Reavivados por Sua Palavra


ISAÍAS 08 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
29 de agosto de 2020, 0:45
Filed under: Sem categoria

“À lei e ao testemunho! Se eles não falarem desta maneira, jamais verão a alva” (v.20).

Quanto mais avanço em minha carreira cristã, tanto mais percebo a minha indignidade. Minha natureza pecaminosa me acusa e mais aumenta a minha certeza de que não seria nada não fosse Jesus. A promessa de que “Deus é conosco” (v.10) em nossa caminhada é a nossa única salvaguarda. O reino de Judá havia rejeitado o cuidado divino do Príncipe “Emanuel” (v.8) e o medo derretia seus corações (v.6) diante da expectativa de uma violenta investida. O segundo filho de Isaías, semelhante ao primogênito, também era um anúncio vivo do que aconteceria com o povo como resultado de sua rebeldia (v.3).

Isaías foi fortemente advertido pelo Senhor (v.11) a depositar a sua esperança tão somente nEle, não se associando com o povo e nem compartilhando de seu medo (v.12). Deus lhe seria santuário, enquanto às duas casas de Israel seria “pedra de tropeço” (v.14). A escolha feita em temer a Deus ou temer a homens define o nosso futuro eterno, habilitando-nos para a salvação ou para perdição. Diante de nós há dois caminhos, e ambos envolvem condições. Deus requer de nós obediência à Sua Palavra, por preceito e por exemplo: “sela a lei no coração dos Meus discípulos” (v.16). Por sua vez, uma vida contrária à vontade divina também requer algo: desobediência à lei de Deus.

As práticas da necromancia, adivinhação e mediunidade são abominações ao Senhor (v.19) e o povo havia se corrompido com essas “densas trevas” (v.22). Trocavam o “assim diz o Senhor” por agouros de homens, sendo levados à “escuridão e sombras de ansiedade” (v.22). Não há lugar para abominações no coração que sob o selo da aliança eterna é guardado por Emanuel. Todo aquele que espera no Senhor (v.17), e comparece com sua família ao santuário (v.14) todos os dias, muito em breve terá a grande alegria em dizer-Lhe: “Eis-me aqui, e os filhos que o Senhor me deu” (v.18). Que esta seja a minha e a sua esperança!

Diante da proximidade de avistarmos “a alva” (v.20), precisamos erguer a bandeira da verdade sem temer a reação de homens. “Quando vos disserem” (v.19) que não precisam mais obedecer aos mandamentos do Senhor, não se deixem enganar! “Acaso, não consultará o povo ao seu Deus?” (v.19). Continue estudando as Escrituras e o Espírito Santo continuará lhe guiando “a toda a verdade” (Jo.16:13). Vigiemos e oremos!

Feliz sábado, discípulos do Senhor!

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus #Isaías8 #RPSP

Comentário em áudio: youtube.com/user/nanayuri100


Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.



%d blogueiros gostam disto: