Reavivados por Sua Palavra


EZEQUIEL 44 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
4 de fevereiro de 2021, 0:45
Filed under: Sem categoria

“A Meu povo ensinarão a distinguir entre o santo e o profano e o farão discernir entre o imundo e o limpo” (v.23).

De todos os evangelhos, o evangelho segundo João relata várias situações da vida de Cristo em que não há registro nos demais. Já em sua introdução, o apóstolo destacou o fundamento de seu livro: “No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus” (Jo.1:1). Sendo agente ativo da criação, Jesus, o Verbo, a Palavra, é revelado por João como sendo o próprio Deus. Há uma celeuma crescente entre ateus e até mesmo entre cristãos dissidentes semeando dúvidas quanto à divindade de Cristo. Como a casa rebelde de Israel, se desviam de Deus “para irem atrás dos seus ídolos” (v.10), “como também deturpam as demais Escrituras, para a própria destruição deles” (2Pe.3:16).

No capítulo 17 do livro de João encontramos a oração sacerdotal de Jesus. Foram as últimas palavras relatadas pelo apóstolo antes do início da agonia do Salvador. Como “a glória do Senhor enchia a Casa do Senhor” (v.4), Jesus iluminou o mundo com a glória do Pai: “Eu Te glorifiquei na Terra, consumando a obra que Me confiaste para fazer; e, agora, glorifica-Me, ó Pai, Contigo mesmo, com a glória que Eu tive junto de Ti, antes que houvesse mundo” (Jo.17:4-5). Apesar de ter sido vedado o acesso comum do povo pela porta do oriente, “porque o Senhor, Deus de Israel, entrou por ela” (v.2), Jesus veio ao mundo como a Porta por onde podemos entrar e encontrar a salvação (Jo.10:9). Quando nós nos extraviamos, o nosso Sacerdote e Sumo Sacerdote (Hb.8:1), que cumpriu as prescrições celestiais, comprou-nos o direito de acesso ao Pai, de onde intercede por nós pelos méritos de Sua única e perfeita oferta de sacrifício (v.15).

Ele, que é a Palavra, nos deixou escrito tudo o que precisamos notar bem, ver e ouvir (v.5) a fim de que possamos “entrar no templo” (v.5) com as “vestes de linho” (v.17) de Sua justiça e dignidade. As vestiduras de Cristo não devem nos causar desconforto (v.18) e nem servir de meio de acepção ou inclusão alheia (v.19). Trata-se, contudo, de um traje de uso pessoal e intransferível. Ou seja, a salvação é individual. Cada um é chamado a fazer parte do “sacerdócio real” (1Pe.2:9), como cooperadores de Cristo na obra de salvar vidas, não com a missão de constranger, mas de ensinar outros “a distinguir entre o santo e o profano e […] discernir entre o imundo e o limpo” (v.23).

A vida de Jesus nos deixou o perfeito exemplo do que seja santo e limpo e se tratava da mais clara advertência aos impenitentes de sua condição profana e imunda. Comovia-Lhe o coração cada vez que contemplava “a oferta pelo pecado” (v.29), o símbolo de Sua salvífica missão. Porém, “O melhor de todos os primeiros frutos de toda espécie e toda oferta” (v.30), entregues aos sacerdotes, não foram dados Aquele que era a fonte de toda a bênção. Israel fechou a porta do coração e rejeitou “a sua herança” e “a sua possessão” (v.28). Aproxima-se o tempo de outra porta ser fechada: a porta da graça. Mas enquanto ela está aberta, precisamos abrir a porta do nosso coração ao nosso longânimo Sacerdote: “Eis que estou à porta e bato; se alguém ouvir a Minha voz e abrir a porta, entrarei em sua casa e cearei com ele, e ele, Comigo” (Ap.3:20). Abra o coração a Jesus, “para que [Ele] faça repousar a bênção sobre a vossa casa” (v.30) e lhe dê o direito de entrar “na cidade pelas portas” (Ap.22:14). Vigiemos e oremos!

Bom dia, sacerdócio real!

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus #Ezequiel44 #RPSP

Comentário em áudio: youtube.com/user/nanayuri100


Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.



%d blogueiros gostam disto: