Reavivados por Sua Palavra


SALMO 135 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
16 de junho de 2020, 0:45
Filed under: Sem categoria

“Louvai ao Senhor, porque Ele é bom; cantai louvores ao Seu nome, porque é agradável” (v.3).

O Salmo de hoje é um convite ao louvor e adoração a Deus. Mas como é difícil dar graças a Deus na crise! Como é difícil acreditar que nas tempestades Jesus está conosco na embarcação! Foi em meio a uma terrível tempestade de ventos, onde as ondas batiam com violência no barco e tudo dava a entender que naufragariam e morreriam, que os discípulos viram uma das cenas mais estranhas: “Jesus dormia” (Mt.8:24). Como entender que seu Mestre dormia justamente no momento de tão grande necessidade?

Confusos e amedrontados, os discípulos despertaram Jesus, “clamando: Senhor, salva-nos! Perecemos!” (Mt.8:25). Então Jesus os censurou por sua tímida confiança e, “levantando-Se, repreendeu os ventos e o mar; e fez-se grande bonança” (Mt.8:26). O questionamento posterior dos discípulos explica a reação destes: “Quem é este que até os ventos e o mar Lhe obedecem?” (Mt.8:27). Aqueles homens aceitaram o convite de andar com Jesus, mas ainda não O conheciam. Contemplaram, porém, com admiração, Aquele que mais tarde reconheceriam como o Filho do Deus vivo.

Os filhos de Israel foram testemunhas oculares dos maravilhosos prodígios de Deus no Egito e como desbaratou reis e exércitos para dar-lhes a herança prometida. Contudo, como foi dura e penosa a sua jornada por causa de sua pequena fé. Quantos rejeitaram a obra de lapidação simplesmente porque seus caprichos e vontades ocuparam o lugar de Deus em seu coração. Como na embarcação os discípulos viram a manifestação do poder de Deus, a Israel foram dadas inúmeras provas do poder e do cuidado do Senhor. Contudo, enquanto os discípulos se admiraram, os filhos de Israel murmuraram.

Qual tem sido a nossa decisão diante dos reveses da vida? Clamar ou murmurar? Apesar da fé deficiente, os discípulos recorreram à Fonte correta e foram agraciados com grande bonança. Mas quão maior teria sido aquela experiência se, como Paulo e Silas mesmo com seus corpos dilacerados por açoites e presos de forma desumana foram libertos enquanto oravam e louvavam a Deus (At.16:25), quão diferente seria o relato daquela experiência. Porque “assim diz o Senhor, o Santo de Israel: Em vos converterdes e em sossegardes, está a vossa salvação; na tranquilidade e na confiança, a vossa força” (Is.30:15).

Jesus nos deixou claro recado: “No mundo, passais por aflições; mas tende bom ânimo; Eu venci o mundo” (Jo.16:33). Portanto, diante das provas e dificuldades, declare: “eu sei que o Senhor é grande” (v.5). “Louvai ao nome do Senhor; louvai-O, servos do Senhor” (v.1)! Perto como estamos do “tempo de angústia qual nunca houve” (Dn.12:1), “vós que temeis ao Senhor, bendizei ao Senhor” (v.20) e Ele nos concederá eterna bonança. Vigiemos e oremos!

Bom dia, vós que temeis ao Senhor!

Desafio da semana: Escolha um dia da semana para jejuar e orar por sua família.

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus #Salmo135 #RPSP

Comentário em áudio: youtube.com/user/nanayuri100


1 Comentário so far
Deixe um comentário

Parabéns irmã Rosana Barros, amo seus comentários e tenho certeza de que és usada por Deus.

Comentário por Marcos silva




Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.



%d blogueiros gostam disto: