/18
Tradução: Pr. Jobson Santos/Jeferson Quimelli/Gisele Quimelli/Luis Uehara



DEUTERONÔMIO 17
2 de julho de 2022, 0:55
Filed under: Sem categoria

Texto bíblico: https://www.bibliaonline.com.br/nvi/dt/17

A festa da Páscoa era um momento especial para relembrar a experiência do Êxodo, na qual os antigos israelitas foram libertados da escravidão no Egito. Se eles sempre se lembrassem da escravidão de onde vieram, teriam melhor oportunidade de apreciar a Deus e aceitar Suas provisões para o futuro.

Para alguns pode parecer que Deus está sendo muito duro ao ordenar o apedrejamento daqueles que estavam se prostrando e adorando a outros deuses (Dt 17:3-5). No entanto, as orientações de Deus precisam ser compreendidas no contexto da aliança existente entre Israel e Deus. Além disso, Deus institui avaliações e verificações como: “duas ou três testemunhas” (v.6) e a ajuda de sacerdotes e levitas (v.9). Porém, o mais importante está no versículo 19: obedecendo “fielmente a todas as leis e a todos os mandamentos” (BLH). Todos os julgamentos deviam ser claramente baseados nas leis escritas de Deus.

As instruções de Deus para o rei eram: não multiplique (acumule) cavalos, esposas e ouro. O reinado de Salomão foi a era de ouro da monarquia israelita, ele cedeu à tentação de multiplicar todos os três e a história registra as profundezas em que ele caiu.

No entanto, quando ele se tornou um rei tolo, velho e cansado, Deus veio a Salomão e lhe pediu para escrever o livro de Eclesiastes. Com certeza há alguns elementos negativos ao longo deste livro, mas nada é mais impressionante do que a representação de Deus que ele deixa conosco: um Deus que nunca lança os nossos fracassos passados em nosso rosto. Ele ainda nos ama e continuará trabalhando conosco para nos tornar mais obedientes.

John Ash
União Missão Chinesa
Hong Kong

Texto original: https://www.revivalandreformation.org/bhp/en/bible/deut/17
Tradução: Pr. Jobson Santos/Jeferson Quimelli/Gisele Quimelli/Luis Uehara



DEUTERONÔMIO 16
1 de julho de 2022, 0:55
Filed under: Sem categoria

Texto bíblico: https://www.bibliaonline.com.br/nvi/dt/16

A festa da Páscoa era um momento especial para relembrar a experiência do Êxodo, na qual os antigos israelitas foram libertados da escravidão no Egito. Se eles sempre se lembrassem da escravidão de onde vieram, teriam melhor oportunidade de apreciar a Deus e aceitar Suas provisões para o futuro.

A Festa das Semanas era um momento para expressar gratidão a Deus pelo início da colheita do trigo na primavera. No Novo Testamento, este festival é o Pentecostes (Atos 2:1; 20:16).

A Festa dos Tabernáculos (ou Festa das Cabanas), que acontecia no final do período da colheita, no outono, era a principal celebração de ação de graças a Deus.

No meio destes comentários, lemos: “… lembre-se” de vir com ofertas voluntárias em “suas mãos”, refletindo o quanto Deus tem te abençoado. E, novamente, “porém não aparecerá de mãos vazias perante o SENHOR; cada um oferecerá na proporção em que possa dar, segundo a bênção que o SENHOR, seu Deus, lhe houver concedido…” (v. 16b, 17). Generosidade imposta pode parecer incomum hoje em dia, mas há um importante princípio subjacente. É somente pela doação generosa a Deus e às pessoas em necessidade que nós eliminamos a nossa tendência ao egocentrismo.

“Querido Deus, me ajude a ofertar generosamente para Ti e para aqueles que passam necessidades.”

John Ash
União Missão Chinesa
Hong Kong

Texto original: https://www.revivalandreformation.org/bhp/en/bible/deut/16
Tradução: Pr. Jobson Santos/Jeferson Quimelli/Gisele Quimelli/Luis Uehara



DEUTERONÔMIO 15
30 de junho de 2022, 0:55
Filed under: Sem categoria

Texto bíblico: https://www.bibliaonline.com.br/nvi/dt/15

As dívidas eram a principal causa de escravidão no Antigo Oriente Médio. A fim de obter um empréstimo, tudo que a pessoa pobre poderia dar em garantia era a si mesma ou membros de sua família. Nos casos em que os devedores não pudessem pagar o empréstimo, o credor poderia reter pessoas de suas famílias e torná-las escravas. Imagine que bênção era a lei de cancelamento da dívida a cada sete anos para o povo israelita, quando as pessoas poderiam obter novamente a liberdade e uma oportunidade de recuperação econômica!

Idealmente, não deveria haver pessoas pobres entre os israelitas. Mas neste capítulo a realidade é apresentada: “Pois nunca deixará de haver pobres na terra” (v.11). Nos tempos difíceis de antigamente, Deus estava tentando ensinar ao Seu povo a prática da generosidade. “Tenham mão aberta e emprestem-lhe o que ele precisar” (V.8 NVI). Isto estava limitado a atender as suas “necessidades”, não aos seus “desejos.” Essa orientação de Deus se referia à provisão das necessidades básicas de sobrevivência, não de luxos.

“Querido Pai, abre os meus olhos para as necessidades dos pobres com quem eu me relaciono cotidianamente. Sei que és O doador mais generoso do universo. Ajuda-me a ser semelhante a Ti.”

John Ash
Missionário aposentado da União Missão Chinesa

Texto original: https://www.revivalandreformation.org/bhp/en/bible/deut/15
Tradução: Pr. Jobson Santos/Jeferson Quimelli/Gisele Quimelli/Luis Uehara



DEUTERONÔMIO 14
29 de junho de 2022, 0:55
Filed under: Sem categoria

Texto bíblico: https://www.bibliaonline.com.br/nvi/dt/14

Porque os israelitas foram separados para o Senhor, Moisés os lembra de novo, como fizera em Levítico 11, quais animais cuja carne se poderia comer e quais eram impuros. A condição de separação e consagração dos israelitas deveria ser completamente incorporada ao seu estilo de vida e suas escolhas. Embora a “bebida forte” referida neste capítulo (v. 26) seja a fermentada, isto não era o ideal de Deus para Seu povo, assim como a escravidão e a poligamia. A instrução de Paulo para glorificar a Deus em tudo, até mesmo no que nós bebemos (1Co 10:31; 1Co 6:19-20), nos aconselha a abandonar tudo o que é prejudicial para o organismo.

O conceito de um “segundo dízimo” – distinto do primeiro dízimo, de uso exclusivo para o sustento dos sacerdotes e levitas – mostra-nos a importância de repartir de nossa abundância com aqueles que têm menos. Isto incluía os “sem terra” (hoje também incluímos os “sem teto”), o migrante, os marginalizados, os pobres e os refugiados. Ellen White nos lembra de nossa obrigação para com o pobre desamparado, com estas palavras: “Quando se tem feito o que é possível para ajudar o pobre a se ajudar a si mesmo, restam ainda a viúva e o órfão, o velho, o inválido e o enfermo, os quais requerem simpatia e cuidado.” A Ciência do Bom Viver, p 137/202.

Cindy Tutsch
Diretora Associada aposentada do Patrimônio Ellen G. White

Texto original: https://www.revivalandreformation.org/bhp/en/bible/deut/14
Tradução: Pr. Jobson Santos/Jeferson Quimelli/Gisele Quimelli/Luis Uehara



DEUTERONÔMIO 13
28 de junho de 2022, 0:55
Filed under: Sem categoria

Texto bíblico: https://www.bibliaonline.com.br/nvi/dt/13

Este capítulo inteiro tem a ver com apostasia, à qual Moisés descreve como servir a outros deuses e não ao Deus do céu. Há três diferentes cenários de apostasia e todos eles se resumem a: “Vamos e sirvamos a outros deuses.” (v.6).

Certamente não seríamos tentados hoje a procurar um ídolo ou imagem para adorá-lo em nossas casas. Hoje estamos muito mais sofisticados. Os outros deuses que “adoramos” são as coisas materiais, pessoas famosas, esportes, tecnologia, relacionamentos, atividades de lazer ou qualquer outra coisa que nos desvia da lealdade absoluta a Deus.

Sempre tem havido “falsos profetas”. Jesus mesmo falou sobre eles (cf. Mateus 24, Marcos 13, Lucas 21). Mas em nossa época eles estão por toda parte: pregadores de rua, trapaceiros tagarelas, homens que se dizem santos, profetas, sonhadores e adivinhos. E não poucos deles realizam prodígios e fazem milagres. Um dia, em breve, o maior trapaceiro de todos os tempos, Lúcifer, o anjo caído, vai enganar o mundo por meio de sinais e maravilhas (2 Tess. 2:9-10; Apoc. 13:13-14). Seremos fortes o suficiente para resistir?

“Querido Deus, eu escolho passar mais tempo com a Bíblia, porque quero estar forte e firme enquanto muitos que me rodeiam estiverem sendo enganados pelos sinais e maravilhas de origem maligna.”

John Ash
Missionário aposentado da União Missão Chinesa

Texto original: https://www.revivalandreformation.org/bhp/en/bible/deut/13
Tradução: Pr. Jobson Santos/Jeferson Quimelli/Gisele Quimelli/Luis Uehara



DEUTERONÔMIO 12
27 de junho de 2022, 0:55
Filed under: Sem categoria

Texto bíblico: https://www.bibliaonline.com.br/nvi/dt/12

Com considerável detalhamento, Moisés disse aos israelitas que havia lugares próprios e impróprios para adorar. Moisés está aqui falando aos filhos e netos dos escravos que saíram do Egito. Não seria surpreendente que ainda houvessem resquícios da mentalidade de escravos em seus pensamentos. Sua adoração era caracterizada por: “cada um fazendo o que bem entende” (v.8 NVI). E a forte tendência era a adoração de ídolos.

Tudo que estivesse conectado à adoração idólatra dos povos conquistados deveria ser destruído. Eles deveriam direcionar toda a adoração sacrifical para o seu Deus, naquele lugar único, que Ele mesmo escolheria. Esta localização ainda não havia sido definida, porque Canaã ainda não tinha sido conquistada. No tempo adequado, Salomão construiu o templo permanente em Jerusalém (2 Crônicas 3:1). Embora o Senhor tenha colocado Seu nome naquele local específico, este local não O continha (1 Reis 8:27), porque nem mesmo os céus poderiam contê-lo. O Deus que adoramos é maior do que tudo.

“Querido Deus, talvez eu também tenha ídolos modernos que retiram a Sua soberania de minha vida. Ajuda-me a separar diariamente um tempo tranquilo para estar na Tua presença, com o propósito de Te adorar em espírito e em verdade.”

John Ash
Missionário aposentado da União Missão Chinesa

Texto original: https://www.revivalandreformation.org/bhp/en/bible/deut/12
Tradução: Pr. Jobson Santos/Jeferson Quimelli/Gisele Quimelli/Luis Uehara




%d blogueiros gostam disto: