Reavivados por Sua Palavra


SALMO 97 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
9 de maio de 2020, 0:45
Filed under: Sem categoria

“A luz difunde para o justo, e a alegria, para os retos de coração” (v.11).

Fidedigna profecia foi dada a Daniel. Mediante sonhos, visões e símbolos, o futuro lhe foi revelado sob a precisa perspectiva do Senhor do tempo. Babilônia, Medo-Pérsia, Grécia e Roma ascenderam ao trono da Terra em seus períodos de triunfo e viram seus impérios caírem pela força das palavras de um Deus que não Se engana. E, apontando para o futuro que descerra o fiel cumprimento das profecias, Daniel pôde ver o desfecho de todas as coisas, mediante a glória de “um reino que não será jamais destruído… mas ele mesmo subsistirá para sempre” (Dn.2:44).

Em tom de juízo, o salmista aponta para a manifestação da justiça de Deus sobre a Terra. Sua linguagem revela o prévio conhecimento sobre os últimos acontecimentos; precisamente aqueles que serão vistos pela última geração deste mundo. Quando aos anjos caídos for permitido agir com cólera jamais vista, decidido o destino eterno de cada pessoa, haverá “tempo de angústia, qual nunca houve” (Dn.12:1). Os justos, em prisões ou em seus refúgios nas florestas e montanhas, serão o alvo da obstinação dos ímpios; mas seus corações, apesar de atribulados pelas circunstâncias, perseveram na certeza de sua breve redenção.

No momento mais escuro da Terra, “à meia-noite” (Mt.25:6), quando os ímpios, embriagados por uma falsa sensação de alegria e êxito, tiverem quase por alcançar seu demoníaco objetivo, suas vozes de triunfo se transformarão em gritos de desespero e lamento. “Nuvens e escuridão” (v.2) encobrirão a Terra impossibilitando-os de enxergar o paradeiro dos justos. “Derretem-se como cera os montes, na presença do Senhor” (v.5). Então, os “Seus relâmpagos alumiam o mundo; a Terra os vê e estremece” (v.4). E dentre a escuridão e tremor, os ímpios contemplam, entre os lampejos, anjos poderosos a rodear os santos do Altíssimo.

Oh, quão gloriosa é a vinda do Senhor! “Os céus anunciam a Sua justiça, e todos os povos veem a Sua glória” (v.6). Ellen White assim descreve esta profecia: “Aparece então de encontro ao céu uma mão segurando duas tábuas de pedra dobradas uma sobre a outra. Diz o profeta: ‘Os céus anunciarão a Sua justiça…’. Aquela santa Lei, a justiça de Deus, que por entre trovões e chamas foi do Sinai proclamada como guia da vida, revela-se agora aos homens como a regra do juízo. A mão abre as tábuas, e veem-se os preceitos do decálogo, como que traçados com pena de fogo. As palavras são tão claras que todos as podem ler. … É impossível descrever o horror e desespero dos que pisaram os santos mandamentos de Deus. … Os inimigos da Lei de Deus, desde o ministro até ao menor dentre eles, têm nova concepção da verdade e do dever. Demasiado tarde veem que o sábado do quarto mandamento é o selo do Deus vivo” (O Grande Conflito, 639 e 640).

“Vós que amais o Senhor, detestai o mal” (v.10). É “hora de vos despertardes do sono; porque a nossa salvação está, agora, mais perto do que quando no princípio cremos” (Rm.13:11). É hora de crer, pregar e viver como nunca antes a mensagem que nos foi confiada como a última a ser proclamada a este mundo em contagem regressiva: as três mensagens angélicas (Ap.14:6-12). Está chegando o dia em que “todos os que servem a imagens de escultura, os que se gloriam de ídolos” (v.7), serão confundidos e destruídos. Às vésperas do cumprimento da profecia de Amós, em que os homens “correrão por toda parte, procurando a Palavra do Senhor, e não a acharão” (Am.8:12), seremos tidos por indesculpáveis se não usarmos diligentemente os talentos que nos foram outorgados pelo Senhor, agora, enquanto há graça.

Como a mensagem dada ao profeta Habacuque, seja a nossa vida a carta de Cristo, de modo “que a possa ler até quem passa correndo” (Hc.2:2). Clamemos pelo precioso dom do Espírito Santo em nossa vida! “Alegrai-vos no Senhor, ó justos, e dai louvores ao Seu santo nome” (v.12). E, dentro em breve, ouviremos a voz do Senhor e nos alegraremos na manifestação de Sua justiça. Vigiemos e oremos!

Feliz sábado, vós que amais o Senhor!

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus #Salmo97 #RPSP

Comentário em áudio: youtube.com/user/nanayuri100


Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.



%d blogueiros gostam disto: