Reavivados por Sua Palavra


JEREMIAS 13 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
8 de novembro de 2020, 0:45
Filed under: Sem categoria

“Pode, acaso, o etíope mudar a sua pele ou o leopardo, as suas manchas? Então, poderíeis fazer o bem, estando acostumados a fazer o mal” (v.23).

Os pedidos incomuns feitos por Deus ao profeta ilustravam a terrível situação de Jerusalém: “povo maligno… que para nada presta” (v.10). Recusaram se esvaziar do vinho de sua devassidão e por meio dele tornaram-se ébrios para a sua própria destruição. A fidelidade de Jeremias era totalmente contrastante com a dureza de coração daquele povo. Mas enquanto prosseguiam alegrando-se com suas luxúrias e adultérios (v.27), Jeremias chorava copiosamente por eles:

Mas, se isto não ouvirdes, a Minha alma chorará em segredo por causa da vossa soberba; chorarão os Meus olhos amargamente e se desfarão em lágrimas, porquanto o rebanho do Senhor foi levado cativo” (v.17).

Apesar de todas as afrontas e perseguições, o profeta de Deus conservava amor por seus irmãos. Não poderia deixar de se compadecer de um povo que insistia em permanecer surdo aos reclamos divinos. Jeremias sabia que ou se arrependiam, ou teriam de sofrer os resultados da multidão de suas maldades (v.22). E que a mudança precisava começar de cima: “Dize ao rei e à rainha-mãe: Humilhai-vos, assentai-vos no chão; porque caiu da vossa cabeça a coroa da vossa glória” (v.18).

Dotados de um coração enganoso (Jr.17:9), como Davi, precisamos nos derramar aos pés do Único que pode criar em nós “um coração puro” (Sl.51:10). E como Paulo, admitirmos: “Porque eu sei que em mim, isto é, na minha carne, não habita bem nenhum” (Rm.7:18). As nossas “boas” intenções sem a aprovação de Deus não passam de um cinto podre (v.7) e de um jarro quebrado (v.14). “Até quando ainda não te purificarás?” (v.27), tem sido a pergunta do Senhor a cada geração. A pureza requerida por Deus implica em, todos os dias, estarmos imersos na Água da vida. Somente mediante o lavar purificador do sangue de Jesus podemos ser libertos “do corpo desta morte” (Rm.7:24).

Assim como Deus pacientemente esperou pelo Seu povo, e insistentemente lhe apresentou o caminho da salvação, Ele tem estendido a Sua destra e oferecido a todos a oportunidade de aceitar o Seu chamado de amor. Ele nos chama para que nos revistamos de Sua armadura, cingindo-nos com o cinto que não perece, o cinto da verdade (Ef.6:14). Só assim seremos libertos do mal que nos assola: “e conhecereis a verdade e a verdade vos libertará” (Jo.8:32). Como barro, devemos nos colocar nas mãos do Oleiro para que sejamos Seus vasos de honra. Mas a decisão é nossa: “Ora, numa grande casa, não somente há vasos de ouro e de prata, mas também de pau e de barro; uns para honra, outros, porém, para desonra.” (2Tm.2:20). “Ouvi e atentai” (v.15), amados! “Dai glória ao Senhor, vosso Deus, antes que Ele faça vir as trevas” (v.16). Vigiemos e oremos!

Feliz semana, vasos de honra!

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus #Jeremias13 #RPSP

Comentário em áudio: youtube.com/user/nanayuri100


1 Comentário so far
Deixe um comentário

Feliz semana!

Comentário por Enio Sergio




Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.



%d blogueiros gostam disto: