Reavivados por Sua Palavra


SALMO 120 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
1 de junho de 2020, 0:45
Filed under: Sem categoria

“Senhor, livra-me dos lábios mentirosos, da língua enganadora” (v.2).

Como uma das características do fruto do Espírito (Gl.5:22), a paz exige de nós um comportamento inesperado. Surpreender o inimigo com um bem imerecido é ser um promotor da paz, um seguidor de Cristo. Devolver escárnio com brandura e violência com bondade é surreal e estranho à nossa natureza. Não é fácil, mas pelo poder do Espírito, é possível.

Como promover a paz quando “teimam pela guerra” (v.7)? A resposta está em um dos remédios naturais que o Senhor nos deixou: a confiança em Deus. O salmista sabia a quem buscar quando as más línguas o angustiavam. Ele confiava nAquele que o ouvia: “Na minha angústia, clamo ao Senhor, e Ele me ouve” (v.1).

Os conselhos dados pelo apóstolo dos gentios nos versos a seguir, nos concede um vislumbre do que Deus espera que Seus filhos pratiquem: “Não torneis a ninguém mal por mal… se possível, quanto depender de vós, tende paz com todos os homens… vence o mal com o bem” (Rm.12:17, 18 e 21).

Vitória. Este é o resultado de ser um agente da paz. Não há sensação melhor do que a de quebrar a maldição com bênção. É tornar-se participante do “gostinho” da vitória que não foi conquistada por nós. Cristo é o doador de toda a paz: “Deixo-vos a paz, a Minha paz vos dou; não vo-la dou como a dá o mundo. Não se turbe o vosso coração e nem se atemorize” (Jo.14:27).

Não pode haver paz para aqueles que permitem ser dominados pela língua, pois ela “é mal incontido, carregado de veneno mortífero” (Tg.3:8). Pelo uso da língua como maldição, somos condenados por seu envenenamento fatal. Usando-a contra outros, estamos cometendo um suicídio espiritual e selando o nosso destino eterno.

Em tempos decisivos, em contagem regressiva para a nossa eterna redenção, clamemos ao Senhor para que toque os nossos lábios com “uma brasa viva” de Seu altar (Is.6:6-7). Se desejamos ser chamados filhos de Deus, a paz deve ser manifestada em nossa vida: “Bem-aventurados os pacificadores, porque serão chamados filhos de Deus” (Mt.5:9). Que você e eu sejamos mensageiros da paz de Cristo. Que esta santa virtude aumente a nossa confiança em Deus. Que as nossas palavras e atitudes declarem diariamente: “Sou pela paz” (v.7). Vigiemos e oremos!

Bom dia, pacificadores!

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus #Salmo120 #RPSP

Comentário em áudio: youtube.com/user/nanayuri100


Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.



%d blogueiros gostam disto: