Reavivados por Sua Palavra


ECLESIASTES 1 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS by Jeferson Quimelli
2 de agosto de 2020, 0:50
Filed under: Sem categoria

1. Palavra … O termo hebraico traduzido como “palavra” também significa “notícia”, “relatório”, “mensagem”, “história”ou “encargo”.

Pregador… Alguns escritores judeus têm explicado que Qoheleth significa “alguém que reúne uma congregação e expõe o ensino”. Outros o apresentam como “Pregador” porque é dito que Salomão proferia esses discursos diante de uma congregação. Isto é similar à raiz arábica diversas vezes traduzida como “grande colecionador” e “sincero investigador” (ver PR, 85; ver também a introdução a Eclesiastes).

Filho de Davi. Ou seja, Salomão. Quem seria mais qualificado que ele para expor as profundas verdades registradas neste livro? Deus o dotou com uma capacidade genial (IRs 3: 9-13), mas ele desperdiçou sua herança numa busca frenética pela felicidade.

Rei de Jerusalém… Sem dúvida esta expressão é uma referência direta ao rei Salomão, apesar de seu nome não ocorrer no livro. Outras expressões que indicam que se trata de Salomão são as referências à sua sabedoria e a ele como autor de vários provérbios (ver Ec 1:12, 13, 16; 2:15; 12:9; CF. IRs 3:12; 4;32).

2. Vaidade de vaidades [ARA; NVI: “Que grande inutilidade!”]. Do heb. habel habalim… O Pregador diz que é “vaidade” qualquer coisa que o ser humano busque em lugar de Deus e da obediência a Ele… literalmente “sopro dos sopros”, Salomão destaca o final inútil e insatisfatório da vida e do esforço humanos, a menos que sejam direcionados para Deus.

Tudo é vaidade… o mundo, incluindo a vida, não é mais do que apenas um sopro, sem oferecer qualquer promessa de esperança.

3. …A interrogação “que?” solicita uma resposta negativa enfática. Pode ser comparada com as palavras de Mateus 16:26, em que, literalmente, o Mestre pergunta: “Pois que aproveitará o homem se ganhar o mundo inteiro e perder a sua alma?” A resposta antecipada pelo Pregador é: “Nada”…

[Debaixo do sol. Outra expressão fundamental (empregada 29 vezes), que se refere a este mundo presente e às limitações que ele oferece. Bíblia de Estudo NVI Vida.]

4. … Permanece. Do heb. ‘amad, palavra com o sentido comum de “ficar”. Transmite a ideia de continuidade e durabilidade.

6. O vento. Do heb. ruach, “vento”, uma palavra que sempre indica atividade. É utilizada várias vezes em ligação às atividades de Deus na condição do plano da salvação.

8. … Canseiras… A aparente esterilidade da atividade humana e os desapontamentos que a acompanham são os pontos enfatizados aqui…

Não se fartam. A experiência exterior não pode satisfazer os desejos do coração. As coisas, isto é, as bençãos materiais, não satisfazem a pessoa pensante. Aproximar-se verdadeiramente de Deus não é algo que se concretiza apenas pelos órgãos dos sentidos, pelos quais conhecemos Sua palavra e a revelação como um todo. Mais do que isso, é necessária uma experiência interior. “Deus é espírito” (Jo 4:24), portanto, o ser humano deve e aproximar dEle de maneira espiritual.

9. … Nada há, pois, novo. Não há variação no contínuo ciclo da natureza. Tendo testemunhado um ciclo, o ser humano já viu a todos. Cada um se mistura com o outro de modo tão imperceptível que não se nota diferença entre eles. Os ciclos parecem não ter outro propósito a não ser a perpetuação.

10. … Já foi… O contexto evidencia que as observações de Salomão nos v. 9 e 10 se aplicam aos vários fenômenos naturais e também ao ciclo da vida humana.

13. Apliquei o coração… Entre os hebreus, o coração era considerado como a sede dos sentimentos e da inteligência. Assim, “apliquei o coração” seria o mesmo que “apliquei minha mente” (ver ICr 22:19; Jó 7:17)…

Para nelas os exercitar (ARC). Deus implantou no coração da humanidade a necessidade de estudo e investigação. Esta é uma tarefa árdua, que requer esforço da mente e do corpo.

14. … Obras. Ou seja, projetos e atividades humanas, muitos dos quais se mostram sem valor ou benefício.

15. Torto. Esta expressão deriva de uma raiz que significa “dobrar”, “torcer”. Não se refere a algo que é inerentemente torto, mas àquilo que foi levado a ficar assim…

Endireitar… A ênfase está sobre a inabilidade humana para lidar na sua própria força com as situações que se apresentam constantemente.

16. … Larga experiência da sabedoria... A LXX interpreta “sabedoria” com uma palavra que denota valores éticos e morais, e, :conhecimento”, por uma palavra que significa o lado especulativo do esforço mental.

18. Enfado. A palavra assim traduzida é de uma raiz que significa “ser afligido”, “ser provocado”. Estudo excessivo leva a insônia, nervos desgastados e a outros problemas de saúde. No entanto, não se deve concluir que Salomão endossava a ideia de que a ignorância é felicidade (ver Pv 4:7).

Tristeza. Literalmente, “dor”física e mental. Se alguém deseja a sabedoria, deve investigar a fundo (ver Pv 2:4). Pesquisa constante e intensa cobra seu preço das forças e da saúde. Também é verdadeiro que elevado conhecimento não é sinal de caráter. A justiça de Cristo, recebida pela fé, abre as portas do reino celestial, o que o conhecimento por si só não pode alcançar.

Fonte: Comentário Bíblico Adventista do Sétimo Dia, vol. 3.


Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.



%d blogueiros gostam disto: