Reavivados por Sua Palavra


JEREMIAS 19 by Jeferson Quimelli
14 de novembro de 2020, 0:55
Filed under: Sem categoria

Texto bíblico: https://pesquisa.biblia.com.br/pt-BR/NVI/jr/19

Olhando para o Vale do Filho de Hinom, onde reis apóstatas haviam sacrificado seus próprios filhos aos deuses demoníacos Moloque e Baal, Jeremias anuncia a catástrofe iminente e analisa os motivos. Era como se Deus quisesse que todos os que ouvissem e lessem esta mensagem entendessem a depravação a que chegara Seu povo.

O profeta conclui quebrando um vaso de cerâmica criado para conter líquidos como água ou óleo – em tantos pedaços que jamais poderiam ser reunidos novamente. O profeta repete novamente as acusações contra o povo de Deus de abandoná-Lo e seguir deuses demoníacos. Em seguida, o profeta repete a mensagem de Deus no Pátio do Santuário para que todos que passam por ali possam conhecê-la.

A parte difícil desta Escritura é tentar entender como o povo de Deus caiu tão fundo. Como isso pode acontecer com reis, sacerdotes, anciãos e pessoas? A resposta é que há algo no vírus do pecado que é tão destruidor que, sem o poder do Evangelho para intervir em nossas vidas, a própria estrutura de nosso ser se deteriora por dentro.

“Obrigado Pai Celestial por Jesus e pelo poder do Evangelho para me transformar. Amém.”

Dan Houghton
Centro de Pesquisa Hart – http://www.hartresearch.org/
Califórnia, EUA

Texto original: https://www.revivalandreformation.org/?id=1024
Tradução: Pr Jobson Santos/Jeferson Quimelli/Gisele Quimelli/Luis Uehara


Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.



%d blogueiros gostam disto: