Reavivados por Sua Palavra


JEREMIAS 11 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
6 de novembro de 2020, 0:45
Filed under: Sem categoria

“Tu, pois, não ores por este povo, nem levantes por eles clamor nem oração; porque não os ouvirei quando eles clamarem a Mim, por causa do seu mal” (v.14).

A maior parte do ministério dos profetas foi em prol de Israel. Com duras reprovações e emergentes mensagens de advertência, a voz profética percorria as ruas das cidades da nação rebelde com a verdade presente. Nenhum dos profetas, porém, pôde ver seus esforços recompensados de forma tão rápida e eficaz quanto o profeta Jonas. Ao contrário dos demais, este profeta foi enviado a um povo pagão, inimigo de Israel e extremamente cruel. Em seu senso de justiça, Jonas desejava que o Senhor dizimasse os ninivitas, mas em seu conhecimento de Deus, o profeta sabia que Ele é “Deus clemente, e misericordioso, e tardio em irar-Se, e grande em benignidade” (Jn.4:2).

Sendo advertido por Deus, Jeremias descobriu que a sua vida estava em risco. Aqueles pelos quais orava e os quais advertia, “tramavam projetos” (v.19) contra ele com a intenção de matá-lo. “Por quarenta anos Jeremias devia estar diante da nação como testemunha da verdade e da justiça. Num tempo de apostasia sem paralelo, devia ele exemplificar na vida e no caráter a adoração do verdadeiro Deus” (Profetas e Reis, p.408). Mas quanto mais avançava em sua missão, quanto mais suas palavras e suas ações revelavam sincera devoção e sincero interesse pelo bem-estar de seu povo, mais evidente se tornava a dureza de coração de seus ouvintes.

Ao contrário de Jonas, Jeremias viu suas palavras sendo desprezadas. Jonas pediu para morrer, enquanto Jeremias era constantemente ameaçado. Jonas se entristeceu com o arrependimento dos ninivitas. Jeremias se entristeceu com a dureza do coração maligno (v.8) de seus conterrâneos. Esperando vingança, Jonas contemplou a misericórdia, de forma que todos foram salvos. Clamando pela justa vingança do Senhor, que prova “o mais íntimo do coração” (v.20), Jeremias veria o fim de seus perseguidores, de forma que não haveria “deles resto nenhum” (v.23).

Na experiência destes profetas podemos contemplar a grandeza da sabedoria divina e as diferentes formas pelas quais o Senhor atua por meio do homem e em favor do homem. Era de Seu agrado e vontade salvar Israel e estabelecê-la como a nação que iluminaria a Terra com a Sua glória. Mas assim como perseguiram e mataram aos profetas, rejeitaram a Cristo e O entregaram à morte, “como manso cordeiro, que é levado ao matadouro” (v.19). Com uma verdade presente a revelar ao mundo, precisamos nos colocar a serviço de Deus independentemente dos resultados e ainda que não compreendamos os Seus propósitos. Jonas e Jeremias viram as suas expectativas sendo frustradas, mas ambos declararam as palavras de Deus e testemunharam o que tinham de testemunhar.

De igual modo, nossas palavras e nossa vida devem corresponder ao chamado de Deus. É melhor ser perseguido do que ser perseguidor. Jeremias sofreu muito diante da rebeldia e retaliação do povo, mas ele sabia que a sua recompensa não era terrena. Que à semelhança dos fiéis profetas de Deus, nossos corações sejam fortalecidos na certeza de que ainda não estamos em casa. Que o Espírito Santo abra os nossos ouvidos para ouvir “desde cedo cada dia…: dai ouvidos à Minha voz” (v.7). E que O obedeçamos confiando em Seus infalíveis propósitos. Vigiemos e oremos!

Bom dia, mensageiros do Senhor!

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus #Jeremias11 #RPSP

Comentário em áudio: youtube.com/user/nanayuri100


2 Comentários so far
Deixe um comentário

Descobri seus comentários essa semana irmã, que D’us continue te abençoando em todos os seus dias até a eternidade.

Você tem Twitter?

Comentário por Anderson Benedito

Bom dia Anderson, Rosana não tem Twitter. Ela possui um canal no YouTube, onde posta o comentário em áudio.

Comentário por Ivan Barros




Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.



%d blogueiros gostam disto: