Reavivados por Sua Palavra


SALMO 110 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
22 de maio de 2020, 0:45
Filed under: Sem categoria

“Apresentar-se-á voluntariamente o Teu povo, no dia do Teu poder; com santos ornamentos, como o orvalho emergindo da aurora, serão os Teus jovens” (v.3).

Oh, gloriosa redenção! O Dia em que veremos o nosso Salvador em glória não pode assemelhar-se a nenhum outro dia já vivido nesta Terra. A expectativa que faz o nosso coração desfalecer (Leia Jó 19:27) está prestes a tornar-se realidade. O Céu trabalha para isso enquanto o Senhor arregimenta o Seu exército de santos. Tudo se apressa para o fim e as taças estão prestes a ser derramadas, para que então seja dito: “Feito está!” (Ap.16:17).

Oh, gloriosa redenção! A redenção que foi rejeitada pelos líderes judeus. Tão diligentes na letra da Lei, mas tão ignorantes acerca de sua essência. Ansiaram pelo filho de Davi e deram as costas ao Filho de Deus. Diante deles estava Aquele sobre o qual o próprio Davi escreveu: “Disse o Senhor ao meu Senhor: Assenta-te à Minha direita, até que Eu ponha os Teus inimigos debaixo dos Teus pés” (v.1, Mt.22:44).

Em cada geração deste mundo, Deus tem um povo para chamar de Seu, e assim o será até o fim. Quando chamou Abraão para ser o pai de uma numerosa nação, de várias formas o abençoou. E uma delas foi através da aparição de um rei desconhecido na genealogia bíblica, chamado Melquisedeque (v.4), denominado “sacerdote do Deus Altíssimo” (Gn.14:18-20). Já em Hebreus, encontramos a seguinte descrição acerca deste rei: “...rei de justiça… rei de paz; sem pai, sem mãe, sem genealogia; que não teve princípio de dias, nem fim de existência, entretanto, feito semelhante ao Filho de Deus, permanece sacerdote perpetuamente” (Hb.7:2-3). É como se o próprio Cristo tivesse aparecido a Abraão para abençoá-lo pessoalmente. E Ele, além de ter-Se assentado à destra de Deus Pai como nosso Juiz, também cumpre o Seu papel de Sumo Sacerdote, intercedendo por nós.

A obra no santuário celestial está prestes a completar-se. Cristo tem intercedido junto ao Pai por todos os crentes, e como tem sido difícil para Ele o veredicto de alguns! A luta de Jesus tem sido para que os Seus filhos não O louvem apenas com os lábios. Porque, para estes, quando Ele voltar “no dia da Sua ira” (v. 5), com o coração partido terá que dizer: “Nunca vos conheci!” (Mt.7:23). Precisamos buscar ao Senhor e louvá-Lo com todo o nosso coração. Se afirmamos louvá-Lo com o coração cheio de orgulho, vaidade ou raiva que sentimos por alguém, para Ele este louvor é maldito e não tem valor algum. Com urgência, devemos aprender a lição do Mestre: “…se não vos tornardes como crianças, de modo algum entrareis no reino dos Céus” (Mt.18:3). Deve ser nossa oração constante: “Dá-me, ó Deus, um coração puro; rápido para amar, rápido para perdoar!” Então, assim como um dia Cristo disse: “Deixai vir a Mim os pequeninos” (Mt.19:14), nos dirá nAquele grande Dia: “Vinde, benditos de Meu Pai!” (Mt.25:34). Não será diferente. Como as crianças tiveram total acesso a Cristo, nos apresentaremos voluntariamente no Dia do Seu poder, “com santos ornamentos, como o orvalho emergindo da aurora” (v.3).

Oh, gloriosa redenção! Naquele Dia, se encontrarão a graça e a verdade, a justiça e a paz se beijarão (Sl.85:10) em favor de todos aqueles que temem a Deus. Todavia, a preciosa graça tão copiosamente derramada dará lugar ao juízo para todo aquele que não se arrependeu de seus maus caminhos (v.5-6). “Por ocasião da vinda de Cristo, os ímpios serão eliminados da face de toda a Terra: consumidos pelo sopro de Sua boca e destruídos pelo resplendor de Sua glória” (Revista Eventos Finais, 10 dias de oração, p. 32). Não ignoremos as profecias, meus irmãos! Pois, “não havendo profecia, o povo se corrompe” (Pv.29:18). Chegou a hora de erguermos o alto clamor proclamando ao mundo o último chamado de Deus! Você nasceu nesta época com esta finalidade, como a “Voz do que clama no deserto” (Is.40:3). Assim como João Batista foi escolhido para anunciar a primeira vinda de Cristo, fomos eleitos para anunciar a Sua segunda vinda. Onde estão vocês, homens, mulheres e jovens de coragem? Agora é o momento de vestirmos toda a armadura de Deus (Ef.6:10) e, como Isaías, tomarmos a firme decisão: “Eis-me aqui, envia-me a mim” (Is.6:8).

A chama do Espírito Santo foi acesa, amados! “Não apagueis o Espírito” (1Ts.5:19). Vigiemos e oremos!

Bom dia, santos dos últimos dias!

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus #Salmo110 #RPSP

Comentário em áudio: youtube.com/user/nanayuri100


Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.



%d blogueiros gostam disto: